Fechar

logo

Fechar

Coluna de Alexandre Moura: Cirurgia e Realidade Virtual

Alexandre Moura. Publicado em 21 de dezembro de 2018 às 10:35

Pesquisadores da UFRS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, ligados ao Instituto de Informática da instituição, estão trabalhando no desenvolvimento de “simuladores que utilizam tecnologias de Realidade Virtual Aumentada para reduzir o tempo de treinamento de um cirurgião em operações de risco”.

O objetivo é que os “simuladores permitam um maior realismo na aparência dos órgãos do corpo humano e propiciem uma reação (quase real) ao contato com os outros órgãos”.

O modelo de simulação, utilizado pelos cientistas da UFRS, propiciam tanto o “realismo visual quanto o realismo fisiológico, além da sensação do tato”, ficando assim, bem próximo de uma cirurgia real.

Câncer de Pele

Outra tecnologia bem interessante vem sendo desenvolvida para detecção precoce do câncer de pele. Trata-se do uso de câmeras comuns (inclusive câmeras de smartphones) “para capturar imagens de possíveis áreas do corpo, afetadas por uma lesão de pele do tipo melanoma”, o tipo mais comum (cerca de 30% dos casos) de câncer de pele que acomete a população brasileira.

A pesquisa vem sendo realizada em parceria entre cientistas e alunos da UFRS, da Universidade de Waterloo, Canadá e empresas brasileiras de base tecnologia do segmento de saúde.

A ideia é ao final do desenvolvimento (estimado para o final de 2021) ter “um equipamento para detecção de câncer de pele com uma taxa de sucesso de diagnóstico de 99%”.

O equipamento vai possibilitar que “profissionais de saúde e dermatologistas não treinados em dermatoscopia”, possam fazer o diagnostico, com a mesma taxa de certeza que dermatologistas treinados utilizando um dermatoscópio (aparelho médico utilizado para diagnósticos e exames de pele) tradicional.

Drones” e o Rio de Janeiro

Matéria publicada no jornal “O Dia” diz que “em janeiro de 2019, a Prefeitura do Rio de Janeiro iniciará o projeto Sentinela Carioca”, que visa o uso de drones com câmeras acopladas, no auxílio à fiscalização pelas secretarias e órgãos municipais, incluindo a Guarda Municipal.

O projeto é coordenado pela IPLANRIO – Empresa Municipal de Informática e serão alugados 18 drones de quatro modelos diferentes. As aeronaves vão ser controladas a partir de uma instalação localizada na SEOP – Secretaria de Ordem Pública.

O principal objetivo, segundo a coordenação do projeto, é “mapear e avaliar os riscos da Defesa Civil como desabamentos, deslizamentos e alagamentos; no monitoramento e identificação de focos de mosquitos na Saúde Pública”.

Viagem Espacial através de Empresa Privada

Matéria publicada recentemente, no site da revista “Aeromagazine” (www.aeromagazine.uol.com.br) tem informações bem interessantes sobre a espaçonave da empresa americana “Virgin Galactic” que ultrapassou a altitude 80 quilômetros (limite oficial entre a atmosfera e o espaço), tornando-se assim, a primeira “espaçonave tripulada privada” a atingir o espaço.

Denominada de VSS Unity a espaçonave da Virgin Galactic fez um voo de apenas 60 segundos no espaço, mas esse feito é o primeiro e importante passo que vai permitir, em breve, o “turismo espacial” para quem estiver disposto a pagar R$ 1 milhão por uma passagem de ida e volta ao espaço!

 Feliz Natal para todos!

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Alexandre Moura
Alexandre Moura

Engenheiro Eletrônico, MBA em Software Business e Comércio Eletrônico, Diretor da Light Infocon Tecnologia S/A e Presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado da Paraíba.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube