Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Belchior – abraços e canções

Noaldo Ribeiro. Publicado em 26 de janeiro de 2019 às 8:17

O óbito precoce interrompeu os seus recados poéticos, gritados estridentemente em português. Mesmo assim, a herança de sua obra permanece palpitando na memória, e gravada nas paredes do país, dado a sua contemporaneidade. Afinal, ele não cantava apenas o cotidiano da rapaziada que saia da sessão das 5 com a camisa toda suja de batom.

Bem mais que isto, falava de um país cujo futuro foi posto na geladeira, sem incorrer na possibilidade de virar passado, como bem acentua em “Balada de Madame Frigidaire”.

Um bardo desse porte, merece uma biografia de envergadura que trate do Antonio Carlos, cidadão comum, até o Belchior poeta/cantor que interpretou a utopia e os impasses de toda uma geração, incluindo uma leitura terna e, paralelamente, seca de um lugar comum, perto daqui chamado Brasil.

Ângela Belchior, a irmã do rapaz latino-americano, sem parentes militares e vindo do interior, e Estevão Zizzi, advogado e escritor, tomaram para si essa missão, em pleno e adiantado ritmo e, em breve, disponível nas melhores casas do ramo.

Enquanto a história, desse sujeito, as vezes de sorte, não chega às bancas, a dupla responsável pela trabalhosa tarefa, lançou, há dias atrás, uma entrevista inédita – espécie de anunciação do que será a biografia que teve sua gênese no cruzamento Ipiranga/São João, onde sempre acontece algo no coração de alguém, no dizer de Caetano Veloso.

A quem possa interessar, o livro (com 91 páginas), intitulado “Belchior: abraços e canções”, pode ser adquirido acessando o link http://www.clubedeautores.com.br/book/273033–Belchior, publicado pela editora Clube de Autores.

O li de uma só “lapada” e senti a prazerosa necessidade de rejuvenescer.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Noaldo Ribeiro
Noaldo Ribeiro

* Sociólogo.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube