Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

Muitas ações no Supremo Tribunal são arquivadas sem julgamento

Da Redação. Publicado em 14 de novembro de 2016 às 22:50.

Valter Campanato/Agência Brasil

Um terço das ações penais concluídas no Supremo Tribunal Federal envolvendo congressistas com foro privilegiado foi arquivado nos últimos dez anos por causa da prescrição dos crimes, destaca o jornal Folha de São Paulo.

Entre os casos arquivados estão denúncias contra o senador Jader Barbalho (PMDB-PA), abertas em 2008, 2011 e 2014, a senadora Marta Suplicy (PMDB-SP), protocoladas em 2007 e 2011, e o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP).

De 113 ações encerradas de janeiro de 2007 a outubro de 2016, 37 tiveram a prescrição antes do resultado e cinco resultaram em condenação, mas com prazos de penas já vencidos.

Matérias Relacionadas
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube