Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 23/01/2017

“Virada histórica”

Epígrafe

Cabe reproduzir alguns trechos de editorial da revista Época, edição desta semana, com relação à morte do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Teori Zavascki, texto assinado pelo editor-chefe Diego Escosteguy.

“Teori era um servo das leis. Era nelas que encontrava a liberdade para decidir (…) Teori era um processualista.  A obsessão sadia com a forma da lei, se não produzia decisões perfeitas, pois elas não existem, produzia decisões tecnicamente sólidas. Essa pureza processual, refinada em décadas de trabalho minucioso, afastava Teori das ideologias e de qualquer coisa que pudesse conspurcar a limpidez lógica e legal das suas decisões. Qualquer um podia discordar dos votos dele, mas a ninguém era permitido desqualificá-los. Somente um grande juiz consegue tal façanha”.

Inspiração

Ainda o editorial: “Num momento em que os rumos da Operação Lava Jato tornam-se incertos, em que a apreensão compreensivelmente toma conta do Brasil, os demais ministros e magistrados do País podem se inspirar no que Teori tinha de melhor”.

Fecho

“Não há maior homenagem a Teori do que renovar, sob os princípios a que ele tão firmemente obedecia, o compromisso de prosseguir com a Lava Jato”.

Resgate

Cabe lembrar o que disse há algum tempo o próprio Teori Zavascki numa cerimônia realizada no Palácio do Planalto: “O País está enfermo, às voltas com graves crises de natureza econômica, política e ética. Sem dúvida, é preciso que as enfermidades sejam tratadas, como estão sendo, e tenhamos a coragem de ministrar os remédios amargos quando necessários”.

Peneirão

O PSB em João Pessoa inicia hoje o recadastramento de filiados, determinado para todo o País pela direção nacional.

No ´forno´

Conforme o ´Estadão´, as 77 delações de executivos da Odebrecht resultaram em longa lista com 900 depoimentos.

Nitroglicerina

De todos, os procuradores consideram como o mais bombástico o 50°, do empresário Marcelo Odebrecht.

Hesitante

O mesmo jornal também noticiou que o ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), “já balança sobre fazer delação”.

Longe da Serra

  • Adversários na última campanha municipal em Campina Grande, o deputado Veneziano (PMDB) e o empresário Artur Bolinha Almeida (PPS) se encontraram dias atrás à beira-mar, no litoral paraibano.

Alienação

A família do ex-presidente José Sarney (PMDB) está se desfazendo de todas as afiliadas da Rede Globo que possuía no Maranhão, lideradas pela TV Mirante da capital São Luís.

´Um brinco´

O ´sonho de consumo´ de vários vereadores campinenses da atual legislatura – revelaram dois deles à Coluna – é ter um gabinete tão bem instalado quanto o do vereador Pimentel Filho (PSD), preparado previamente pelo ex-presidente da Câmara, Pimentel Filho.

Amparo…

A ex-deputada estadual Gilma Germano (PSB) foi nomeada para um cargo na estrutura administrativa do Detran, na administração indireta do Estado.

… Legal

Dessa maneira, não houve impedimento para que o seu marido, deputado Buba Germano (PSB) fosse designado secretário de Articulação Política do Estado.

´Isonomia´

Um filiado ao PMDB campinense observou que essa ´régua´ poderia ter sido aplicada com relação à ex-deputada Nilda Gondim, que foi exonerada do cargo de secretária executiva da representação do Governo da Paraíba, em Brasília, quase simultaneamente à nomeação de sua nora, Ana Cláudia (esposa de Veneziano), para o cargo de secretária executiva da chefia de gabinete do governador.

Profusão

O Superior Tribunal de Justiça (segunda mais importante Corte do País) tem em tramitação mais de 27 mil pedidos de habeas corpus criminais.

Resgate

O leitor há de recordar que há algumas semanas houve uma operação da Polícia Federal em Campina Grande, para a qual foram mobilizados policiais de outros Estados.

E ficou no ar qual teria sido o alvo local dessa operação. O mistério reinava.

Não calórica

Pois bem, o local visitado pelos policiais foi uma construtora muito conhecida na região, que atua em vários Estados da federação, inclusive com a locação de equipamentos.

Homenagem pra valer

O ministro Luís Roberto Barroso publicou ontem, no jornal Folha de São Paulo, um artigo em homenagem ao seu amigo Teori Zavascki. Cabe reproduzir, pelo menos, duas frases.

“O Brasil vive um momento difícil e grave. Parece haver uma conspiração de circunstâncias negativas. Mas é possível, também, interpretar os acontecimentos como uma virada histórica na direção de um país melhor e maior.

“Teori tinha essa percepção, e supervisionava a Operação Lava Jato aristotelicamente: com virtude, razão prática e coragem moral. Continuar o trabalho de mudar o patamar ético do Brasil, com a mesma determinação e serenidade, será a forma mais digna de homenageá-lo”.

O ´mago´ tenta reorganizar a oposição em JP...

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube