Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quarta-feira, 01/04/2020

Reservas não são intocáveis

Palavra & ação

O empresário Francisco Buega Gadelha, presidente da Federação das Indústrias da Paraíba, disse ontem na Rádio Caturité FM (104.1) que foram anunciadas “grandes ofertas de crédito” por parte dos governos, mas ressalvou que “isso ainda não chegou” ao setor produtivo.

Com esse hiato temporal – prosseguiu – “isso acaba travando lentamente o País”.

Dinheiro ´novo´

Buega realçou, dentro das circunstâncias atuais, um aspecto relevante: é que a injeção de dinheiro nos programas sociais, prometida pelo governo federal, fará com que ocorra um incremento no dinheiro circulante em regiões pobres do País, como é o caso do Nordeste.

“Mas a grande dificuldade de tudo isso é a morosidade”, reforçou.

Despertar

Como um dos ensinamentos dessa crise, o dirigente da FIEP – que está em isolamento social – destacou que “o mundo estava vivendo nas redes sociais e descobriu que é preciso solidariedade e ajuda mútua”.

Abrir os…

Buega Gadelha comentou também os malefícios para o País do cumulativo processo de desindustrialização, ao ponto de não existirem máscaras em quantidade suficiente para atender a demanda interna, sendo necessário aguardar um suprimento chinês.

… Olhos

“Vamos ter que repensar isso, porque deve vir aí a desmundialização”, especialmente na economia.

´Mutirão´

Dados da entidade que congrega a categoria, divulgados ontem, informam que as operadoras de telefonia móvel no Brasil enviaram, desde o dia 13 último, mais de 84 milhões de SMS com mensagens para o enfrentamento da pandemia do coronavírus, além de alertas para os sintomas da doença.

Explode…

Após muito tempo de atuação no partido, o vereador campinense Olímpio Oliveira se desfiliou do MDB.

… Coração

Esse desfecho ficou muito nítido desde que o edil, em declarações à APARTE, criticou as direções estadual e municipal da legenda, há algumas semanas, alegando desprestígio.

Conjectura

Nos meios políticos, comenta-se que o PSL seria uma das alternativas do parlamentar.

Da boca de…

“… Mandetta (ministro da Saúde) está silente e focado no trabalho. Vamos aguardar. Da liderança do Democratas, o Mandetta tem apoio total, absoluto e irrestrito. O caminho que ele apontar terá nosso apoio…” (deputado paraibano Efraim Filho, líder do Democratas na Câmara Federal).

Vertiginosa

O superintendente da STTP, Félix Araújo Neto, oficializou ontem os números da queda acentuada no transporte de passageiros através dos ônibus urbanos de Campina Grande: a média diária de 106 mil pessoas desabou para 15 mil, sendo 2.080 idosos (não tarifados).

Sem isolamento

De acordo com o banco de dados da STTP, um idoso utilizou o transporte público 37 vezes na última semana; e uma idosa 36.

Binóculo

O empresário Josué Gomes da Silva, executivo do grupo Coteminas, estimou ontem que apenas em maio “com a abertura progressiva do comércio, teremos o retorno do consumo no País”.

Sem jeito

O presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) Glademir Aroldi, avaliou que “a suspensão das eleições deste ano é inevitável’.

Tesoura…

O presidente da Câmara Federal, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), segue insistindo em cortes de remunerações no âmbito do serviço público federal.

… Na mão

“Tem que começar a gastar no socorro as pessoas, e se precisar tirar da política, do Judiciário, de quem precisa tirar, vai tirar, porque nós sabemos que o gasto para o enfrentamento dessa crise, tanto do ponto de vista social, econômico e, principalmente, da estrutura de saúde pública para garantir as vidas, vai ser da ordem de R$ 400 bilhões”, verbalizou Maia.

Da boca de…

“… O presidente Bolsonaro parece que prefere contar os mortos do que contar os desempregados…” (ex-ministro da Fazenda Maílson da Nóbrega).

Tem solução

Em pronunciamento ontem, através das redes sociais, o empresário Dalton Gadelha, chanceler da Unifacisa, afirmou que “nós temos sim como resolver esse problema” de socorro as pessoas menos favorecidas economicamente e as pequenas e microempresas.

Fonte

“O nosso País tem dinheiro em caixa para resolver essa situação. É só uma decisão política. Nós temos uma reserva cambial da ordem de 370 bilhões de dólares, que existe para garantir as operações internacionais. Mas esse dinheiro é nosso”, contextualizou Dalton.

Cabível

“Nós podemos gastar esse dinheiro, principalmente quando se trata de pandemia. E isso seria mais do que reconhecido como algo sério e honesto”, emendou.

Suficiente

O empresário frisou que no câmbio atual a utilização de 100 bilhões de dólares dessas reservas representaria na prática R$ 500 bilhões.

“Esse dinheiro é suficiente para a gente pulverizar para as pessoas necessitadas. Esse dinheiro dá de sobra”, adendou.

É preciso cantar

“Ora, direis ouvir estrelas, certo perdeste o senso

Eu vos direi, no entanto

Enquanto houver espaço, corpo e tempo e algum modo de dizer não

Eu canto”

Belchior, compositor cearense (in memorian)

O mundo à espera da Páscoa...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube