Fechar

logo
logo

Fechar

“Embrapa Agricultura Digital”

Alexandre Moura. Publicado em 23 de novembro de 2023 às 9:34

Em 1985, a EMBRAPA – Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, entidade vinculada ao MAPA – Ministério da Agricultura e Pecuária, instalou um “Núcleo”, dedicado às TICs (Tecnologias da Informação e Comunicação), que em 1990 foi transformado no “Centro de Pesquisa Informática Agropecuária”.

Hoje, essa unidade é denominada com o sugestivo nome de “EMBRAPA Agricultura Digital” (EAD), com sede na cidade de Campinas, São Paulo.

A EAD dá suporte à “transformação digital no campo, colocando desta forma, a Informática como terceiro pilar da Pesquisa Científica, ao lado da Teoria e da Experimentação”.

A EAD é uma das 43 unidades da Rede EMBRAPA espalhadas pelo Brasil, tendo “atuação transversal e contando com uma equipe multidisciplinar e infraestrutura computacional de alto desempenho”.

O objetivo principal é desenvolver soluções de TIC para atender demandas do Setor Agropecuário nacional, apoiar políticas públicas e contribuir com o “Ecossistema Brasileiro de Inovação Aberta”.

“EMBRAPA Agricultura Digital” (II)

Para atingir esse objetivo, a EAD tem parcerias com governos, instituições de ensino e de pesquisa e com o setor privado (agronegócio), visando “fomentar o uso e desenvolvimento de tecnologias emergentes e inovação para a sustentabilidade da agricultura, em todas as suas dimensões”.

Também abriga iniciativas estratégicas, como o “Centro de Ciência para o Desenvolvimento em Agricultura Digital” e a “Unidade Mista de Pesquisa e Inovação Digital em Agricultura Tropical”, além do “Laboratório Multiusuário de Bioinformática”.

A EMBRAPA Agricultura Digital mantém um esforço continuo, para que tecnologias, produtos e serviços gerados pela pesquisa cheguem nas “mãos do produtor rural” e desta forma, melhorem substancialmente, a agricultura brasileira.

Para que isso aconteça, a Unidade está estruturada em três grupos de pesquisa: Bioinformática e Biotecnologia; Computação Científica, Engenharia da Informação e Automação; e Modelagem Agroambiental e Geotecnologias.

Na EAD são desenvolvidas soluções digitais de excelente qualidade, que auxiliam na tomada de decisão, na gestão e no monitoramento da agricultura, desde a etapa de pré-produção, passando pela produção até chegar a pós-produção, por meio de sistemas, softwares, aplicativos e bancos de dados.

“EMBRAPA Agricultura Digital” (III)

Um exemplo dessas soluções desenvolvidas, é a “Plataforma AgroAPI EMBRAPA”, solução voltada para o mercado de tecnologias em “agricultura digital”, possibilitando que informações e modelos agropecuários gerados pelas Unidades da EMBRAPA e seus parceiros, possam ser acessados por meio de APIs (Interface de Programação de Aplicativos), de forma ágil e confiável, facilitando a criação de soluções Web e Apps úteis no apoio à tomada de decisão no campo, em tempo real.

Essas APIs servem de base para desenvolvimento de produtos de software específicos, de acordo com a área de atuação de cada empresa desenvolvedora de soluções para o agronegócio. Constituindo-se em “recursos técnicos ágeis” (para, por exemplo, Startups) na cadeia de produção de novos softwares, nos quais se agrega o conhecimento gerado a partir de dados/informações confiáveis, produzidos pela “Rede EMBRAPA”.

Vale a pena conhecer o trabalho desenvolvido nessa Unidade! (Com informações do Portal www.embrapa.br/agricultura-digital).

Plataforma

Durante o “II Parahyba Innovation Summit” evento realizado recentemente, no “Intermares Hall”, na cidade de Cabedelo, Paraíba, e que teve foco no “empreendedorismo inovador e na qualificação da relação dos Centros de Excelência em Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (PD&I), com o segmento empresarial”, foi lançada a “Plataforma Integra Portal da Inovação do Instituto Federal da Paraíba”.

A Plataforma é uma ferramenta de “Gestão da Inovação” que reúne portais de trinta e três instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica.

É um importante mecanismo de busca para encontrar profissionais, ambientes de inovação, vitrine tecnológica, laboratórios de tecnologia e serviços, dentre outras informações, viando atender as demandas das empresas e também, difundir conhecimento.

O IFPB – Instituto Federal da Paraíba (que faz parte do Ecossistema de Inovação de Campina Grande) vem consolidando uma “Agenda junto aos HUBs de Inovação do estado, incentivando/facilitando o diálogo entre a Instituição e as Empresas, com o objetivo de desenvolver soft skills e outras habilidades exigidas pelo “novo mercado de trabalho”.

Mais informações no Portal: www.ifpb.edu.br

Valorize o jornalismo profissional e compartilhe informação de qualidade!
Share this page to Telegram

Os artigos postados no Paraibaonline expressam essencialmente os pensamentos, valores e conceitos de seus autores, não representando, necessariamente, a linha editorial do portal, mas como estímulo e exercício da pluralidade de opiniões.

Mais colunas de Alexandre Moura
Alexandre Moura

Engenheiro Eletrônico, MBA em Software Business e Comércio Eletrônico, Diretor da Light Infocon Tecnologia S/A e Diretor de Relações Internacionais da BRAFIP - Associação Brasileira de Fomento à Inovação em Plataformas Tecnológicas.

[email protected]

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016 Arquivo 2015

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube