Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 17/09/2018

´Sincericídio tucano´

Debate temático

A Federação das Indústrias do Estado da Paraíba realizará no dia 24 próximo o “Diálogo com os Candidatos a Governador”. Começará às 13h, na sede da entidade, em Campina Grande.

Já confirmaram participação os candidatos José Maranhão (MDB), Lucélio Cartaxo (PV), João Azevedo (PSB) e Tárcio Teixeira (PSOL).

Dinâmica

Após a abertura do evento com o presidente da FIEP, Francisco de Assis Benevides Gadelha, cada candidato, individualmente, terá 20 minutos para expor seus planos de governo para os empresários do setor industrial.

Inquirições

Três empresários formularão perguntas aos candidatos com base no documento “Propostas da Indústria Paraibana para as Eleições 2018”.

Buraco apavorante

O Ministério da Fazenda promoveu um estudo que resultou num número atemorizador: o desequilíbrio atuarial (déficit) da previdência pública nas três esferas de governo está estimado em R$ 7 trilhões 100 bilhões.

Em gestação

Está sendo criado um instituto para monitorar os editais de licitações de projetos e obras públicas nos três níveis de governo, no segmento da infraestrutura.

O detalhe

São publicados anualmente, no segmento acima referido, entre 70 mil e 75 mil editais.

Palanque

“Na política, temos que nos orientar por princípios e valores, e a gente paga um preço por isso”.

Presidenciável Martina Silva (Rede).

Haja caneta

Conforme levantamento divulgado pela Rede Globo, os governos petistas (Lula e Dilma) nomearam 13 ministros para o Supremo Tribunal Federal; 28 para o Superior Tribunal de Justiça; e 92 desembargadores federais.

Pandemônio

Pesquisa da entidade que reúne trabalhadores do setor de segurança bancária mostra que no primeiro semestre deste ano houve 1.275 ataques a instituições financeiras no País.

Palanque

“Vou governar a Paraíba com a experiência de quem fez e sabe fazer, e de quem nunca perdeu o olhar do futuro”.

José Maranhão, no final de semana, em comício na cidade de São Bento, no Sertão.

À mesa

Por falar em Zé, ele prestigiou, na última semana, um almoço ocorrido em Campina Grande para comemorar o casamento (no civil) de seu candidato a vice-governador, Bruno Roberto, com uma filha do casal deputado Manoel Ludgério/vereadora Ivonete Ludgério (PSD).

Da boca de…

“… Jair Bolsonaro se aproveitou da descida ao inferno do PSDB para se cravar como alternativa para os que se opõem ao PT…” (Fernando Limongi, professor da Universidade de São Paulo).

Alerta

A Receita Federal divulgou uma orientação no sentido de que os sindicatos de trabalhadores não podem remunerar, “de nenhuma forma”, o seus dirigentes, sob pena de perda da imunidade tributária.

À paisana

Neste final de semana, foi levada à Polícia Federal, em Campina Grande, uma pessoa que estava distribuindo camisetas (o que é proibido) da cor verde num evento eleitoral.

Posteriormente, ele foi identificado como cabo da Polícia Militar.

Da boca de…

“… Os governantes despreparados, incompetentes e corruptos levaram a população à revolta. Mas nós não podemos confundir indignação com ódio, raiva, que alimentam a violência. Isso trabalha contra a democracia. Que esse episódio tenha sido um ponto fora da curva que não se repita mais…” (presidenciável Álvaro Dias, do Podemos, acerca do atentado a Jair Bolsonaro).

Garimpo

Vale a pena destacar alguns trechos de recente entrevista do conceituado senador Tasso Jereissati (CE), ex-presidente nacional do PSDB e presidente do Instituto Teotônio Vilela, braço ´teórico´ do partido, ao jornal O Estado de São Paulo.

Erros…

“O partido cometeu um conjunto de erros memoráveis. O primeiro foi questionar o resultado eleitoral (2014). Começou no dia seguinte (à eleição). Não é da nossa história e do nosso perfil. Não questionamos as instituições, respeitamos a democracia.

… Fatais

“O segundo erro foi votar contra princípios básicos nossos, sobretudo na economia, só para ser contra o PT. Mas o grande erro, e boa parte do PSDB se opôs a isso, foi entrar no governo Temer. Foi a gota da água, junto com os problemas do Aécio (Neves). Fomos engolidos pela tentação do poder.

Fundo do poço

“Esse episódio (com Aécio) simboliza todo esse desgaste que tivemos (…) O símbolo mais eloquente para a população foi o episódio do Aécio. Ele deveria ter se afastado logo da presidência do PSDB.

Previsibilidade

“O desgaste do PSDB começa a partir dos episódios da gravação do Aécio. Começou ali e continuou. Como nós não tomamos as medidas necessárias naquele cenário, era previsível que o desgaste do PSDB iria perdurar e teria consequências graves nas eleições. O desgaste do PSDB vem dali. As pessoas estão vendo mal o PSDB.

Quadro cearense

“Você tem no mesmo palanque do governador do PT (Camilo Santana) 99% dos prefeitos, a máquina e o apoio do governo federal. Eunício (Oliveira) é o homem do Temer aqui, e ele está ajudando o Camilo. Qualquer nomeação federal aqui passa por ele”.

Sobre o ex-aliado

Ainda Tasso: “O Ciro (Gomes) de hoje é muito diferente do Ciro de ontem. Ele traçou o caminho dele, que eu discordo. Aqui no Ceará ele está sendo profundamente inconsistente e incoerente com sua trajetória política. A mais feroz das críticas dele é dirigida ao MDB. No Ceará, ele e o presidente do Senado (Eunício Oliveira) estão unidos”.

Semana na Paraíba de pesquisas, debate... Promete!...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube