Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

terça-feira, 11/10/2016

Ricardo: 2018 está em aberto

Só recordando

A Construtora Planície, com sede na cidade de Santa Rita – que foi acusada de ´lavar dinheiro´ para o ex-senador Vital Filho, atual ministro do Tribunal de Contas da União -, é a mesma que foi contratada, com dispensa de licitação, para processar o lixo recolhido em Campina Grande, na gestão do ex-prefeito Veneziano, numa usina de reciclagem localizada na cidade de Puxinanã.

A empresa não possuía licença ambiental e funcionava à base de liminar obtida no Judiciário.

Lumiar

O prefeito Romero Rodrigues disse que a sua intenção é trocar, ao longo do segundo mandato, as lâmpadas de todos os 35 mil pontos de iluminação pública existentes em Campina Grande.

O detalhe

As novas luminárias – na cor branca – ampliam significativamente a luminosidade nas vias públicas.

Da boca de…

“… O PT só pode mudar para melhor se reformar-se de fora para dentro…” (Tarso Genro, ex-ministro do Governo Lula e membro da direção nacional do PT).

Estilhaços

O ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, recebeu R$ 4 milhões entre 2010 e 2014 de empresa investigada na Operação Acrônimo, da Polícia Federal.

Na época, ele era advogado e não ocupava cargo público, noticiou o jornal Folha de São Paulo.

Ótica…

Avaliação do vereador Napoleão Maracajá (PCdoB) acerca da esmagadora vitória do prefeito Romero Rodrigues (PSDB) no 1º turno da eleição campinense.

… Comunista

“O voto do deputado Veneziano contra a presidente Dilma teve um peso importante no resultado. Acho que o prefeito conseguiu, de certa forma, tirar do seu palanque figuras como Cássio e Rômulo, que têm um desgaste. Ele se apresentou como alguém que não tinha nada a ver com essas pessoas”.

´Bombou´

Do ponto de vista do vereador João Dantas (PSD), a vitória de Romero Rodrigues (PSDB) na disputa pela reeleição o surpreendeu “pela diferença de votos. Foi uma votação extraordinária. O povo fez justiça ao seu governo”.

Fermentar

Dantas também avalia que até a posse da nova legislatura, dia 1º de janeiro próximo, Romero conseguirá ampliar a sua base política na Câmara, que já conta com 18 dos 23 vereadores eleitos.

Na TV

A secretária de Educação de Campina Grande, professora Iolanda Barbosa, é a entrevistada de hoje no programa ´Ideia Livre Política & Economia´, que começa às 22 horas na TV Itararé – canal 18.1 (digital) e 19 (analógico), e pela internet: www.itararé.com.br

Por gravidade

O prefeito Luciano Cartaxo (PSD-JP) disse que a abertura de mais espaços na administração pessoense para o PMDB “é algo natural”, porque a legenda “é parceira” de sua gestão.

“Isso vai ser estabelecido na hora oportuna. Nós sabemos valorizar os parceiros”, acrescentou.

O detalhe

O PMDB passou a integrar, há algumas semanas, a gestão pessoense através da suplente de deputada estadual Olenka Maranhão, na Pasta do Trabalho, Produção e Renda.

Carência

“Lagoa Seca não precisa de um político. A cidade precisa de um gestor”.

Foi o que disse à Rádio Caturité, dias atrás, o prefeito eleito da cidade, Fábio Ramalho, do PSDB.

Além do pessoal

Na sua visão, “não adianta ser prefeito apenas para administrar a folha de pagamento da prefeitura”, sem se voltar para a realização de obras que atendam a toda a população.

Compromisso

Após mencionar que a área de saúde será prioritária, o novo prefeito avisou que “não quero nem vou fazer politicagem com a minha cidade”.

Tesoura

Ele disse que um corte radical de despesas é inevitável, a começar pela folha salarial, que passa atualmente dos R$ 2 milhões, para uma receita que gira em torno de R$ 4 milhões.

Previdência

Ramalho demonstrou particular preocupação com a situação do instituto de previdência municipal: “O instituto está quebrado. A prefeitura tem que completar todo mês a folha dos inativos”.

Luz amarela

Conforme reportagem do ´Estadão´, pelo menos sete de 24 unidades da Federação consultadas reconhecem que não há definição de como e quando o 13º será depositado na conta de 2 milhões de servidores.

São os casos do Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Bahia, Distrito Federal, Sergipe e Roraima.

Decisão postergada

Ao se pronunciar nesta segunda-feira sobre os cenários que se descortinam para 2018, a partir dos resultados das eleições municipais deste ano, Ricardo Coutinho (PSB) foi de uma – pouco comum – impessoalidade a toda prova.

– Eu não tenho problema com essa questão. O que eu tive da política, eu jamais imaginaria ter tido. Eu jogo pro time. Se a gente analisar que é melhor que eu fique (no governo), eu ficarei. Se acharem que eu devo fazer parte de uma chapa, em qualquer posição, em farei parte da chapa. Isso não é uma coisa que me incomoda nesse momento, não está na minha agenda – discorreu o governador.

Quais são os planos de Lucélio Cartaxo para 2018?...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube