Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

terça-feira, 18/02/2020

Senador detona ´Fórum Campina´

Contemplação individualizada

O governador João Azevedo (Cidadania) não se fez de rogado, ontem, ao ser instado a falar sobre os deputados do grupo (governista) ´G11´, que boicotaram votações de interesse do Executivo.

“Essa coisa pra mim não existe. O que existe pra mim é uma relação com os deputados e a posição individualizada, que cada um responda por sua atitude. Isso é assim. Eu não estou preocupado com G nenhum, mas sim com o G de governo. Esse me preocupa”, discorreu.

Vitrine

“Cada deputado e nós, que somos pessoas públicas, respondemos por nossas atitudes e gestos perante a sociedade. É assim que é visto e é dito”, acrescentou João.

Timoneiro

O ex-vereador Marmuthe Cavalcanti foi indicado para presidir a comissão municipal provisória do PSD em João Pessoa.

Da boca de…

“… Minha residência continuará sendo em Campina Grande, como sempre foi. No dia 1º de janeiro de 2021 não tem programação do ponto de vista político pra mim. Posso até me candidatar a alguma coisa, mas isso não está no meu calendário…” (prefeito Romero Rodrigues – PSD/CG).

Porta…

Em entrevista ontem à Rádio Caturité FM (104.1), a secretária de Estado e prefeitável campinense Ana Cláudia Vital do Rêgo (Podemos) disse que tem conversado com legendas oposicionista “sobre estratégias e ideologia do partido”.

… Aberta

“Nós sabemos que existem outros nomes. Mas o Podemos é um partido que representa a moderação e o equilíbrio que o povo paraibano espera. Não é um partido de extrema-esquerda e nem extrema-direita”, assinalou Ana.

Enigma

Tem um ´que´ de mistério o objetivo da visita que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, fez ontem à superintendência da Polícia Federal na Paraíba, em João Pessoa.

Atuação

“Entre os principais males que têm afetado o Brasil, estão a corrupção e criminalidade. A superintendência da Paraíba tem se destacado nesses casos”, enfatizou Moro, com perceptível superficialidade.

Panos…

O prefeito pessoense Luciano Cartaxo, igualmente presidente do PV na Paraíba, tratou ontem de estancar as especulações acerca de ruídos no seu relacionamento com a cúpula do PP no Estado, em função da filiação da secretária de Habitação Socorro Gadelha, já com ´figurino´ de prefeitável.

…Quentes

“Não conheço nenhum ruído. Socorro Gadelha não participava de nenhum partido, não tinha filiação partidária. Partiu dela a vontade, o desejo de se filiar ao PV. Ela está inserida na nossa gestão. Conhece de perto esse modelo de gestão, quis se filiar ao PV e a gente tem um bom diálogo com o PP”, discorreu Luciano.

 

Boataria

Para o prefeito, o que foi propagado “são apenas insinuações. Essas mudanças acontecem, mas sem nenhum atrito. Muito pelo contrário, a gente está sempre procurando unir forças”.

Inoportuno

Outra prefeitável do PV/JP, a secretária de Planejamento da PMJP, Daniela Bandeira, sublinhou que “antecipar excessivamente a disputa é nocivo. É nocivo para a cidade, é nocivo para a economia da cidade, é nocivo para as pessoas que cansam desta disputa partidária e eleitoral”.

Torniquete

A revista Crusoé informou que tem aumentado, entre dirigentes e parlamentares do PSB, a pressão para que o ex-governador Ricardo Coutinho se licencie da legenda e também da Fundação João Mangabeira, vinculada aos socialistas.

Exagero

O senador Veneziano Vital (PSB) avaliou, ontem, que “houve um extrapolamento” por parte dos deputados estaduais que protocolaram um pedido de impeachment do governador.

Inesperado

O ´V´ externou a sua surpresa com as denúncias envolvendo Ricardo Coutinho (PSB): “Nenhuma pessoa na Paraíba pode dizer-se não surpreendida com as denúncias que envolvem Ricardo”.

Proximidade

O senador revelou que “há uma relação de amizade, antes mesmo de uma relação política”, com João Azevedo.

“Há uma relação de afeto entre nós”, reforçou.

Avisado

Ainda conforme Veneziano, poucos dias após anunciar, no ano passado, o seu desligamento do PSB, Azevedo lhe revelou que optaria (como novo partido) entre o PDT, o Podemos e o Cidadania (opção que foi consumada).

Miopia

O socialista foi duro, em entrevista à ´Correio FM´, com relação aos partidos e/ou lideranças que formaram o ´Fórum Pro-Campina´ (PT, PDT, PSOL, PCdoB, Rede e PSB), que encarnariam uma “visão estreita e uma postura extremamente descortês e meio que pretensiosa”.

Repúdio aos segregadores

Ao denotar total engajamento na mobilização do Podemos para a sucessão campinense, o ´V´ afirmou que “nós (Podemos) não vamos ser a extrema-direita, nem também concebemos como o melhor projeto a extrema esquerda. Extremos significam preconceito, significam desconhecer e segregar aquele que pensa diferentemente de você. Ou não? Se você não pensa igual você é agredido, você é preconceituosamente tratado, é segregado (…) Extremo sempre soa pra mim como preconceito”.

Poderes/Calvário/Paraíba: metástase...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube