Quantcast

Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

terça-feira, 23/07/2019

Sinal de racha no PSB?

Meta ousada

O PSL, partido do presidente Jair Bolsonaro, anunciou um projeto vigoroso de expansão para os próximos meses: chegar a outubro do ano que vem (mês das eleições municipais) com 1 milhão de filiados.

Até o mês passado, a legenda contava com 270 mil filiados no País.

Ponto final

Presidente estadual do PSC, o ex-senador Marcondes Gadelha informou que não mais disputará mandatos eletivos, e que a prioridade é organizar a legenda no Estado para as eleições 2020.

Da boca de…

“… Preconceito e intolerância não têm espaço numa democracia. Cabe ao presidente da República promover o bem geral do povo brasileiro. A lógica do ´nós contra eles´ já fez muito mal ao Brasil. Não se pode cometer o mesmo erro…” (Bruno Araújo, presidente nacional do PSDB).

Resgate

Durante a apresentação do Help (Hospital de Ensino e Laboratórios de Pesquisa), dias atrás, o chanceler da Unifacisa Dalton Gadelha fez um discurso centrado, em muitos momentos, na ousadia do empreendimento – uma “ousadia irresponsável” – na sua expressão literal.

Confissão

“Eu sou um sonhador!” – exclamou, para em seguida invocar uma frase de seu irmão e ex-senador Marcondes Gadelha: “O sonho é uma realidade com pressa”.

Salto

“O Help vai funcionar rigorosamente do jeito que estamos mostrando. E, depois que isso acontecer, Campina e o Nordeste vão desfrutar de um atendimento e qualidade de vida jamais vistas na região”, assinalou.

“Peitada”

Dalton acentuou que “nós criamos um ecossistema baseado na educação”.

Adiante, verbalizou: “A educação dá sempre um peitada no atraso, na ignorância e na pobreza, porque só ela tem força”.

Invocação

Dalton Gadelha concluiu o seu pronunciamento invocando o belo texto (“Sonho impossível”) do escritor Fernando Pessoa: “Sonhar mais um sonho impossível / Lutar quando é fácil ceder/ Vencer o inimigo invencível / Negar quando a regra é vender. Sofrer a tortura implacável / Romper a incabível prisão/ Voar num limite improvável / Tocar o inacessível chão

Brotar

“É minha lei, é minha questão / Virar esse mundo, cravar esse chão /Não me importa saber / Se é terrível demais/ Quantas guerras terei que vencer / Por um pouco de paz/ E amanhã se esse chão que eu beijei / For meu leito e perdão/ Vou saber que valeu / Delirar e morrer de paixão/ E assim, seja lá como for / Vai ter fim a infinita aflição/ E o mundo vai ver uma flor / Brotar do impossível chão”.

 

Fala ´capitão´

“Vou falar do PT sempre. Não adianta chorar. Não é porque perderam a eleição que seus crimes devem ser ignorados. Os efeitos devastadores do desgoverno da quadrilha ainda podem ser sentidos e é papel de todo aquele que que ama o Brasil lembrar quem foram os culpados.

Presidente Bolsonaro, nas redes sociais.

Incógnita

Ainda está indefinido o futuro partidário dos vereadores campinenses Marinaldo Cardoso e Alcindor Villarim, que reagiram, num primeiro momento, à entrega do comando estadual do PRB ao deputado federal Hugo Motta, que por sua vez entregou o comando local do partido ao vereador Renan Maracajá.

Imperdível

No programa Ideia Livre de hoje (22h15 na TV Itararé, canal 18.1 ou pela internet – www.tvitarare.com.br) uma excepcional entrevista com a oncologista e diretora do Ministério da Saúde Mariz Inez Pordeus Gadelha.

O detalhe

Participam como debatedores Geraldo Medeiros (secretário de Saúde do Estado), Antonio Henrique, coordenador do curso de Medicina da Unifacisa, e Max Joffily, oncologista e diretor técnico do Hospital da FAP.

Para onde vamos?

O governo federal liberou, ontem, conforme publicação no Diário Oficial, mais 51 novos agrotóxicos, cujo uso passa a ser permitido na agricultura nacional.

Este ano as liberações já somam 290 produtos.

Da boca de…

“… O governo se empenha muito pouco (na articulação política). Eu aprendi muito cedo na Câmara que você não tem muito tempo para se decepcionar com as pessoas. Mas quem mais me decepcionou, com toda a certeza, foi o Bolsonaro…” (deputado federal Alexandre Frota, do PSL-SP, em entrevista à revista Época).

Chamamento

Subitamente, o deputado estadual Genival Matias (presidente do Avante na Paraíba e 1º vice-presidente da Assembleia Legislativa) anunciou ontem o convite para que o deputado-presidente Adriano Galdino (PSB) se filie ao seu partido.

Perto de ´despetalar´

A sondagem é até natural, mas um complemento que Genival fez em suas declarações provoca ilações.

Segundo ele, Adriano está propenso a deixar o PSB, a legenda dos girassóis.

“Acredito que o teremos em breve como o mais novo deputado do Avante”, acentuou o deputado, que foi um dos principais articuladores da eleição de Adriano para dois mandatos à frente da ALPB.

O PV terá candidato a prefeito de João Pessoa em 2020?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube