Fechar

logo

Fechar

Alexandre Moura: LGPD

Alexandre Moura. Publicado em 29 de novembro de 2019 às 9:55

Estamos chegando ao final do ano e 2020 “está logo ali”.  O ano novo vai trazer no mês de agosto – como já escrevemos por diversas vezes neste espaço – a entrada em vigor da Lei Nº 13.709/2018, a chamada LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados.

Neste momento, final de novembro, poucas empresas e instituições estão devidamente preparadas para cumprir todos os requisitos desta nova legislação.

A falta deste preparo pode acarretar transtornos graves ao funcionamento das empresas, tanto pelo custo elevado das multas quanto em relação a problemas jurídicos pelo uso indevido de dados de terceiros (clientes, fornecedores, etc).

Mesmo com as alterações/ajustes que a Lei sofreu, como a criação da ANPD (Autoridade Nacional de Proteção de Dados) que dentre suas atribuições, está a de “prevenir e educar” (pessoas físicas e jurídicas) com relação à proteção de dados, a legislação continua “pesada”, com muitas obrigações e deveres para as empresas e instituições.

LGPD (II)

Uma providencia que deve ser tomada imediatamente pelas empresas, com relação a procurar ficar de acordo com a LGPD e minimizar os possíveis danos, é fazer um levantamento de todos os dados de terceiros (clientes, fornecedores, parceiros de negócios, etc) utilizados no dia a dia do negócio.

Este levantamento é chamado de “Mapeamento de Dados” (Data Mapping) e tem como objetivo principal, “ter conhecimento dos riscos (em relação à LGPD) que estas informações acarretam para organização, caso sejam utilizadas indevidamente”.

Outro ponto a ser tratado também é a contratação ou capacitação adequada, de um funcionário (desde que tenha certos atributos técnicos e jurídicos), de um DPO (Data Protection Officer, “Oficial de Proteção de Dados”) que será a pessoa (pode ser também uma empresa) de contato com a ANPD. É bom começar a agir, faltam somente nove meses para a lei entrar em vigor!

Plataforma Tecnológica para o Setor de Calçados

A Abicalçados – Associação Brasileira das Indústrias de Calçados em parceria com a APEX-Brasil (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) estão reformulando a “Plataforma Tecnológica do Setor Calçadista” que era voltada exclusivamente para o mercado externo e agora também, atenderá o mercado interno.

A nova versão da plataforma que faz prospecção comercial para as empresas participantes, trás algumas novidades: passa a buscar negócios no mercado interno; maior automatização do processo de venda e o “perfil das marcas de calçados passam a estar conectados com o Instagram, facilitando a atualização de fotos dos produtos”.

A plataforma teve origem no projeto apoiado pela APEX-Brasil, denominado de “Brazilian Footwear”, que hoje conta “com mais de 100 marcas brasileiras e dois mil compradores nacionais e internacionais cadastrados, com destaque para os norte-americanos, italianos, ingleses, mexicanos e colombianos”. 

Segundo diretores da Abicalçados, a “plataforma atender também, o mercado interno é uma mudança importante, pois mais de 85% da produção nacional de calçados (940 milhões de pares) é vendida no âmbito doméstico.”

Mais informações no site: www.abicalcados.com.br/brazilianfootwear

A TESLA Inovou! Novamente!

A empresa TESLA, fabricante americana de carros elétricos, acaba de lançar um novo modelo. Trata-se da camionete com o sugestivo nome de “Cybertruck” (numa tradução livre “camionete cibernética”).

O novo veículo, além de um design bem futurista, tem algumas inovações: vidros de alta resistência (tanto a pancadas quanto a balas) denominado de “Tesla Armor Glass”, uma estrutura (chassi e carroceria) resistente a batidas, painéis solares instalados na cobertura da mala (para recarregar as baterias) e o mais importante: preço competitivo (cerca de R$ 170 mil, nos Estados Unidos).

Agora é esperar as vendas e ver se será um produto de sucesso. Uma coisa já se sabe: com a pick-upCybertruck”, a TESLA Inovou! Novamente!

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Alexandre Moura
Alexandre Moura

Engenheiro Eletrônico, MBA em Software Business e Comércio Eletrônico, Diretor da Light Infocon Tecnologia S/A e Diretor de Relações Internacionais da BRAFIP - Associação Brasileira de Fomento à Inovação em Plataformas Tecnológicas.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube