...

Campina Grande - PB

Carta de Maceió

12/07/2016 às 7:56

Fonte: Da Redação

ailton_elisiarioPor Ailton Elisiário*

Em Maceió, durante os dias de 2 a 7 do mês de julho, a CMSB – Confederação da Maçonaria Simbólica do Brasil, entidade que congrega as 27 Grandes Lojas Estaduais do Brasil, realizou a sua XLV Assembleia Geral Ordinária, na qual diversos temas de natureza interna e externa foram tratados. Paralelamente, reuniram-se os Grandes Secretários das Relações Exteriores das mesmas Grandes Lojas, com sua pauta específica, em que predominaram as questões de reconhecimento internacional das potências maçônicas entre si.

É de praxe ao final do evento a CMSB expedir um documento, pelo qual se enfatiza as principais discussões e preocupações das Grandes Lojas reunidas, designando-a com o nome da cidade em que haja ocorrido a Assembleia. Neste caso, a Carta de Maceió, que será entregue no próximo dia 19 ao Excelentíssimo Senhor Presidente da República, Dr. Michel Temer.

Destacam-se na Carta dois aspectos importantes: o reconhecimento do trabalho efetivo contra a corrupção e o apoio ao Governo no combate à crise que assola o País. A Maçonaria Brasileira tem ao longo de sua história tratado dos problemas nacionais, buscando contribuir na sua forma de agir para o melhoramento constante da vida dos brasileiros.

 Assim, tendo em vista o desrespeito aos valores morais e éticos, a prática do suborno, o tráfico de influência e outros procedimentos condenáveis, que inviabilizam a vida proba no Brasil, bem como as manifestações do povo brasileiro indignado com os comportamentos que norteavam inúmeros principais dirigentes do País, com as apropriações indevidas das finanças públicas por parte de pessoas e grupos, a CMSB reconhece a excelência do trabalho desenvolvido pela Polícia Federal, Tribunal de Contas da União, Receita Federal, Ministério Público Federal e Justiça Federal, mormente nas ações de combate à corrupção.

Manifesta também o apoio institucional às autoridades constituídas, em especial à Presidência da República, na medida em que promovam ações que garantam o restabelecimento da confiança nos valores que formam o caráter de nossa gente. E postula as iniciativas imediatas para a implantação das reformas política, tributária, trabalhista e previdenciária, privilegiando as áreas de educação, saúde, segurança e inclusão social, como eixos fundamentais para o bom desenvolvimento da Nação.

Permanentemente ligada aos problemas sociais brasileiros, a Maçonaria do Brasil ao lado de suas próprias ações de conscientização da cidadania nacional, com a Carta de Maceió reafirma, pois, seu trabalho vigilante por uma sociedade justa e solidária, na sua luta para tornar feliz a Humanidade, pelo exercício da moral e da ética e pelo aperfeiçoamento dos costumes.

(*) Professor, membro da Academia de Letras de Campina Grande

Veja também

Comentários

Simple Share Buttons