Fechar

logo

Fechar

LGDP

Alexandre Moura. Publicado em 28 de junho de 2019 às 11:30

Uma pesquisa feita pela empresa “Serasa Experian”, especializada em serviços de informações financeiras e de credito, divulgada durante o congresso “CIAB Febraban 2019” recentemente realizado em São Paulo, mostrou como está à adequação a LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados, que entra em vigor no segundo semestre do ano que vem, pelo setor financeiro brasileiro.

Segundo o levantamento Serasa Experian, “um pouco mais de 30% das entidades deste segmento (a exemplo de Bancos, Corretoras e Seguradoras), já estão preparados para cumprir todas as exigências (que são muitas) da LGPD”.

Este percentual é o dobro, ainda segundo os resultados da pesquisa, em relação à média nacional que analisou todos os setores da economia, que ficou em 15%. No setor de comércio varejista, por exemplo, o percentual atingiu 18%, muito pouco para o tempo que resta (cerca de um ano) para adaptação a nova legislação.

Outro dado interessante é que, para 40% das empresas pesquisadas, a LGPD “vai impactar muito os seus negócios” e estão preocupadas com este impacto.

O assunto é sério (é só ver o que vem acontecendo com várias empresas na Europa, após a implantação da legislação de proteção de dados nos países da União Europeia, na qual a nossa foi baseada) e merece todo o empenho das empresas brasileiras em se adequar a LGPD.

Rússia

Por outro lado, na Rússia, o governo local “ordenou que o Tinder (aplicativo de relacionamento pessoal) compartilhe os dados dos usuários com os órgãos de segurança e que armazene estes dados (texto, imagens e vídeos) em servidores (computadores) no país”.

A “regulamentação” partiu da Roskomnadzor, agência estatal de telecomunicações (semelhante a nossa ANATEL) e faz parte de mais uma ação de controle do uso da “Internet Russa”. Ou seja, é o inicio do fim da privacidade das comunicações na Rússia, como acontecia na era soviética.

Milho e Ozônio

A “EMBRAPA Agroindústria de Alimentos”, que tem sede no Rio de Janeiro, pesquisou e validou uma “tecnologia pós-colheita que reduz fungos e microtoxinas em grãos de milho com a aplicação do gás ozônio”.

Os pesquisadores da EMBRAPA garantem que a “técnica não afeta a qualidade química e sensorial do milho, com a vantagem de ser de implantação imediata pelo agronegócio”.

Além disso, essa tecnologia é limpa e sustentável e não agride o meio ambiente. A solução pode também, “ser utilizada em silos de armazenamento de cereais e de outros tipos de alimentos, inclusive orgânicos”.

O ozônio é reconhecido como substância segura para aplicação como sanitizante em alimentos pela FDA (Food and Drug Administration), órgão de vigilância sanitária dos Estados Unidos.

Mais informações sobre o tema no site www.embrapa.br/fale-conosco/sac/

Fintech Paraibana

A empresa Conpay (www.conpay.com.br), uma Fintech (empresa de tecnologia que desenvolve soluções para a área financeira) paraibana, lançou no mercado um “produto que possibilita aumentar vendas e reduzir a inadimplência de lojistas junto a distribuidores e atacadistas”.

Denominado de “Controle360”, a solução permite acompanhar melhor os créditos e direcionar parte dos recursos da venda, diretamente para a conta do fornecedor, em uma operação conhecida como cessão de direitos creditórios.

Segundo diretores da Conpay, “esta é uma operação bastante conhecida no meio bancário, que agora estamos trazendo também para o mercado de adquirência de cartões”.

Hoje, os cartões já são responsáveis pela maioria dos pagamentos nos estabelecimentos comerciais e o “Controle360” pode ajudar os pequenos lojistas em sua “relação financeira” com seus fornecedores.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Alexandre Moura
Alexandre Moura

Engenheiro Eletrônico, MBA em Software Business e Comércio Eletrônico, Diretor da Light Infocon Tecnologia S/A e Diretor de Relações Internacionais da BRAFIP - Associação Brasileira de Fomento à Inovação em Plataformas Tecnológicas.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube