Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

quarta-feira, 07/12/2016

Renan paga pra ver

É preciso agir

Há momentos em que é preciso se tomar partido ou posição. É o caso do Poder Legislativo de Campina Grande e da STTP.

O preço cobrado pelo serviço de táxi na cidade está flagrantemente exagerado. Isso fica ainda mais evidente no mês de dezembro, com a cobrança permanente da Bandeira 2.

Gol contra

A bem da verdade, a batalhadora categoria está dando uma espécie de ´tiro no pé´, por afugentar clientes que têm reclamado constantemente pelas redes sociais dos valores praticados.

Retomada

Passa da hora de ser reaberta a discussão sobre os valores praticados e sobre o acréscimo aplicado no último mês do ano.

Ameaça

Se o serviço de Uber chegar a Campina, nas circunstâncias atuais, o estrago no serviço de táxis seria violento.

E aí poderá ser tarde demais.

Meia volta

O presidente Temer decidiu retomar parte da agenda programada para esta semana no Nordeste e na sexta-feira visitará Caruaru (PE) e Fortaleza (CE).

Gatilho

Ao contrário do que ocorre quando é anunciada uma redução no preço dos combustíveis – o repasse ao consumidor demora vários dias -, as sete distribuidoras que atuam na Paraíba amanheceram ontem já aplicando o reajuste divulgado na véspera pela Petrobras.

´PV´

Nos bastidores esportivos e empresariais de Campina Grande comenta-se que a nova diretoria do Treze Futebol Clube está disposta a aceitar propostas para permutar a área do Estádio Presidente Vargas, no bairro São José, por um centro esportivo mais moderno, nos arredores da cidade.

Lembrança

Nesta quinta-feira, das 9h às 12h, na antiga residência do ex-deputado Aluízio Afonso Campos (no Ligeiro-CG), a Furne realiza uma programação alusiva ao transcurso do aniversário do ex-parlamentar e ao centenário de falecimento do seu pai, Afonso Campos, que empresta o seu nome ao Fórum da Justiça Comum em Campina Grande.

´Bichados´

Conforme o jornal O Estado de São Paulo, “a expectativa é de que a delação da Odebrecht implique ao menos sete ministros de Michel Temer”.

Mais

Ainda o ´Estadão´: “Sabe-se que o próprio presidente será citado nas delações de Marcelo Odebrecht e de mais dois executivos da empreiteira, por doações eleitorais negociadas diretamente por ele”.

´Liquidação´

O Sebrae lança um ´mutirão de renegociação´ em todo o País para regularizar a situação das micro e pequenas empresas com dívidas com o Fisco.

Da boca de…

“… Esse tipo de procedimento frequentemente ocorre. Muitas CPIs são feitas para achacar empresários. Às vezes, as razões para a criação de uma CPI não são tão saudáveis ou tão republicanas como se imagina…” (ex-senador Delcídio Amaral, ex-PT-MT).

Agora é Lula

“Com muita humildade, se tem alguém que pode resistir a essa euforia da insanidade judicial, sou eu. Estou disposto a fazer o que for necessário.”
Anteontem, sobre a Operação Lava Jato.

Impetuoso

Se o prezado leitor tinha dúvidas acerca da frieza, ousadia e destemor do senador alagoano Renan Calheiros (PMDB), deve ser – pelo menos – reavaliado o sentimento.

Contra-ataque

Ele não somente afrontou a decisão de um ministro do Supremo, apesar de questionável juridicamente, como se permitiu uma ofensiva na direção do membro da Corte que determinou o seu imediato afastamento do cargo.

´Chamou pra dançar´

“Eu, já como presidente do Senado, obriguei-me a cumprir liminares piores do que a do ministro Marco Aurélio. Uma delas, que eu fiz questão de cumprir, foi uma decisão do ministro Marco Aurélio que impedia que nós acabássemos com os supersalários no Legislativo. Ele (Mello) concedeu uma liminar e me obrigou. Toda vez que ele ouve falar em acabar com supersalário, ele parece tremer na alma”, esgrimiu o senador/réu.

Calibre

A medida adotada por Marco Aurélio comporta a interpretação no campo da precipitação, por estar Renan, na prática, a menos de quinze dias do final de seu mandato no plenário do Senado, por conta do recesso parlamentar.

Mas a decisão monocrática encontra respaldo no regimento do STF.

Símbolo

Para um homem ungido pelo voto popular para representar a população brasileira no Senado, a escalada biográfica de Renan é uma espécie de certidão do quão deturpada e aviltada se encontra essa representatividade.

Renan é um Código Penal vagando pelo Congresso Nacional à espera de aplicação efetiva.

Não espere

É ilusório aguardar dele qualquer gesto que abrevie essa vergonha nacional verde e amarela, com um parlamento presidido por quem enlameia a atividade política praticamente de ´A a Z´, com um descaramento ímpar.

Toga X toga

Como o nosso Supremo virou uma ´geleia geral´ ideológica, comportamental e narcísica, coube ao ministro Gilmar Mendes piorar a crise interpoderes e qualificar como “indecente” a liminar dada por Marco Aurélio, chegando a cogitar a possibilidade de seu impeachment da Corte.

A síntese

“É uma marcha acelerada da insensatez em direção ao precipício”

Senador Randolfe Rodrigues, PSOL-AP, sobre o confronto entre o Senado e o Supremo Tribunal Federal.

Feito cachorro que cai da mudança, Temer não sabe para que lado corre...
Simple Share Buttons