Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

sexta-feira, 31/03/2017

Questão de proporção

Desvinculadas

“As discussões não passaram por esse viés”. Foi o que disse ontem a vereadora-presidente Ivonete Ludgério (PSD) ao descartar qualquer correlação entre a antecipação da eleição da mesa diretora da Câmara campinense para o 2º biênio (2019/2020) e a eventual candidatura do prefeito Romero Rodrigues (PSDB) a governador, no ano que vem, o que converteria a presidente na vice-prefeita de fato da cidade.

 

Pouco provável

Ivonete também declarou que é “uma possibilidade remotíssima” vir a concorrer a um mandato de deputada estadual no ano que vem.

Indiferente

A edil do PSD afirmou, na Rádio Caturité, que “a pré-candidatura a governador do prefeito Luciano Cartaxo (PSD-JP), até agora, não em empolgou”.

Amortização

Ivonete informou que já quitou várias dívidas deixadas pela gestão anterior (vereador Pimentel Filho, PSD), e que também fez renegociações com o INSS e o Ipsem.

O detalhe

No caso da Previdência municipal, estavam em aberto os meses de abril a dezembro do ano passado.

Reconstituição

O fortalecimento do quadro de servidores efetivos da Câmara campinense é uma das prioridades da nova mesa diretora, até porque as projeções apontam que na virada do ano só existirão oito servidores efetivos.

Nova…

A Câmara campinense criou, ontem, uma comissão especial para cuidar da reforma do Regimento Interno.

… Adequação

Participam os membros da Comissão de Justiça – Renan Maracajá (PSDC), Sargento Neto (PRTB) e Rodrigo Ramos (PDT); os líderes das duas bancadas – João Dantas (PSD, situação) e Galego do Leite (PTN, oposição); além dos vereadores Antonio Pimentel (PSD), Lucas Ribeiro (PP), Anderson Maia (PSB) e Luciano Breno (PPL).

Da boca de…

“… Os dias de Michel Temer estão contados…” (deputado Frei Anastácio, do PT/PB).

Panos para as mangas

O prefeito campinense Romero Rodrigues (PSDB) agendou para hoje uma visita à Câmara Municipal de João Pessoa, a convite do presidente, Marcus Vinícius (PSDB).

Uso

A PMCG conseguiu junto ao Ministério dos Transportes a cessão da linha férrea no trecho entre o distrito de Galante e o bairro de Bodocongó (17,3 quilômetros).

 

Revitalização

Em parceria da PMCG com o curso de Arquitetura da UFCG, está sendo projetada a reconstrução da antiga estação ferroviária (Estação Nova) e dos galpões que ficam situados nas proximidades.

Da boca de…

“… Na tribo do petrolão, (Eduardo) Cunha é no máximo um índio, e o cacique está solto…” (deputado federal Carlos Marun, PMDB-MS).

Espera

O Tribunal de Contas do Estado decidiu, ontem, que só vai deliberar sobre a aposentadoria (ou pensão) de ex-governadores quando o Supremo Tribunal Federal apreciar ações similares.

Vermelhão

Reportagem publicada no ´Estadão´ mostra que um estudo do IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) indica que 22 dos 26 Estados brasileiros estão com as suas previdências no vermelho, um déficit que em 2015 chegou a R$ 77 bilhões.

´UTI´

Os estados de Santa Catarina, Rio Grande Sul e Minas Gerais já gastam mais de 20% de suas receitas com as suas previdências.

Fogo amigo

“Com essa história de criminalizar todo mundo, o Lula vai fazer um passeio em 2018…” (Renan Calheiros, líder do PMDB no Senado).

Fim de…

Poucos tinham dúvida de que o juiz Sérgio Moro seria implacável com o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ex-presidente da Câmara Federal.

… Carreira

Na 1ª (de várias que virão) sentença, o magistrado aplicou 15 anos de cadeia e supressão dos direitos políticos por 30 anos.

Mas é oportuno pinçar alguns trechos da decisão, pelo caráter emblemático que possuem. Seguem.

Mordida

“A corrupção com pagamento de propina de US$ 1,5 milhão e tendo por consequência prejuízo ainda superior aos cofres públicos merece reprovação especial.

Uso do mandato

“A culpabilidade é elevada. O condenado recebeu vantagem indevida no exercício do mandato de deputado federal, em 2011”.

Proporcionalidade

Ainda de acordo com Moro, “a responsabilidade de um parlamentar federal é enorme e, por conseguinte, também a sua culpabilidade quando pratica crimes. Não pode haver ofensa mais grave do que a daquele que trai o mandato parlamentar e a sagrada confiança que o povo nele deposita para obter ganho próprio. Agiu, portanto, com culpabilidade extremada, o que também deve ser valorado negativamente.”

O que o PMDB/CG acha da afinidade de Maranhão com Romero?...
Simple Share Buttons