Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 26/10/2017

Temer à deriva

Galerias agitadas

A Câmara campinense foi palco, ontem, de novos e tensos protestos patrocinados pelas direções do Sintab e do Sindicato dos Urbanitários.

O grupo de sindicalistas e de protestantes cobrava da mesa diretora a certificação da devolução, ao Executivo, do projeto que alarga as possibilidades de parcerias público privada envolvendo a administração municipal.

Recuo

Na última semana, diante da repercussão intensa acerca da tramitação do projeto, o procurador geral da PMCG, José Fernandes Mariz, anunciou a solicitação ao Legislativo da devolução do projeto para alguns ajustes.

Ensaio

Na verdade, a ocupação consumada ontem foi ensaiada dias atrás, mas que esbarrou numa semana sem a realização de sessões ordinárias.

Sem comprovação

“Não vimos até agora nenhuma prova de que o documento (projeto) foi retirado. Se ele deu entrada por escrito, tem que sair da mesma forma”, frisou o sindicalista Wilton Maia, do Sindicato dos Urbanitários.

Entendimento

O sindicalista ponderou que é necessário a mesa diretora da Câmara “abrir um canal de diálogo conosco, porque não estamos no absolutismo”.

Aparência

Diretor do Sintab, o ex-vereador Napoleão Maracajá disse que o projeto de PPP é um “disfarce” de um processo de privatização.

A toque de caixa

Ele lamentou a inexistência de um debate sobre a proposta tanto no Executivo quanto no Legislativo.

“Querem fazer de forma escondida”, bradou o sindicalista, para salientar que “a Câmara não tem capacidade de acolher o povo”.

Submissão

Ainda conforme Napoleão, a presidente Ivonete Ludgério (PSD) “faz o jogo do prefeito e é submissa ao prefeito”.

Flagrante

Durante o calor do protesto, Ivonete fez uma ameaça explicita a alguns manifestantes: “Estou vendo agente de saúde aí… Não estão dando expediente. Já mandei gravar (as imagens) para levarem falta. Ficam badernando. Eu não tenho medo de barulho. Nem eu nem nenhum colega aqui”.

Cotejamento

A parlamentar fez posterior alusão a funcionários da Cagepa que apoiavam o ato, enfatizando que o seu salário “é menor do que de quase todos funcionários” da empresa.

Sem causa

Ivonete disse ainda que “aqui não tem projeto de privatização. Vocês estão perdendo um tempo precioso”.

Jogo duro

Ivonete utilizou as redes sociais para chamar os dirigentes sindicais de inescrupulosos e crápulas “que se dizem líderes de sindicatos”.

“Vão ter que me engolir”, acrescentou.

 

Da boca de…

“… Está muito cedo para que se tome uma posição…” (deputado Aguinaldo Ribeiro, PP, sobre as eleições 2018).

Bisturi

A Secretaria de Segurança Pública desmembrou a delegacia regional da Polícia Civil em Campina Grande, que também atendia as cidades Boa Vista, Lagoa Seca e Massaranduba.

Comando

A delegacia já existente (10ª) fica sob o comando do delegado Iasley Almeida e a nova (22ª) passa a ser comandada pela delegada Tatiana Matos.

Explicação

“Essa divisão se deu para atender um policiamento estratégico”, assinalou Iasley.

Risco

A não obtenção das licenças para funcionamento – que são emitidas pelo Corpo de Bombeiros e pela Agevisa (vigilância sanitária) – pode resultar na suspensão das atividades da Casa da Criança Dr. João Moura, entidade que existe há 80 anos em Campina Grande a atende atualmente 215 crianças carentes, e ainda tem lista de espera.

Custo

Para essas duas licenças são necessários recursos da ordem de R$ 150 mil.

É o mesmo drama vivido pelo Instituto São Vicente de Paulo, também sediado em Campina Grande.

Bateu o pé

O ´poliprocessado´ senador Aécio Neves avisou ontem que não vai renunciar à presidência do PSDB, mesmo estando afastado do cargo.

´Simancol´

Falta-lhe, em resumo, espírito público, respeito aos companheiros de partidos e à opinião pública brasileira.

Acadêmico

Foi marcada para o dia 17 de novembro (19h30 no auditório da Associação Comercial) a posse do novo membro da Academia de Letras de Campina Grande: Rau Ferreira, que ocupará a cadeira 35, que tem como patrono Silvino Olavo da Costa.

Agora é…

Os aeroportos de João Pessoa (Castro Pinto) e de Campina Grande (João Suassuna) serão mesmo entregues à iniciativa privada para exploração ao longo das próximas décadas.

… Oficial

Decreto do presidente Michel Temer, nesse sentido, foi publicado na edição de ontem do Diário Oficial da União.

Mais do mesmo

A única mudança na bancada federal paraibana, na comparação das duas votações acerca da continuidade das investigações envolvendo Michel Temer, foi o voto a favor do presidente do deputado Wilson Filho (PTB), que faltou na votação pioneira.

Passando a régua

O saldo que fica dessa gigantesca, bilionária e indecente mobilização presidencial para manter-se no poder é que teremos um mandatário ainda mais refém da volúpia dos que fazem política olhando para o espelho ou para o próprio umbigo.

É doloroso atestar que as nossas instituições não dispõem de mecanismos ágeis e eficazes para inibir ações temerárias em benefício privado, projetos partidários ou mesmo de saque aos cofres públicos.

Certo estava o escritor Millor Fernandes: “O poder é o camaleão ao contrário: todos tomam a sua cor”.

Qual o humor da base governista em Campina com relação a Luciano Cartaxo?...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube