Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

sexta-feira, 12/05/2017

Suprema desavença

Preliminar

Para que se avalie o que ocorreu anteontem, em Curitiba (PR), com o interrogatório (depoimento) do ex-presidente Lula ao juiz Sérgio Moro, é importante, por antecipação, fixar a sua finalidade: uma instrução processual.

Do ponto de vista jurídico, a participação do petista foi desastrosa. Ou, dito de outro jeito, ele não atenuou e/ou esclareceu em nada a sua condição de protagonista das denúncias atribuídas à sua condição de relevante agente político do País. Ao contrário, pode até ter piorado a sua situação processual.

Materialidade

A defesa de Lula se agarra ao aspecto formal: não existe escritura do imóvel referido (tríplex) em nome do ex-presidente, o que derrubaria, por conseguinte, a hipótese de ocultação de patrimônio.

Previsível

Na angulação política, Lula fez no depoimento o que se esperava dele: a sistemática tentativa de converter uma fase processual numa tribuna eleitoral, no que foi contido pelo magistrado.

Garimpo

Cabe resgatar alguns trechos de seu depoimento que ainda não foram massificados pela mídia.

Passaporte

“Delatar virou na verdade quase que o alvará de soltura dessa gente.

Relaxado

“Eu vim aqui preparado para responder tudo o que perguntar e para não ficar nervoso. Se tem uma coisa para que eu me preparei foi para não ficar nervoso.

Imóvel

“Eu ouvi falar desse apartamento em 2005, quando (dona Marisa) comprou. E fui voltar a ouvir falar do apartamento em 2013. Ou seja, há um interregno de discutir esse apartamento da minha parte de 2005 a 2013. Ninguém nunca conversou comigo. Eu não sabia que esse apartamento estava na OAS.

Insistência

“É, no mínimo, doutor (Moro), cumprir o ditado que quem conta uma mentira passa a vida inteira mentindo pra justificar a primeira mentira.

Reprovação

“Quando eu fui ao apartamento percebi que aquele apartamento era praticamente inutilizável por mim pelo fato de eu ser, independente da minha vontade, uma figura pública. Eu só poderia ir naquela praia ou segunda-feira ou Quarta-feira de Cinzas.

Não manda

“Eu sou apenas presidente de honra. Eu sou o nome e a imagem do instituto, mas não sou a figura jurídica do instituto”.

Regime próprio

Diante das renovadas menções que o ex-presidente fez à sua esposa (já falecida) acerca do apartamento e de outras decisões familiares, emana a sensação de que Lula vivia num regime de matriarcado, ou seja, as decisões se originavam quase que invariavelmente de sua ex-companheira.

Auxílio

De outra parte, diante das reiteradas negativas de Lula sobre fatos graves envolvendo o seu governo, o partido que comanda e até o Instituto Lula (uma organização não governamental com orçamento milionário), emana a sensação de que se faz indispensável a nomeação de um curador para balizar o seu cotidiano.

O detalhe

De acordo com a Globonews, Lula disse 73 vezes a expressão “não sei”, e citou em 38 ocasiões a sua esposa.

Resumo

O jornalista Josias de Souza (UOL) foi cirúrgico´ ao resumir o ex-presidente: “Lula finge ser uma coisa e sua reputação é outra”.

 

Da boca de…

“… Quem diz que vai votar em Lula é porque tem uma fidelidade canina…” (professor e filósofo Luiz Pondé, da Universidade de São Paulo).

Defecções

O jornal O Globo (RJ) publicou nota na qual é relatado que o Governo Temer “teme ser traído por cerca de 15 peemedebistas” na reforma da Previdência Social.

Entre os que “inspiram mais cuidados”, está Veneziano Vital do Rêgo (PB).

Só lembrando

APARTE divulgou, há vários dias, uma articulação para a ´debandada´ de parlamentares do PMDB na Câmara Federal.

Artilharia

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) deu ontem uma ´espanada´ geral nos seus colegas de ALPB com base em Campina Grande.

“Os deputados de Campina não têm a coragem de abrir a boca”, bradou.

Não despregou

Também sobrou para o novo presidente do PT/CG, professor Márcio Canielo: “Ele continua ligado ao PSDB. A grande esperança do PT na cidade chama-se Hermano Nepomuceno”.

“Oportunistas”

Ainda o frade petista: “O resto da turma vive atrás de cargos. É um PT oportunista, sempre atrás da direita”.

Ameaça…

Houve ontem, em Salvador (BA), o 8º Encontro de Governadores do Nordeste.

Na ´Carta Aberta´, divulgada ao seu final, os executivos cobram o cumprimento da Lei Complementar 156/16, que estabeleceu a dilatação, com carência, do prazo para pagamento das dívidas refinanciadas pelos estados e Distrito Federal.

… Explícita

“Diante da recusa do BNDES e da União em cumprir o disposto na lei, os estados nordestinos deliberaram no sentido de tomar as medidas judiciais cabíveis, seguindo o mesmo caminho adotado nos casos da renegociação das dívidas com a União e das multas com a repatriação”, avisa o texto.

Acesso

Outra cobrança: “Decidimos cobrar do governo federal, por intermédio do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal, o cumprimento da Emenda Constitucional 94/16, que estabeleceu que os Estados podem utilizar 75% dos depósitos judiciais de que são parte, e até 10% dos depósitos judiciais de que não são parte para pagar precatórios”.

Unificação

O documento dos governadores comunica adiante que “deliberamos por consolidar uma previdência complementar regional, a PrevNordeste, visando a adesão dos estados à fundação de previdência complementar já instituída na Bahia”.

´Vem com a gente´

Ao final, mais uma cobrança, com a manifestação da “urgente e necessária participação do governo federal no enfrentamento da questão da segurança pública”.

Togas assanhadas

Está feia a coisa nos bastidores do Supremo Tribunal Federal, notadamente entre os ministros Gilmar Mendes e Marco Aurélio de Mello.

Veja o que disse Mendes sobre Mello, conforme o jornal O Globo: “Os antropólogos, quando forem estudar algumas personalidades da vida pública, terão uma grande surpresa: descobrirão que elas nunca foram grande coisa do ponto de vista ético, moral e intelectual e que essas pessoas ao envelhecerem passaram de velhos a velhacos. Ou seja, envelheceram e envileceram”.

Cá entre nós, você compraria um carro usado ao ex-presidente Lula?...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube