Fechar

logo

Fechar

Benedito Antonio Luciano: Abdoral (in memoriam)

Benedito Antonio Luciano. Publicado em 1 de outubro de 2020 às 8:02

Abdoral era o codinome pelo qual era conhecido Manoel Feliciano de Brito, talentoso pandeirista nascido no sítio Monte Alegre, município de Campina Grande – PB, em 21 de março de 1931.

Segundo informações colhidas no livro “Pra dançar e xaxar na Paraíba: andanças de Rosil Cavalcanti”, de autoria de Rômulo C. Nóbrega e José Batista Alves, os pais de Abdoral, Feliciano José de Brito e Querubina Ana Araújo, preocupados com a educação do filho, vieram morar em Campina Grande na Rua Vigário Calixto, no Bairro do Catolé. Depois a família mudou-se para a Rua da Embiras, no Bairro de São José.

Teria sido na Rua da Embiras que Manoel Feliciano de Brito recebera o apelido de Abdoral, em alusão ao nome de um cidadão que vendia água doce para beber, no tempo em que Campina Grande não dispunha de água encanada.

Da Rua da Embiras a família mudou-se para a Rua da Independência, no Bairro da Prata, onde existiam outros vendedores de água, e o garoto chegando à nova morada já era conhecido como Abdoral, filho de Seu Abdoral.

Segundo depoimento relatado no livro referido, o garoto não gostou do apelido e foi se queixar ao pai Feliciano: “Eu contei que estavam dizendo que meu pai era o Sr. Abdoral e por cima também me chamando de “Abdoral”. Ao que o pai respondeu: “rapaz, deixa de besteira que teu pai sou eu mesmo. Esses caras querem é mexer contigo. Vai trabalhar! ”. Foi assim que ele não se incomodou mais com a alcunha.

Mais detalhes sobre Abdoral podem ser lidos no livro de Rômulo C. Nóbrega e José Batista Alves, tendo como destaque sua passagem pelo Paulistano, Treze e por vários times amadores de Campina Grande, conhecidos como times de pelada, assim como a sua atuação como pandeirista, iniciada em 1947.

Não sei precisar o ano em que Abdoral e sua esposa, Vanilda Ribeiro de Brito, vieram morar no Bairro da Bela Vista. Sei que durante alguns anos eles moraram na Rua Dom Pedro II e, depois, na Av. Rio Branco, numa casa vizinha àquela onde eu morava com os meus pais, por volta dos meados de 1960.

Inicialmente, era apenas o casal, sem filhos. Depois, nasceram Geraldo (conhecido artisticamente como Gera Brito), Afonso e Jerusa. Eram excelentes vizinhos. A esposa de Abdoral era uma senhora muito calma, tranquila. Ele, uma cara muito bem-humorado.

Durante o tempo em que fomos vizinhos, tive a oportunidade de assistir muitos ensaios que ocorriam na sala da casa deles, geralmente nos finais de semana. Desses ensaios participavam músicos e cantores, dentre outros: Chicó, Duduta (cunhado de Abdoral), Valdir, Letício, Manoel Serafim, Roberto, Elino Julião, Messias Holanda e Zito Borborema.

Depois, quando eu e meus pais nos mudamos para uma casa na Av. Rio Branco, no Bairro da Bela Vista, quase em frente à casa onde Duduta morou até seus últimos dias, e Abdoral foi morar na Rua João XXIII, no Jardim Paulistano, passamos a nos encontrar nas manhãs de sábado no Calçadão da Cardoso Vieira ou na Praça da Bandeira.

Nesses encontros, falávamos sobre as nossas lembranças do Bairro da Bela Vista e sobre música, a boa música popular brasileira. Porém, por conta deste afastamento social preventivo causado pela Covid-19, deixei de frequentar o Calçadão e a Praça da Bandeira.

Assim, por consequência, só tomei conhecimento da morte do colega Abdoral, ocorrida no dia 22 de setembro de 2020, quando recebi a lamentável informação por meio das mídias virtuais e de mensagens enviadas por pessoas amigas.

Ficou a saudade. Que Deus acolha a alma do saudoso artista em Sua infinita morada!

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Benedito Antonio Luciano
Benedito Antonio Luciano

Professor doutor, titular do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube