Fechar

logo

Fechar

Benedito Antonio Luciano: Mães nas letras de músicas

Benedito Antonio Luciano. Publicado em 8 de outubro de 2020 às 10:17

Dependendo da sensibilidade e do gosto musical, cada leitor poderá elaborar, de forma distinta, uma lista de composições que foram concebidas com o objetivo de homenagear às mães.

Algumas dessas composições são autobiográficas e outras não necessariamente. Assim, sem pretensão de me aprofundar sobre o tema, seguem algumas referências musicais que escolhi ao acaso.

Para iniciar vou citar duas músicas que, embora suas letras estejam associadas a situações trágicas, fizeram grande sucesso nacional quando de seus lançamentos: “Coração materno” e “Coração de luto”.

Lançada em 1937, em “Coração materno” o cantor e compositor Vicente Celestino, com seu vozeirão operístico, impõe um tom dramático ao matricídio cometido por um infeliz campônio que para atender o pedido esdrúxulo de sua amada, matou a velha mãezinha e dela extraiu o coração para oferecer à namorada como prova de sua louca paixão.

Em 1960, o gaúcho Teixeirinha (Vitor Mateus Teixeira) lançou “Coração de luto”, uma toada na qual é narrada os versos de uma tragédia autobiográfica referente à morte da mãe do compositor num incêndio acidental, quando ele tinha nove anos. Apelidada de “Churrasquinho de mãe”, a música “Coração de luto” tornou-se sucesso nacional, chegando a vender 1 milhão de cópias no ano de seu lançamento, fato inédito na música brasileira até então.

Outra música em homenagem às mães, desta feita sem conotação trágica, é a valsa “Mãezinha querida”, composta por Getúlio Macêdo e Lourival Faissal, gravada e lançada por Carlos Galhardo (Catello Carlos Guagliardi), em 1952.

Intitulado “La Mamma”, um belíssimo tributo à mãe foi composto e lançado em disco por Charles Aznavour, em 1963, tendo uma versão brasileira intitulada “Mamãe”, gravada por Agnaldo Timóteo, em 1965, e uma versão em inglês gravada por Ray Charles, em 1975, sob o título “For Mama”.

Na linha autobiográfica, talvez seja interessante citar a música “Mother” (Mãe), composta por John Lennon e lançada em disco, em 1970. Com cerca de 5 minutos e meio de duração, no início da execução ouvem-se 4 badaladas de sino seguidas da voz de Lennon, acompanhado por piano e bateria. Inicialmente, num tom dolente e nos dois últimos minutos num tom agressivo, gutural, refletindo a relação conflituosa do compositor com a sua mãe, que o abandonou quando ele era criança.

No CD intitulado “Toque o pé”, lançado por Flávio José, em 2015, há uma composição do cearense Leonardo D’Luna, intitulada “Mãe”. Na letra dessa música, os versos da terceira estrofe representam muito bem a intenção do compositor em homenagear a sua mãe: “Ô mãe! Antes que eu saia dessa vida de repente/ Eu fui buscar no fundo da minha mente/ Esse poema pra cantar pra ti”.

Certamente, numa lista de músicas em cujas letras a mãe é o tema central, não poderia deixar de ser citada a canção “Lady Laura”, gravada por Roberto Carlos e lançada em 1978, como tributo à sua mãe, Laura Moreira Braga (“Lady Laura, me leve pra casa/ Lady Laura, me conta uma história/ Lady Laura, me faça dormir/ Lady Laura”).

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Benedito Antonio Luciano
Benedito Antonio Luciano

Professor doutor, titular do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube