...

Campina Grande - PB

A Internet em 2020

Comerciante mata quatro bandidos, após reagir a assalto em Cacimba de Dentro - image data on https://paraibaonline.com.br17/06/2016 às 11:40

Fonte: Da Redação

alexandre_moura_04Por Alexandre J. Beltrão Moura*

Os especialistas da empresa americana CISCO, estão prevendo que em 2020, o tráfego na Internet vai ser três vezes maior do que é hoje.

Vários fatores são apontados para este crescimento exponencial: “cada vez mais a população acessa aplicações como vídeo vigilância, medidores de energia inteligentes, redes sociais, serviços bancários, monitores de saúde digitais, acesso a TV e rádio via celulares, etc tudo isso exige o continuo aumento do tráfego na rede”.

Na previsão da SISCO os usuários da Internet, em nível mundial, passarão “de três bilhões em 2015 para 4,1 bilhões, em 2020”.

Só a transmissão de vídeos será responsável por 79% do tráfego global na rede em 2020! Ou seja, o mundo estará realmente, totalmente conectado e dependente (mais ainda do que hoje) da Internet!

Portal sobre a Diabetes Tipo 2

Um “Portal na Internet”, com uma biblioteca on-line e um mecanismo de pesquisa voltado para o apoio ao progresso científico sobre a “diabetes tipo 2”, já está disponível.

No site, “é possível fazer busca em redes internacionais de informação de genética humana, ligadas a doença, permitindo que pesquisadores e o público em geral, possam obter informações pelo gene, variante genética e região e outros dados, de forma bem eficiente”.

O site está disponível em inglês e espanhol e pode ser acessado no endereço www.type2diabetesgenetics.org.

Participam do financiamento e manutenção do portal, as Universidades americanas de Harvard e de Michigan, além de outras instituições. Uma ótima ideia!

Caixas Eletrônicos

Os bancos americanos estão bastante preocupados com o crescimento de fraudes, envolvendo caixas eletrônicos. Segundo dados levantados, o aumento, deste tipo de crime nos Estados Unidos, foi de 546% no ano passado, em comparação com 2014.

Particularmente, este crescimento explosivo (diferentemente dos Estados Unidos, aqui no Brasil os caixas são literalmente explodidos!) aconteceu principalmente, em caixas eletrônicos localizados fora das agências bancárias e durante a noite.

Já no Brasil, o principal crime é a explosão sistemática das agências bancarias, e consequentemente dos caixas eletrônicos, nas cidades de menor porte. Até quando isso vai continuar?

Menos 17,4 milhões de linhas

No período de sete meses (entre outubro de 2015 e abril passado), segundo levantamento da ANATEL – Agência Nacional de Telecomunicações, o Brasil “perdeu” 17,4 milhões de linhas de telefonia celular (uma queda acumulada de 6,35%).

Pelos dados da ANATEL, em abril, o país tinha 256,4 milhões de linhas ativas. Esta é a notícia ruim. A notícia boa, pelo menos para as operadoras, é que o no mesmo período estudado, houve um aumento de 1,6% nas linhas da modalidade de “celular pós-pago”, que são de maior rentabilidade para as empresas de telefonia.

Fazendo a divisão das 256,4 milhões de linhas entre os dois tipos de linha, o Brasil tinha em abril, 74 milhões (29%) de linhas pós e 182,4 milhões de pré-pagos (71% do total).

(*) Engenheiro Eletrônico, presidente da Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado da Paraíba

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons