Fechar

logo

Fechar

Benedito Antonio Luciano: O Cavaleiro Solitário

Benedito Antonio Luciano. Publicado em 18 de fevereiro de 2021 às 10:41

Lançado nos Estados Unidos, em 28 de junho de 1985, o filme Pale Rider, produzido e dirigido por Clint Eastwood, foi distribuído e exibido no Brasil sob o título: “O Cavaleiro Solitário”.

Embora tenha assistido os principais filmes do gênero faroeste, desde as obras-primas produzidas no decênio de 1950, só vi “O Cavaleiro Solitário” recentemente, enquanto mudava de canais na TV em busca de algo que não fosse a mesmice habitual.

Não vi a abertura, pois quando sintonizei o canal o filme já estava sendo exibido, mas nas primeiras cenas percebi algumas semelhanças com aquele que considero o melhor de todos os faroestes: Shane, produzido e dirigido por George Stevens, em 1954, e exibido no Brasil sob o título: “Os brutos também amam”.

Em “Os brutos também amam”, Shane é um cavaleiro errante, solitário e enigmático, interpretado por Alan Ladd, que ao chegar num vale do Oeste americano decide guardar os revólveres e aceitar a hospitalidade de uma família de agricultores, composta por um homem, Joe Starret (Van Heflin); uma mulher, Marian Starret (Jean Arthur); e um menino de nove anos, Joey Starrett (Brandon de Wilde), filho do casal.

No filme “O Cavaleiro Solitário”, o personagem principal, interpretado por Clint Eastwood, é igualmente solitário, errante e enigmático. Ele aparece não se sabe de onde e se envolve em uma briga para defender um minerador pacato, Hull Barrett (Michael Moriarty), que estava sendo espancado por quatro capangas de Coy LaHood (Richard Dysart), dono de uma mineradora de grande porte que quer se apoderar das terras dos pequenos mineradores que buscam ouro numa jazida existente no leito de um riacho.

Como forma de agradecer pela ajuda, Hull convida o forasteiro para acompanha-lo até a sua casa, onde ele mora com Sarah Wheeler (Carrie Snodgress) e Megan Wheeler (Sydney Penny), uma jovem de quatorze anos, filha de Sarah.

Antes do jantar, o convidado se retira para tomar banho e trocar de roupas, enquanto as mulheres questionam Hull sobre o porquê de ele trazer para casa um desconhecido. Nesse momento, o cavaleiro misterioso entra na sala usando um colarinho clerical (uma gola branca em volta do pescoço). Seria ele um pastor ou um sacerdote?

Na sequência, há uma cena na qual Hull e o “pastor” tentam quebrar uma pedra no leito do rio e que há tempo o anfitrião tentava fazer isso sozinho. No filme “Os brutos também amam” Joe Starret e Shane também tentam juntos arrancar o tronco de uma árvore no meio do terreiro da casa de Joe.

Outra semelhança no roteiro dos dois filmes diz respeito ao impacto causado pela chegada dos forasteiros sobre os anfitriões e sobre a comunidade. Altruístas, tanto o “pastor”, em “O Cavaleiro Solitário”, quanto “Shane”, em “Os brutos também amam”, se colocam ao lado dos oprimidos e voltam a atuar como pistoleiros para enfrentar assassinos profissionais contratados pelos opressores.

O altruísmo e a ética dos dois personagens se fazem presentes na forma como lidam com a atração por eles despertada nas mulheres: Marian Starret, em “Os brutos também amam”, Sarah e Megan Wheeler, em “O Cavaleiro Solitário”.

Na cena final de “O Cavaleiro Solitário” a homenagem de Clint Eastwood ao filme “Os brutos também amam” é explicita. Nela, num enquadramento idêntico, o enigmático “pastor”, assim como “Shane”, parte montado em seu cavalo em direção a um vale, tendo no segundo plano montanhas geladas, enquanto Megan, filha de Sarah, clama pela volta do “pastor”, tal como fez o menino Joey pela volta de “Shane”: Shane …Come back!

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Benedito Antonio Luciano
Benedito Antonio Luciano

Professor doutor, titular do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube