Fechar

logo
logo

Fechar

Alexandre Moura: Hackers e o Ministério da Economia

Alexandre Moura. Publicado em 20 de agosto de 2021 às 8:41

Os ataques de hackers, a órgãos públicos e empresas no Brasil, continuam diariamente, causando prejuízos imensos. Desde o final da semana passada, dois ataques chamaram à atenção: o contra o Ministério da Economia e o mais recente, as “Lojas Renner S/A” (na última quarta-feira).

Ambos os ataques, foram do tipo ransomware (“que impede o acesso às informações armazenadas nos computadores, fazendo com que a vítima, em alguns casos, tenha de pagar resgate aos cibercriminosos, para recuperá-las”).

O Ministério da Economia, inclusive, divulgou no sábado, uma “nota à imprensa” sobre o ocorrido. Segundo a nota, “foi identificado um ataque de ransomware à rede interna da STN – Secretaria do Tesouro Nacional e medidas de contenção foram imediatamente aplicadas e a Polícia Federal, acionada”.

Continua a nota: “Os efeitos da ação criminosa estão sendo avaliados, neste primeiro momento, pelos especialistas em segurança da Secretaria do Tesouro Nacional e da Secretaria de Governo Digital”.

Hackers e o Ministério da Economia (II)

Os técnicos da STN – ainda segundo a nota à imprensa – “avaliaram que a ação não gerou danos aos sistemas estruturantes da Secretaria do Tesouro Nacional, como o SIAFI – Sistema Integrado de Administração Financeira e os relacionados à Dívida Pública e que medidas saneadoras foram tomadas”. Muito complicado. Não foi o primeiro ataque e nem será o último.

É importante que o governo, nos seus três níveis (municipal, estadual e federal), empresas e a população como um todo, tenham consciência que proteger ativos digitais não é uma ação e sim um processo contínuo! Processo esse, que necessita de pessoal técnico qualificado, procedimentos de proteção adequados/atualizados e softwares (firewall, antivírus, etc) sempre da última versão disponível!

E isso é investimento – cada vez com custos maiores – mas que precisa ser feito. Infelizmente, tem dirigente que não acredita nisso. Podendo pagar um preço bem maior e de consequências inimagináveis, se as medidas adequadas não forem implantadas.

É bom frisar que, não existe sistema informatizado 100% seguro! O que pode e deve ser feito, é tentar minimizar ao máximo, os riscos.

Prorrogadas

As inscrições para a “Edição 2021 da Chamada de Ideias BRAFIP” foram prorrogadas. A nova data limite é o próximo dia 12 de setembro. A chamada tem como objetivo, incentivar P&D&I (Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação) em colaboração, entre empresas, startups, universidades e centros de pesquisa, tanto do Brasil quanto de outros países.

As melhores ideias terão a oportunidade de serem apresentadas durante o IncoDay (International Cooperation Day), evento que acontece em dezembro deste ano, na cidade de Goiânia, Goiás.

Para inscrições e informações, acesse http://www.brafip.org.br/brafip/2021/06/01/incoday-2021-chamada-de-ideias/ e baixe o formulário de inscrição. Registre suas ideias em https://pt.surveymonkey.com/r/ChamadaBraFIP2021.

“Dispensa Eletrônica”

Numa excelente iniciativa do Governo Federal e do SEBRAE, foi lançado um novo módulo do Comprasnet (que é, basicamente, o software de compras do governo federal).

Denominada de “Sistema de Dispensa Eletrônica do Comprasnet 4.0”, a ferramenta digital será fundamental para que as MPEs (Micro e Pequenas Empresas) possam usufruir da regulamentação da “Nova Lei de Licitações Públicas” (Lei nº 14.133/2021).

O novo módulo tem o objetivo de “aumentar a participação das MPEs nas compras públicas”, que deve atingir (na parte “reservada” aos pequenos negócios) a cifra de R$ 1 bilhão por ano.

Segundo o SEBRAE, as MPEs podem, perfeitamente, atender esse volume de compras, especialmente, “as aquisições realizadas por dispensa de licitação, que envolvem valores mais baixos e possuem menor complexidade”.

Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Alexandre Moura
Alexandre Moura

Engenheiro Eletrônico, MBA em Software Business e Comércio Eletrônico, Diretor da Light Infocon Tecnologia S/A e Diretor de Relações Internacionais da BRAFIP - Associação Brasileira de Fomento à Inovação em Plataformas Tecnológicas.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube