Fechar

logo

Fechar

Benedito Antonio Luciano: Lembranças cinematográficas

Benedito Antonio Luciano. Publicado em 25 de fevereiro de 2021 às 10:14

O meu interesse pelo cinema começou quando, ainda criança, era conduzido pelo meu pai para assistir filmes de faroeste e de aventuras no Cine Real, uma sala de exibição localizada na rua Montevidéu, no Bairro da Bela Vista, em Campina Grande-PB. Eram filmes tipo B, em preto e branco.

A lembrança mais remota de um faroeste colorido foi Shane, “Os brutos também amam”, filme que assisti na companhia de meu pai no Cine São José, situado no bairro São José. Na minha opinião, Shane é o mais clássico dentre os westerns clássicos já produzidos.

Conforme Paulo Perdigão no livro de sua autoria Shane (Editora Rocco, 2002), o que tornou “Os brutos também amam” uma obra-prima da sétima arte foi a forma como o filme foi realizado, a maneira como os conflitos sociais e afetivos foram incorporados à trama, as sutilezas técnicas da fotografia e os enquadramentos perfeitos. Opinião compartilhada por Ruy Castro, em seu livro “Um filme é para sempre” (Companhia das Letras, 2006).

Na pré-adolescência e na adolescência, além dos filmes no Cine Real, assisti filmes nos cines Avenida, localizado na Avenida Getúlio Vargas, no Bairro da Prata; e Babilônia e Capitólio, situados no Centro de Campina Grande.

Nesse período, durante as férias escolares, assisti filmes em cinemas de outras cidades do Nordeste, tais como: Mossoró (Cine Pax e Caiçara); Coremas (Cine Real); e Feira de Santana (Cine Madri e Cine Íris).

Depois veio o tempo no qual passei a assistir filmes exibidos por cineclubistas de Campina Grande em salas não convencionais, dentre elas: o auditório do DNOCS, no Bairro do Monte Santo; a quadra do Clube do Trabalhador, no Bairro da Prata; o auditório do Museu de Artes Assis Chateaubriand, no Bairro de São José; e o auditório do INSS, no Centro de Campina Grande.

Antes de assistir os denominados filmes de cineclubes, as minhas fontes de informação sobre cinema provinham de leituras realizadas na biblioteca do Colégio Estadual da Prata e dos programas de rádio: “Falando de Cinema”, apresentado por Humberto de Campos, na Rádio Borborema, e “Sétima Arte”, apresentado por Aldo Porto, na Rádio Caturité.

“Falando de Cinema” era centrado no cinema norte-americano e “Sétima Arte” era focado no cinema europeu, particularmente o italiano, o francês e o espanhol, com destaque para o diretor Luis Buñuel.

Ao ingressar na universidade, em 1973, continuei a me interessar por cinema. No período de 13 a 22 de fevereiro de 1974 participei de um curso de cinema promovido pelo Diretório Acadêmico da Escola Politécnica da Universidade Federal da Paraíba, tendo como ministrante Braulio Tavares.

Entre julho e dezembro de 1976, durante o período que realizava estágio de Engenharia Elétrica na COELBA (Companhia de Eletricidade da Bahia), em Salvador – BA, assisti bons filmes no Cine Bahia, localizado na Rua Carlos Gomes, próximo da Praça Castro Alves.

Atualmente, em Salvador e em várias cidades brasileiras, as antigas salas de exibição de filmes não existem mais. Muitas foram vendidas e transformadas em templos evangélicos ou centros comerciais, como aconteceram com os citados cines Avenida e Babilônia; ou simplesmente abandonados, como no caso do Cine Capitólio, em Campina Grande.

A realidade é que em várias cidades brasileiras de médio porte, os filmes comerciais são exibidos em salas localizadas no interior de Shopping centers; os cinemas de bairro praticamente inexistem, mas o movimento cineclubista sobrevive graças ao idealismo de jovens cinéfilos e de alguns professores de cinema.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Benedito Antonio Luciano
Benedito Antonio Luciano

Professor doutor, titular do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube