Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

sexta-feira, 30/10/2020

Reatamento em curso

As ´fichas´ da Paraíba

Em entrevista ao jornal O Estado de São Paulo, o governador João Azevedo (Cidadania-PB) disse que a grande aposta de seu governo para a retomada do crescimento na Paraíba é a parceria público privada.

Ele acrescentou que já conta, “em carteira”, com cerca de 20 propostas de ´PPPs´.

Não vingou

O juiz Alexandre Trineto, encarregado de homologar os pedidos de registro de candidatura em Campina Grande, rejeitou o recurso dos advogados da candidata a vice-prefeita (PSL) Annelise Meneguesso, mantendo o indeferimento do registro.

Não acolhido

O mesmo magistrado igualmente arquivou uma solicitação do prefeitável Edmar Oliveira (Patriota) para manutenção ´preventiva´ de sua candidatura.

Microfone

A candidata a vice-prefeita pela coligação PSOL/PSB em Campina Grande, Sheylla Campos, foi a entrevistada de ontem na Rádio Caturité FM (104.1).

Confira algumas de suas declarações.

Distanciamento

“Nós não nos sentimos bem com a aliança (dele) com o MDB (ao explicar o afastamento do PSB da coligação com o prefeitável Inácio Falcão, do PCdoB).

O ´mago´

“Ficaria lisonjeada de tê-lo (ex-governador Ricardo Coutinho) em nossa campanha e em nosso guia eleitoral. Poucos fizeram o que ele fez pela Paraíba (…) Estamos pensando em usá-lo na última semana da campanha.

Exagero

“O guia eleitoral (de outras candidaturas) tem propostas mirabolantes. Como eles vão cumpri-las?

Incógnita

“(reivindicações do Sintab) O impacto financeiro eu não tenho agora. Não sabemos quantificar agora.

Repartição

“(divisão de atribuições com o candidato a prefeito Olímpio Rocha, do PSOL) Gestão a quatro mãos. Se não fosse assim, eu não aceitaria.

Meio a meio

“Teremos paridade de gênero (na formação do secretariado)”.

Reta final

A já longa postergação da aplicação da pena ao prefeito de Sousa, Fábio Tyrone (Cidadania), parece que está com os dias contados para chegar ao fim.

Arquivamento

Decisão do ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, rejeitou o mais recente recurso procrastinatório, interpretando que a peça “não merece acolhida”.

Em curso

A decisão do STF desencadeará uma nova ´batalha jurídica´, uma vez que Tyrone tem um pedido de registro de candidatura tramitando na justiça eleitoral, na perspectiva de concorrer à reeleição no próximo mês.

Situando

A condenação do prefeito sousense é por improbidade administrativa e remonta ao mandato (mesmo cargo) que exerceu entre 2009 e 2012.

Telejornal

Na rodada de entrevistas promovida pela TV Itararé com os (as) candidatos (as) a vice-prefeitura de Campina Grande, a vez ontem no Itararé Notícias (canal 18.1 – 18h20) foi de Lucas Ribeiro, Coligação Rumo ao Futuro.

Leia alguns trechos.

Atuação

“Em 2016 fui candidato pela primeira vez a vereador. Também fui secretário de Ciência e Tecnologia do prefeito Romero (Rodrigues), trazendo projetos. Não podemos contar apenas com o orçamento do município. Temos que buscar recursos no governo federal e em outras fontes.

Familismo

“Campina sempre foi governada para todos. Podemos observar isso, por exemplo, com projetos como o (complexo) Aluízio Campos, onde cerca de 4 mil famílias foram beneficiadas com a sua casa e a sua dignidade. Posso citar também mais de mil ruas calçadas (…) Esse discurso da oposição é muito falho.

Poucos concursos

“Acredito que tenha sido uma análise do prefeito Romero, avaliando a viabilidade de recursos para poder fazer contratações.

Transitórios 

“Os prestadores de serviços são servidores muito importantes e estão cuidando da cidade em vários setores (…) Estamos dialogando para que algumas demandas sejam atendidas.

 Sem informatização

“(setores da PMCG) É um dos principais objetivos, meu e de Bruno (Cunha Lima), digitalizar a máquina administrativa. Hoje contamos com o ´Campina online´, onde toda a comunicação entre as secretarias é feita sem a necessidade papel. Mas existem processos externos que precisam da digitalização e isso é um compromisso nosso.

Mandato ´trampolim´?

“Meu pensamento é exclusivamente ser vice-prefeito de Campina. Não estou pensando noutra eleição. Quero ser um vice-prefeito atuante, que busca recursos para a cidade. E fiz isso enquanto secretário, a exemplo da nova estrutura para o Parque Tecnológico.

Captação

“Vamos ter um núcleo de projetos estratégicos, ligado ao gabinete do prefeito, justamente para monitorar recursos que dependem de projetos viáveis.

Divisão de poder 

“Já temos um entrosamento. Essa divisão será muito tranquila. Vou buscar projetos para Campina. Vou atuar em outras áreas onde já atuo, como ciência e tecnologia.

Controle 

“Nós vamos fortalecer a Controladoria Geral do Município. E teremos o ´gabinete da integridade´, ligado ao gabinete do prefeito, justamente para acompanhar os contratos maiores e vultuosos. E a criação do ´fiscal de contratos´, um servidor que ficará responsável de acompanhar a tramitação de contratos.

´Campina 2035´ 

“Não vamos apresentar projetos que ficam só na maquete. Vamos apresentar coisas viáveis.

“Nosso grau de comprometimento com esse projeto é total, até porque é um planejamento estratégico feito pela atual gestão em parceria com o setor produtivo (…) Não temos que inventar nada, mas utilizar o planejamento já feito”.

´Martelo´….

Impasse no novo leilão do Hotel Tambaú, de João Pessoa, realizado no dia de ontem.

Houve dois lances de R$ 40 milhões, mas um dos proponentes retirou a proposta alegando que ocorreu um equívoco na iniciativa.

… Suspenso

Esse lance ´refugado´ (R$ 40,2 milhões) foi do empresário Arnaldo Gaspar, presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Rio Grande do Norte e do Grupo Arnaldo Gaspar, que controla o Ocean Palace Hotel, na Via Costeira de Natal/RN.

´Loira gelada´

A Ambev – controladora de marcas como Skol e Brahma, entre outras – informou ontem que não haverá reajuste no preço da cerveja enquanto perdurar a pandemia do coronavírus.

Máxima

O inesquecível deputado Ulysses Guimarães (MDB-SP) ensinava que “em política, até raiva é tacitamente combinada”.

Reconciliação

Pois bem, rompidos desde a eleição de 2018, o ex-presidente Lula (PT) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) selaram as pazes em uma conversa.

Quem foi o ´cupido´

O armistício foi intermediado pelo governador do Ceará, Camilo Santana, filiado ao PT, mas aliado dos irmãos Ferreira Gomes em seu estado.

As tratativas para viabilizar a conversa, ocorrida no mês passado, duraram mais de um mês, conforme divulgou o jornal O Globo.

Eleição em Campina: invisível, insípida, inodora e incolor...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube