Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

quarta-feira, 22/11/2017

Previdência na berlinda

O temor das urnas

À ótica do deputado paraibano Efraim Filho, líder do Democratas na Câmara Federal, apenas a ´dança de cadeiras´ no ministério do presidente Michel Temer não será suficiente para garantir a aprovação da reforma previdenciária.

“A grande resistência ainda é o impacto eleitoral. Falta também a crença de que o Senado vai votar a proposta também”, avaliou Efraim.

 

Proposta…

Vice-líder do PSDB na Câmara Federal, o deputado Pedro Cunha Lima (PB) afirmou que a bancada tucana ainda não está “convencida” acerca da conveniência do texto da reforma na Previdência.

… Estigmatizada

“O sentimento que ainda pesa é de que a reforma prejudica o mais pobre, quando o País ainda tem muitos privilegiados. Esse governo está tão fragilizado e devendo tanta explicação que fica difícil o debate”, avaliou Pedro.

Da boca de…

“… Luciano Cartaxo (prefeito de JP) tem tudo para ser candidato (a governador). Se depender do partido, vamos dar todo o suporte e apoio…” (deputado Rômulo Gouveia, presidente do PSD/PB).

Coesos

Todos os integrantes da bancada federal da Paraíba no Congresso Nacional alocaram recursos no Orçamento Geral da União de 2018 para a Fundação Assistencial da Paraíba – Hospital da FAP.

Zerada

Uma conquista destacada ontem pelo presidente da FAP, Helder Macedo, em entrevista à TV Itararé: acabou a lista de espera para o serviço de radioterapia.

Codemtur

O colunista social do jornal Correio da Paraíba Celino Neto é o novo coordenador de Turismo da Prefeitura de Campina Grande.

O cargo era ocupado interinamente pelo empresário Álvaro Barros.

Cota

Celino é mais um nome indicado pelo Partido Progressista – leia-se família Ribeiro – no Governo Romero Rodrigues.

Mais um

Também foi anunciada ontem a indicação de Jonnas Costa para o cargo de coordenador de Desenvolvimento Local da PMCG, cargo lotado na Secretaria de Desenvolvimento Econômico e que terá como uma das prioridades a estruturação do ´Shopping a Céu Aberto´.

Garimpo

“Não dá para esquecer: 2016, com a economia em frangalhos, Dilma Rousseff anunciava a mandioca como uma das mais importantes conquistas do país”.

Propaganda gratuita do PMDB que começa a ser veiculada no rádio e na TV.

Olhar…

Encomendado pelo governo federal, o Banco Mundial produziu um amplo estudo sobre as finanças públicas no Brasil e lançou propostas polêmicas para otimizar o gasto público.

 

… Externo

Algumas delas: tributar as aposentadorias de alta renda no serviço público e acabar com o ensino gratuito nas universidades públicas.

Concentrador

No primeiro caso, a justificativa da instituição mundial é de que o sistema previdenciário é injusto, e que 35% do desequilíbrio entre as contribuições arrecadadas e os benefícios pagos servem para beneficiar os 20% mais ricos da população.

Subsidiados

Quanto ao ensino público federal, o Banco Mundial acentua que 65% dos estudantes das universidades públicas pertencem aos 40% dos mais ricos da população.

Cabeça de chapa

Pouco habituado às frequentes entrevistas, o deputado Ricardo Marcelo (PMDB), ex-presidente da Assembleia Legislativa, comentou ontem que “é importante que um partido do tamanho do PMDB tenha sua candidatura majoritária (a governador), que venha representar não só o partido, mas a Paraíba”.

Agregar

Mas ele ressalvou que “não se pode sair sozinho. Tem que aglutinar forças para que possa ter uma candidatura robusta”.

Diferentes

Sobre a falada ´união das oposições´, Ricardo Marcelo ponderou que “alguém vai ter que ceder e é importante que isso ocorra. Essas eleições vão ser totalmente atípicas porque a classe política, de certa forma, está maculada pelos desmandos que ela própria fez. O povo vai atrás de um nome limpo, que não tenha mácula e que tenha história”.

Adiamento

Foi adiada a visita que a Frente Parlamentar das Energias Renováveis da Assembleia Legislativa faria amanhã ao Parque Eólico da cidade de Santa Luzia.

Da boca de…

“… Meu nome está posto, e a gente está com vontade de servir à Paraíba…” (prefeito Romero Rodrigues, ao frisar que continua à disposição do PSDB/PB para concorrer ao governo estadual).

Sangria

Reportagem do jornal O Globo mostra que, em 15 anos (entre 2001 e 2016), o regime de aposentadoria dos servidores públicos federais consumiu R$ 500 bilhões a mais do que foi gasto com saúde pública.

Proporção

O valor também representa mais de 50% do que foi investido em educação no país, no mesmo período.

Saco sem fundo

No período, o rombo do sistema previdenciário do funcionalismo atingiu R$ 1 trilhão 325 bilhões, para atender a 1 milhão de beneficiários, enquanto coube à saúde pública R$ 800 bilhões para um universo de 200 milhões de brasileiros.

Os dados foram compilados pelo professor de economia da PUC/Rio de Janeiro, José Márcio Camargo.

Que estratégias Damião Feliciano anda pensando para 2018?...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube