Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

segunda-feira, 06/03/2017

Prenúncio de semana tumultuada

Vento soprando dinheiro

O jornal Valor Econômico (SP) destacou em recente edição o potencial da energia eólica (gerada pelos ventos) para a economia nacional e, particularmente, a nordestina.

Estão sendo realizados investimentos de R$ 20 bilhões – quase a totalidade no Nordeste.

Concentrada

Esse tipo de energia já representa 7,1% da eletricidade gerada no País, sendo que 77,5% dessa carga estão sendo gerados nos nove Estados da região.

Proporção

No (predominante) período do verão, 30% da geração de energia efetuada no Nordeste já são eólicas.

Por aqui

A matéria destaca três parques eólicos que estão sendo construídos na cidade paraibana de Santa Luzia.

Locomotiva

O mesmo ´Valor´ publica uma reportagem sobre a economia paraibana, realçando a importância que tem no Estado o segmento industrial.

Grande peso

A indústria na Paraíba representa 23% do PIB (produto interno bruto) do Estado, enquanto a média nacional oscila entre 13% e 14% do PIB, destacou o presidente da FIEP, empresário Francisco Buega Gadelha.

Menos desemprego

O ´Valor´ enfatiza que no ano passado a retração no mercado de trabalho paraibano foi de 2,85%, a menor entre os nove Estados da região.

Regulação

Decisão recente do Supremo Tribunal Federal estabelece que a concessão de imunidade tributária a entidades filantrópicas não pode ser disciplinada por lei ordinária, mas sim lei complementar (com quórum diferenciado no Legislativo).

O detalhe

O STF também deliberou que a imunidade tributária das entidades filantrópicas não se estende ao ICMS embutidos nos preços dos produtos adquiridos de fornecedores.

Terrorismo

Na página do PMDB no Facebook foi postado que “se a reforma da Previdência não sair: tchau, Bolsa Família; adeus, Fies; sem novas estradas, acabam os programas sociais”.

Morde…

Ao que se informa, a direção do PSB ´enquadrou´ o vereador campinense Bruno Faustino.

Dito de outro jeito: se insistir em ficar longe da bancada de oposição, terá o seu mandato solicitado junto à Justiça Eleitoral.

… E assopra

Mas a direção do PSB também sinalizou um tratamento ´diferenciado´ junto à administração estadual.

Imprestável

Matéria publicada na revista Época conceitua a água existente no açude de Boqueirão (que abastece Campina Grande e outras cidades) como “suja, fedida e não serve para beber”.

Tesoura

O presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, desembargador Joás de Brito Pereira Filho, determinou aos juízes diretores de Fóruns, bem como aos diretores e gerentes das unidades administrativas, que promovam uma redução de despesas, até o final do ano, em pelo menos 2% em relação ao ano passado.

Cabeça de chapa

No final de semana, foi tirada a ´pulsação´ do prefeito Romero Rodrigues acerca do ainda distante 2018: “Acho que o PSDB deve lançar sim candidato (a governador), até porque estaria contrariando a lógica partidária de ser do PSDB e estar defendendo o nome de outro partido político, quando temos bons quadros”.

Não descarta

O prefeito lembrou que “tenho um compromisso com a população e foi palavra dita, inclusive, após o processo eleitoral, de fazer um segundo mandato melhor do que o primeiro. Evidentemente que em política tudo é possível”.

Janela aberta

“A pretensão é ficar até o final do mandato, mas nada é impossível. Se houver um chamamento da cidade e do Estado no sentido de uma postulação…”, conjecturou Romero, em entrevista à Rádio Caturité.

Preferido

Adiante, Romero sublinhou que “continuo defendendo, na realidade, para as eleições de 2018, o nome do senador Cássio. Já é experimentado, tem experiência administrativa, foi governador. Fez dois excelentes mandatos. É um dos quadros bons que temos na Paraíba e tem uma grande expressão política e eleitoral”.

De volta…

Após 10 dias de férias coletivas (inesperadas), a unidade da Alpargatas em Campina Grande deverá retomar as suas atividades hoje.

… Batente

A suspensão das atividades – inédita nessa fábrica – decorreu do excesso de estoques de produtos finalizados.

O que vem por aí

Ao que tudo indica, a semana que começa será explosiva (novamente) no ambiente político.

Lote

O procurador geral da República, Rodrigo Janot, deverá solicitar a abertura de aproximadamente novos 40 inquéritos decorrentes da Operação Lava Jato, mexendo com personalidades da República.

Citações predominantes

As informações extraoficiais dão conta de que as delações do Grupo Odebrecht serão particularmente fulminantes para o ex-presidente da Câmara Federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e para o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci (PT).

´Esquenta´ no TSE

Já nesta segunda-feira, o ministro Herman Benjamin, relator no TSE da ação que pede a cassação da chapa Dilma/Temer, tomará os depoimentos de Cláudio Melo Filho, Alexandrino Alencar e Hilberto Mascarenhas da Silva Filho, ex-executivos da Odebrecht.

Não custa lembrar que o vazamento de parte do depoimento de Cláudio Melo à ´força-tarefa´ da Lava Jato provocou uma crise no Governo Temer. Ele relatou um jantar na residência do então vice-presidente Temer, em 2014, quando foram pedidos a ele R$ 10 milhões de doações ´não oficiais´.

Anda sumido o vice-prefeito campinense...
Simple Share Buttons