Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

sábado, 25/07/2020

Sinal de vida

Legado

“Eu vou realizar o sonho do meu amigo”.

Foi o que proclamou ontem o deputado-presidente Adriano Galdino, ao revelar que pretende assumir o comando do Avante no Estado, diante do súbito desaparecimento, domingo último, do deputado Genival Matias.

“Na sua ausência agora, recebo o convite de todos os deputados do Avante para que possa realizar esse sonho do Genival Matias”, reforçou Galdino.

Obstáculo

Mas o deputado terá que buscar algum ´remédio jurídico´ para não correr o risco de perder o mandato por infidelidade partidária, uma vez que estão muito esgarçadas as suas relações com o comando do PSB no Estado – leia-se ex-governador Ricardo Coutinho.

´Orfandade´

A já minoritária bancada de oposição na Assembleia Legislativa emite sinais de desapontamento com a debandada de seu ex-líder, deputado Raniery Paulino (MDB), que aproximou-se do governador João Azevedo, como consequência da aliança do seu partido com o Cidadania para disputar a Prefeitura de Guarabira.

Precaução

“Para evitar qualquer tipo de constrangimento, seja para a bancada, seja inclusive para o MDB de Guarabira, a minha figura não poderia criar qualquer tipo de empecilho para as discussões com os partidos de oposição”, argumentou Raniery quando formalizou o desligamento da liderança.

Postulados

O emedebista ponderou ainda que em toda aliança política é preciso preservar a essência e a crença individual de cada um, o que não era possível à época da gestão de Ricardo Coutinho.

Preservação

“Eu faço questão que as minhas essências sejam preservadas, porque assim temos como construir algo maior, até porque minhas bandeiras de luta são inalienáveis e nunca deixarei de defendê-las”, acrescentou Paulino.

Algodão entre…

Um dos articuladores dessa composição MDB/Cidadania em Guarabira foi o senador Veneziano Vital do Rêgo (PSB).

… Cristais

“Quero fazer um cumprimento especial ao senador Veneziano, que fez as mediações que resultaram nesse desfecho”, registrou o deputado.

Convergências

Roberto Paulino, ex-governador, pai de Raniery e provável candidato de consenso das oposições em Guarabira, afirmou que “João Azevêdo e eu temos algumas características em comum, que são o respeito às pessoas, o entendimento e a paciência”.

Projeção

“Guarabira tem muito a ganhar com essa aliança que trará dias melhores para a população”, abençoou o governador.

Sucessão

Na rearrumação oposicionista na ALPB, a deputada Camila Toscano (PSDB) deverá ocupar a liderança, tendo como vice-líder o deputado Cabo Gilberto Silva (PSL).

Combustão

Se a inesperada saída de um deputado de oposição para mais próximo do governo já é motivo de reações contundentes, ainda mais quando esse movimento é inserido na política municipal, quase sempre efervescente.

Submissas

“Têm pessoas que trocam de lado e se submetem a isso. A nossa posição permanece no mesmo rumo porque somos pessoas comprometidas com a Paraíba. Somos pessoas que têm pensamentos firmes e sabem o que esse grupo político que está no poder fez no nosso estado”, reagiu Camila Toscano, que passou a comandar o bloco governista em Guarabira com o recente falecimento de seu pai, ex-prefeito Zenóbio Toscano.

Troca de lado

Camila acelerou ainda mais: “A Operação Calvário não foi esquecida. A prisão dos secretários do governo de João Azevêdo não foi esquecida por nós e por isso que permanecemos unidos. A perda de um colega de oposição não nos enfraquece de forma alguma. É melhor termos poucas pessoas, mas firmes, que pessoas flexíveis, que mudam discurso toda hora”.

Caso a caso

O senador José Maranhão disse que a direção do MDB vai avaliar pontualmente as particularidades de cada cidade paraibana para definir as coligações majoritárias neste ano.

Pode…

No tocante especificamente a João Pessoa, Zé comentou que “o nosso candidato (radialista Nilvan Ferreira) está disparado na frente de todos, mas não somos presunçosos a ponto de dizer que não aceitamos apoio”.

… Entrar

Ele deixou a ´janela aberta´ para uma eventual composição com o governador.

Vetos

Quem se mostrou menos flexível foi o deputado Wilson Filho, pré-candidato a prefeito de João Pessoa pelo PTB, que descartou alianças, pelo menos em termos de 1º turno, com o PSB e o Progressistas (Cícero Lucena).

Virar a página

“Eles já tiveram seus acertos e seus erros. Estou me colocando como pré-candidato para enfrentar os problemas que todos eles tiveram a oportunidade de resolver e não resolveram”, verbalizou o petebista.

Sinal verde

Igualmente em JP, o Partido Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB) confirmou a candidatura a prefeito do deputado estadual, Eduardo Carneiro.

Sábado é dia de poesia

“Da minha casa pra tua/ É tão perto eu vou de pé/ Daqui sinto o teu perfume/ O cheirinho do café/ Escuto você cantando/ Com essa voz de mulher…” (Pinto do Acordeon, que nos deixou esta semana).

Da boca de…

“… No Estado da Paraíba nunca tivemos um prefeito eleito pelo PDT, daí que queremos um candidato a prefeito em João Pessoa e também na segunda maior do Estado que é Campina Grande…” (Carlos Lupi, presidente nacional do partido).

´Botar a cara´

Na entrevista dada ontem a este colunista, o prefeito Romero Rodrigues (PSD) afirmou que quem deseja ser candidato à sua sucessão, “é importante que demonstre vontade, tenha paixão e amor; tem que se apresentar, dizer se existe essa pretensão”.

´Tô aqui´

Coincidentemente ou não, o deputado Pedro Cunha Lima, presidente do PSDB/PB, reafirmou que se o agrupamento político que integra escolher o seu nome, “ficarei profundamente honrado e com uma vontade imensa de acertar”.

– Eu procuro desde o início desse processo não ter nenhum tipo de ficção ou obsessão – ressalvou.

Quando o PSB/CG ´sairá da toca´?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube