Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

Publicitário complica a situação do PMDB na Lava Jato

Da Redação. Publicado em 16 de abril de 2017.

Foto: Bernando Helio/ Câmara dos Deputados

O marqueteiro Duda Mendonça, no depoimento à Polícia federal, que pediu que fosse considerado como uma colaboração à Lava Jato, entregou o PMDB e não o PT.

Ele disse que recebeu da Odebrecht cerca de R$ 6 milhões em dinheiro vivo para bancar seu trabalho na campanha de Paulo Skaf, presidente da Fiesp, ao governo de São Paulo em 2014, pelo PMDB.

Segundo ele, Skaf o avisou, em conversa, que a Odebrecht “resolveria”, ou seja, pagaria por seus serviços.

O marqueteiro revelou ainda que o PMDB o pressionou a contratar na campanha produtora da família do deputado Baleia Rossi, líder do partido na Câmara, e repassou R$ 4 milhões para a conta dela.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube