Benedito Antonio Luciano: A Primeira Arte (II)

Benedito Antonio Luciano. Publicado em 27 de maio de 2021 às 8:00

Dando prosseguimento aos comentários referentes ao filme “A Primeira Arte”, retomo a narrativa seguindo o roteiro cronológico do segundo episódio, partindo do período da história da música ocidental que vai do aparecimento da ópera e do oratório, por volta de 1600, até a morte de Johann Sebastian Bach (1685-1750).

É nessa quadra temporal que, segundo Otto Maria Carpeaux, o grande compositor Antonio Vivaldi (1678-1741), autor de “As quatro estações”, dá o passo definitivo para a música instrumental profana, enveredando por um caminho que a levou diretamente à arte de Bach.

Oportuno observar que a transição do renascimento para o barroco se constitui numa das fases mais controversas da história da música. Porém, não há dúvida que Bach tenha sido o nome marcante da música barroca, embora esse reconhecimento só tenha ocorrido na posteridade, pois ele morreu pobre e foi enterrado numa cova sem identificação.

Com um método de escrita definido, um sistema harmônico aperfeiçoado e tendo à disposição os recursos orquestrais de que dispomos atualmente, entram na cena musical compositores geniais como Joseph Haydn (1732-1809), Ludwig Van Beethoven (1770-1827) e Wolfgang Amadeus Mozart (1756-1791), estabelecendo a passagem do barroco para o clássico.

No século XIX, com as guerras napoleônicas, a Europa viveu momentos de profundas transformações sociais, políticas e econômicas. Neste contexto, sucedendo ao clássico, surgiu o romantismo, representado por compositores tais como: Mendelssohn (1809-1847), Chopin (1810-1849), Schumann (1810-1856), Liszt (1811-1886), Wagner (1813-1883), Verdi (1813-1901), Brahms (1833-1897) e Tchaikovsky (1840-1893).

No episódio final, intitulado “Dissonância”, a música do século XX é apresentada como uma ruptura aos estilos anteriores, ao absorver influências do ragtime, do blues, do jazz, da politonalidade e da atonalidade, culminando por destacar os elementos determinantes da decadência da qualidade a partir do ano 2000.

Com o desenvolvimento tecnológico de três importantes veículos de comunicação de massa, o rádio, a televisão e o cinema, teve início a indústria do disco e, com ela, se estabeleceu uma nova forma de relacionamento do público com a música e com os artistas.

Nessa fase, o compositor foi posto num plano secundário, passando o intérprete a assumir o protagonismo. Foi assim que, em 1954, foram vendidas 226 milhões de cópias do primeiro disco gravado por Elvis Presley.

No início do decênio de 1960 surgiram os Beatles como fenômeno mundial de vendas de discos e, posteriormente, a fusão do jazz com o rock e do rock com a música erudita foi bem explorada no que se convencionou chamar rock progressivo.

Em meados da década de 1970, em plena crise do petróleo, surgiu o punk rock, um estilo caracterizado por músicas rápidas e ruidosas, com letras de conteúdo anarquista e niilista, antecipando a decadência musical que viria com o Hip hop e o Rap.

E quando se pensava que a música brasileira e mundial já tinha atingido o nível mais baixo, surge o Funk, um tipo de música degradante, com letras calcadas no materialismo, na promiscuidade sexual e na violência.

Concluindo estas rápidas pinceladas sobre a trilogia do filme “A Primeira Arte” deixo uma pergunta à guisa de reflexão: qual seria a parcela de responsabilidade da música de baixo nível na degradação dos valores que estamos presenciando nos dias atuais?

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Benedito Antonio Luciano
Benedito Antonio Luciano

Professor doutor, titular do Departamento de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG).

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube