Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

sábado, 10/03/2018

´Tucano´ descarta candidatura

Deixando o ´ninho´

Dentro da chamada ´janela partidária´ – cognominada de ´janela da infidelidade partidária´ -, o jornal O Globo informou ontem que o deputado paraibano Pedro Cunha Lima está ´afivelando as malas´ para deixar o PSDB e ingressar no PPS.

Como o PPS integra a base de apoio do governador Ricardo Coutinho (PSB), presume-se que, em sendo procedente a informação, o PPS estaria na iminência de uma intervenção na Paraíba.

Sem guilhotina

“Não acredito em intervenção. Nosso diretório foi eleito de forma legítima. Quanto à vinda do deputado, quem quiser vir para o PPS será bem-vindo, mas é importante lembrar que é preciso seguir as diretrizes do partido”, reagiu prontamente o jornalista Nonato Bandeira, presidente do PPS/PB e chefe de gabinete do governador.

Única…

Presidente nacional do PDT, Carlos Lupi disse ontem à ´Arapuan FM´ que a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) deve ser a candidata natural à reeleição, caso Ricardo Coutinho (PSB) deixe o mandato para tentar uma cadeira no Senado.

… Alternativa

“Ela (Lígia) foi eleita vice-governadora. Ela tem que cumprir o mandato até o final. O governador tem que entender que ela sendo vice, tem o direito a assumir. Ela é candidata a governadora. Ela só pode ser candidata a governadora”, argumentou Lupi.

Imexível

Diante das declarações do dirigente do PDT – com quem se reuniu há algumas semanas, em João Pessoa -, Ricardo Coutinho foi peremptório: “O candidato do governo, candidato do projeto, chama-se João Azevedo. E assim será”.

Aceno

RC comentou novamente a desistência de Luciano Cartaxo (PSD-JP) da sucessão estadual e declarou que “nós estamos abertos para qualquer força política que reconheça o momento diferenciado que a Paraíba está vivendo, e que sinta que juntando forças melhora esse projeto”.

Sem vetos

“Eu sou uma pessoa que não criminaliza alianças políticas, desde que ela seja clara e transparente sobre o que se quer fazer”, acentuou RC, para acrescentar: “Nós temos a condição e até o direito e o dever de poder dialogar com todas as forças (politicas) sobre o futuro da Paraíba”.

Exceção

A única restrição diz respeito ao senador Cássio Cunha Lima, “que fica convidando e estimulando bandido pra ir para a Paraíba, desrespeitando os policiais”.

Do contra

“Ele não tem um gesto para com a Paraíba. Uma pessoa que atua permanentemente contra os interesses dos paraibanos”, emendou Ricardo.

Emblemático

O governador informou que pretende inaugurar até o começo de abril (prazo limite para desincompatibilização) o hospital metropolitano de Santa Rita e a unidade oncológica de Patos.

Mais um

O jornal Folha de São Paulo publicou ontem que o empresário Flávio Rocha (dono da rede de lojas Riachuelo) é pré-candidato a presidente da República (seria o 15º).

Slogan

A sua campanha já teria até jingle (música) produzido pela dupla Mateus & Cristiano: “Com Flávio Rocha tudo vai ser novo/ É a esperança e a vontade do povo”.

Sábado é dia de poesia

“A caravana do deserto/ Atravessou meu coração/ E eu fui chorando por você/ Até os sete mares do sertão…” (Geraldo Azevedo, que se apresentou nesta sexta-feira em João Pessoa).

Trancou…

A pauta de julgamentos do Supremo Tribunal Federal para abril não contempla a rediscussão da execução de pena após decisão de órgão colegiado.

… A porta

Esse fato torna mais provável a prisão do ex-presidente Lula, salvo decisão monocrática de algum ministro do Supremo em eventual novo recurso do petista.

Conquista

O mesmo jornal também noticiou que o tempo de vida dos pacientes com metástases cerebrais de câncer de mama, pulmão e melanoma aumentou nos últimos 15 anos.

São  dados são do hospital A.C. Camargo Cancer Center (SP).

Vida…

Entre 2001 e 2013, na metástase de câncer de mama, por exemplo, a sobrevida das pacientes saltou de 10 a 11 meses para 20 a 34 meses.

… Alongada

No caso da metástase de pulmão o tempo foi de 3 a 8 meses de vida para 14 a 24 meses.

E nos que tinham melanoma, de 7 para 16 meses.

Demarcação

Para o senador Cássio, o cenário eleitoral na Paraíba começará a ganhar contornos mais definitivos no dia 8 de abril, quando acabará o prazo de desincompatibilização dos ocupantes de cargos executivos.

Não esperava

Em entrevista ontem ao colunista, ele disse que a decisão do prefeito Cartaxo – com quem se encontrará neste final de semana – “me surpreendeu”.

Questão pessoal

Mas ele evitou entrar no mérito da opção escolhida por Luciano: “São questões que dizem respeito ao foro íntimo, ´reduto inviolável´, como dizia o tribuno Raymundo Asfora”.

Gestos

Ainda sobre o encontro com Cartaxo, CCL frisou que será “uma conversa muito espontânea”.

Ele recordou que o PSDB “fez um gesto de desprendimento, ajuda e colaboração” com o prefeito ao apoiá-lo na reeleição (2016), deixando de lançar candidatura própria e de indicar o candidato a vice-prefeito.

“Foram gestos concretos e de renúncia”, adendou.

Sem polemizar

Ao ser perguntado na ´Campina FM´ sobre a sua reação à nota da bancada governista na Câmara campinense, que praticamente se posicionou contra sua eventual candidatura ao governo, CCL afirmou que “não sou tutor do mandato eletivo de quem quer que seja. Eles têm autonomia para agir no exercício do mandato. Nem tudo que eles dizem eu concordo, mas respeito”.

Brasília é a meta

Cássio afirmou – categoricamente – que “não sou candidato a governador”, e que a sua intenção é tentar a reeleição para o Senado.

– O PSDB tem como candidato o prefeito Romero. Só que ele tem uma decisão difícil a tomar (se deixa ou não a PMCG) – acrescentou o senador.

Vice-prefeito Manoel Júnior, cadê você?...
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube