Fechar

Fechar

Cantemos o hino da paz

Rafael Holanda. Publicado em 22 de agosto de 2017 às 10:46

Por Rafael Holanda (*)

Cantemos o hino da paz; ergamos a taça do melhor que existe em nossas sinceridades, para que a tristeza não se transforme em alimentação das nossas poucas esperanças.

Que o ofertório dos nossos dias seja a mesa farta para alguém necessitado, que nossas palavras sejam de leve mansidão e torne cantiga de ninar para os desesperados.

Que o universo seja a brisa mansa das nossas caminhadas, o espelho das nossas virtudes, não sendo tão fácil de quebrar quanto as nossas inconstâncias e dúvidas.

Amai uns aos outros para que num universo de tempestade possamos nos tornar coberta, conforto e lenço para lágrimas ou braços abertos para um longo abraço.

Que todo dia seja dia de pais, natal permanente, páscoa de amor, pois por brincar com a dor de muitos é que vivemos num inferno, sem a necessária tranquilidade e fé.

(*) Médico

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Rafael Holanda

* Médico.

falecom@fhc.com.br

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube