Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

quarta-feira, 21/12/2016

Polêmica chega à Justiça

´Infantaria´ nordestina

O presidente da Federação das Indústrias do Estado da Paraíba, Francisco Buega Gadelha, foi nomeado pelo ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, para integrar um grupo de trabalho que terá por desafio “tentar destravar os problemas do Nordeste”.

Contando…

Sobre a questão hídrica, ´Buega´ revelou estar convicto de que a água do Rio São Francisco “chegará, com toda certeza, em abril a Campina Grande”.

… Os dias

Ele pontificou a expectativa e a tensão que permeiam a população campinense, diante do risco de um colapso hídrico.

Ansiedade

“Vivemos um momento de angústia com a espera da água”, frisou Buega, para lembrar que “somos o Estado mais pobre em recursos hídricos”.

Chance rara

Esse aporte adicional de água, com regularidade, implicará, conforme o dirigente da FIEP, “na maior oportunidade que a Paraíba já teve em toda sua história”.

Novo tempo

Confiante na redenção que a transposição propiciará a vastas áreas do território paraibano, Francisco Gadelha apostou que “vamos transformar a Paraíba num Estado verde”.

Anulação

O Supremo Tribunal Federal encerrou o ano ordinário de 2016 tomando uma decisão unânime e direcionada à Paraíba: confirmou a decisão do Conselho Nacional de Justiça, que considerou irregular a contratação, por parte do Tribunal de Justiça, de 100 assistentes de administração nomeados sem concurso público.

Origem

A ação questionando as nomeações foi proposta pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário do Estado.

O voto da relatora, ministra Carmen Lucia, foi acompanhado por todo o colegiado. A pendência se arrastava desde o ano de 2009.

Falha grave

“No caso em pauta, além dos indícios de cometimento de fraude”, observa a ministra em seu voto, “a leitura das atribuições conferidas aos cargos para os quais se deram as nomeações evidencia burla ao comando constitucional, que determina que as funções de confiança e os cargos em comissão no serviço público destinam-se apenas às atribuições de direção, chefia e assessoramento”.

O parto

O governador Ricardo Coutinho (PSB) marcou para as 11 horas de hoje a entrega da Avenida João Suassuna, em Campina, que permite acesso mais rápido ao Hospital da FAP e ao campus da UEPB.

Descarte

Ontem, Ricardo anunciou que 2017 será um ano sem reajuste para o servidor estadual e sem concurso público.

Majoração

Os vereadores de São Paulo aprovaram ontem um aumento dos próprios salários em 26,3% a partir de janeiro.

A remuneração subirá de R$ 15.031,76 para R$ 18.991,68.

Réplica

O vereador Alexandre do Sindicato (PHS) – acusado pelo vereador-presidente da Câmara campinense, Pimentel Filho (PSD) de ter recolhido as assinaturas que deram celeridade à votação do projeto de reajuste dos parlamentares – externou ontem a sua versão sobre os fatos.

´Ninho´…

Segundo ele, desde novembro que o projeto de reajuste na remuneração e a criação do 13º salário está sendo articulado, a partir do gabinete da Presidência da Câmara campinense.

… Da proposta

“Ele (Pimentel) propôs tudo”, assegurou, para reforçar: “Pimentel sabe muito bem que o projeto saiu da mesa diretora”.

Aval

Alexandre admitiu que ao ser apresentado à proposta, por Pimentel, “concordou com a sua tramitação” porque não identificou ilegalidade.

Sem manobra

O vereador afirmou na Rádio Caturité que é mentira do presidente que tenha saído pelo plenário para recolher assinaturas para que o projeto fosse votado ´a toque de caixa´ na última quarta-feira.

Não subscreveu

Alexandre garantiu que sequer assinou esse pedido de tramitação ´em regime de urgência´.

“Coloco a minha assinatura à disposição de qualquer perito”, avisou.

Prova

Como vice-líder da bancada do Governo, ele requereu à mesa diretora a cópia das imagens da referida sessão da TV Câmara, e disse que coloca o seu sigilo telefônico à disposição de quem quiser checar se ele estava ligando durante a sessão para chamar colegas para a aprovação da matéria.

Reavaliação

Quanto ao mérito, Alexandre disse que “votei a favor, mas diante da repercussão negativa, pedi com o vereador Lula Cabral (PMB) para a Câmara se reunir e refazer a decisão”.

´Mea culpa´

“Reconheço a falha de ter votado a favor (do projeto). E tenho a coragem de ir à mídia e reconhecer o erro”, acrescentou.

Reta final

Na sessão ordinária de ontem, a última do ano – provavelmente ocorrerá uma sessão extraordinária hoje -, os vereadores campinenses votaram o Orçamento Municipal de 2017 (R$ 968 milhões) com a incorporação de 192 emendas ao texto original.

Tema proibido

Houve um silêncio ´sepulcral´ acerca do polêmico ´presente natalino´ autoconcedido.

Rebate

Apenas o vereador Cícero Buchada (PSDB) foi à tribuna para dizer que era contra o projeto e que não era “um golpista”, como bradaram os manifestantes que novamente ontem ocuparam, por alguns instantes, as galerias do Legislativo.

Sem holofotes

A reunião reservada para tratar da ´pauta indigesta´ foi realizada no começo da noite na residência da vereadora Ivonete Ludgério (PSD).

Derivações

Há ´correntes distintas´ entre os parlamentares: os que não querem mexer no que foi aprovado; os que desejam apenas suprimir o 13º salário; e os que pretendem alterar o 13º e o percentual de 26%.

O desfecho deverá ser anunciado hoje.

20º apoio

Mas o encontro informal serviu para Pimentel Filho desistir de concorrer à reeleição e apoiar Ivonete à presidência da Câmara, a partir de janeiro.

Protocolo

O PPS, através do ex-prefeitável Artur Bolinha Almeida, ingressou no Judiciário solicitando a sustação do projeto que introduziu o 13º salário para os vereadores.

O processo foi distribuído para a 2ª Vara da Fazenda Pública.

Quando janeiro chegar

Como o Judiciário entrou em recesso ontem, a juíza plantonista Ana Penazzi considerou que a matéria não é urgente e decidiu aguardar a manifestação do titular da referida Vara, ao final do recesso, no dia 8 de janeiro.

Cássio e Maranhão estão mais afinados do que a ´vã filosofia´ poderia imaginar...
Simple Share Buttons