Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Amargo

Rafael Holanda. Publicado em 12 de agosto de 2019 às 10:04

Amargo é a dor de uma saudade, onde o sabor se perde em lembranças e perpetuam lágrimas que banham de forma lenta e incessante o nosso coração.

Amargo é não sentir a doçura de puder vivenciar um grande amanhecer em decorrência de sérios problemas de visão e se contentar apenas com o que descrevem.

Amargo é não poder ouvir uma voz ou se sentir feliz diante de uma melodia que como uma poltrona de um carro é capaz de lhe levar a algum lugar da vida.

Amargo é se perder pelos caminhos do vicio e de forma trágica destronar toda sua programação caindo na malha da incerteza e sem perspectivas do amanhã.

Amargo é vivenciar uma criança que passa pela estrada da vida onde apenas um pouco de farinha em mistura simples de um leite ralo constitua sua única refeição.

Amargo é saber que a vida por sua maneira de responder as ofensas contra alguém é capaz de destronar o mais poderoso e coloca-lo em uma sarjeta de uma cidade qualquer.

Amargo é viver solitário, onde o canto da vida ecoa de forma silenciosa e em decorrência de suas próprias ações, os amigos se foram deixado apenas um rasto de saudade.

Amargo é gritar onde a voz se torna surda, onde a luminosidade de um dia qualquer se dilui no cinza da saudade, permitindo apenas que se possa ouvir uma cachoeira de lamentos.

Amargo é se perder em profunda descrença, não ter a força suficiente de retornar e acreditar que na vida a força que impulsiona todos os nossos passos se chama servir.

Amargo é se postar em um leito de casa na mais profunda e dolorosa solidão, sem ouvir o canto do consolo ou alguém que lhe estenda a mão para afagar o seu silêncio.

Amargo é ter inimigos confeccionados por atos na ocupação de um cargo, e deste cargo apenas se utilizou para trazer apenas a dor e tristeza aos seus subordinados.

Amargo é procurar dentro de si uma porta para sair e não encontrar a chave, pelo simples fato de que mesmo tendo a semente da bondade não foi capaz de plantar.

Amargo é condenar alguém pelo fato de apenas ouvir falar, e esquecer do seu telhado é tão susceptível de receber as pedradas , as mesma atiradas em alguém.

Amargo é não saber adocicar palavras que sirvam de consolo, não saber como promover a arte de perdoar, não buscar um sonho maior para puder dividir.

Amargo é construir o ódio com suas maldades e viver o desencanto de uma vida onde o destino se torno de maneira definitiva sombrio.

Amargo é transformar a sua vida em fel, pois o gosto de sobreviver as tempestades do tempo é ter a certeza que amanhã as pessoas que não sofreram nas tuas mãos haverão de dividir estes segundos com você.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Rafael Holanda
Rafael Holanda

* Médico.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube