Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

quarta-feira, 08/06/2016

Pergunta sem resposta

Conversa de executivos

O presidente em exercício, Michel Temer, agendou uma reunião com os governadores para esta quinta-feira, no Palácio do Planalto.

Na mesa estará a renegociação das dívidas dos estados, que já ultrapassaram R$ 400 bilhões.

Freio puxado

Temer deverá dizer ´não´ a um pleito que muitos governadores têm feito pela imprensa: carência de dois anos para o início do pagamento da renegociação das dívidas.

Liminares

Cabe registrar que 11 Estados já conseguiram na justiça a obtenção de liminar que altera o cálculo dos passivos – de juros compostos para juros simples.

O detalhe

Essa troca de base de cálculo significa R$ 313 bilhões a menos nos cofres do governo central.

Concessões

Para tentar ´amolecer´ o coração presidencial e a posição do Ministério da Fazenda, os governadores aceitam congelar por dois anos o reajuste dos salários dos servidores e limitar as despesas correntes à variação da inflação.

Transferências

Os governadores admitem a possibilidade de entregar bens, direitos e participações acionárias dos Estados para o abatimento de dívidas.

Extensão

Os secretários estaduais de Fazenda estão propondo uma definição mais clara do que será considerado como despesa de pessoal, englobando até os gastos com inativos e pensionistas.

No Congresso

Hoje (11h), os governadores terão uma reunião com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Empatia

Como as coisas estão na base do ´vento a favor´, o senador José Maranhão (PMDB), o prefeito Romero Rodrigues (PSDB) e os vereadores Alexandre do Sindicato (PSC) e Marinaldo Cardoso (PRB) posaram para uma descontraída foto, ontem, na sala de embarque do aeroporto Castro Pinto, na Grande João Pessoa.

O quarteto seguiu para Brasília.

Em pé de…

O vereador Antonio Lula Cabral (PMB-CG) está ´p da vida´ com a direção do Sintab, que divulgou uma montagem com as fotos dos vereadores que se posicionaram contra pleitos da entidade na área educacional.

… Guerra

Lula quer que a Procuradoria Jurídica do Legislativo ingresse no Judiciário solicitando indenização por danos morais.

Ao vivo

O deputado Rômulo Gouveia (PSD) sugeriu ao ministro da Integração Nacional, Hélder Barbalho (PMDB-PA), que realize uma visita às obras de transposição do Rio São Francisco na companhia de parlamentares.

 

Lenitivo

Gouveia informou ontem que está em vias de ser sancionado o projeto que alonga as dívidas dos agricultores nordestinos que foram prejudicados, ao longo dos últimos anos, devido à quebra da safra.

A quitação poderá ser feita em até 10 anos.

O detalhe

A Paraíba é um dos Estados com o maior número de beneficiários desse projeto.

Um só na…

“A pré-candidatura de Adriano Galdino é um projeto coletivo e não existe espaço para pretensões pessoais. Não temos por hábito buscar mandatos eletivos com intuitos pessoais”.

… Disputa

A declaração é do vereador Murilo Galdino (PSB-CG), ao descartar a disputa da reeleição nas eleições deste ano.

Timbre

Será às 19h de hoje no plenário da Câmara campinense a sessão solene para a entrega do titulo de cidadania campinense ao vereador Hércules Lafite (PSC).

A propositura é do Sargento Regis (PSC).

Obsessão

Na sua passagem por Campina Grande, no final de semana, Lucélio Cartaxo, presidente do PSD em João Pessoa e ex-candidato a senador, protestou contra “a luta” do governador Ricardo Coutinho (PSB) “para que a nossa candidatura (Luciano Cartaxo à reeleição) não prospere”.

Um só olhar

Lucélio considera que RC abdicou de governar para os demais municípios do Estado em função dessa disputa.

Espelho meu

O prefeito Luciano Cartaxo traçou ontem o perfil ideal para o seu futuro vice, na chapa da reeleição: “Quero um vice que me dê tranquilidade, para que possamos buscar recursos junto ao governo federal; que tenha um perfil de diálogo com diversos segmentos da sociedade”.

A dúvida

O atual vice-prefeito pessoense Nonato Bandeira é a antítese de tudo isso?

Exagerou

O senador Cássio, líder do PSDB no Senado, criticou a decisão do procurador geral da República, Rodrigo Janot, de pedir a prisão do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Risco

“Não se pode criar no Brasil um estado policialesco, nem tampouco pedir prisão de quem quer que seja por emitir opinião sobre qualquer assunto. Opinião não é obstruir a justiça”, assinalou CCL.

Moderação

Para Cássio, “é preciso ir com calma, devagar com o andor, pois o santo é de barro, se não o País não aguenta”.

Jogo rápido

Colunista: Se o PP não tiver candidatura própria em Campina Grande, a senhora se afasta do processo sucessório?

Deputada Daniella Ribeiro (PP): “Aí é um outro momento a se pensar”.

E o PRP, quando se define em Campina Grande?
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube