Arimatéa Souza

quinta-feira, 18/07/2019

PDT mexe o xadrez em Campina

Longe das urnas

Um claro indicativo sobre o presumível afastamento do ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB), na condição de candidato, no processo eleitoral do ano que vem em Campina Grande.

Eis o que disse o prefeito Romero Rodrigues (PSD) ao programa Ideia Livre, da TV Itararé, na noite da última terça-feira: “É possível (que não dispute). Não se pode dizer que está concretizado. Mas, como todos sabem, ele montou um escritório em Brasília e tem contratos que teve que assinar além de um ano (de duração). E ficaria até, talvez do ponto de vista pessoal e profissional dele, complicado assinar contratos e depois quebrar esse contrato com as empresas que ele está trabalhando. Eu acredito que será muito difícil a possibilidade de candidatura de Cássio no próximo ano em função dessa questão profissional dele, por conta dos compromissos que ele está assumindo na capital federal”.

 

Sem toga

Levantamento realizado pelo jornal O Estado de São Paulo mostra que os ministros de tribunais superiores já proferiram este ano 165 palestras em eventos públicos e privados.

Na dianteira

Os recordistas são os ministros Luís Roberto Barroso (do Supremo) e Otávio Noronha (do STJ) – 12 eventos cada um deles.

O detalhe

Os ministros do Supremo Edson Fachin e Celso de Melo (decano) não tomaram parte em nenhum evento privado.

Pulsação

O Sistema Arapuan de Comunicação contratou uma pesquisa estadual para avaliação dos governos (em todos os níveis) junto ao instituto de pesquisa Opinião, de Campina Grande.

Tchau

O sindicalista Wilton Maia (Urbanitários) deixou o Podemos (antigo PTN), legenda que presidia em Campina Grande.

Decepção

A ´gota d´água´ foi o fato de a representação partidária na Câmara Federal ter votado ´100%´ a favor da reforma previdenciária.

Sucessão

A suplente de vereadora ´Dona Fátima da Vila Cabral´ foi designada para presidir a comissão municipal provisória do Podemos/CG.

De volta

O vereador Galego do Leite (presidente do Podemos na Paraíba) reassumiu o seu mandato no Legislativo campinense.

Aprendizado

Na entrevista que concedeu ontem na Câmara, Galego insistiu na tese da união das oposições em 2020: “O que nós precisamos é nos unir. A oposição precisa se unir para não cometer o erro que foi cometido em 2016, quando um puxou para um lado e outro grupo para outro, e os nossos opositores saíram vitoriosos. Mais por deficiência da oposição do que por próprio mérito”.

Registro

Chamou a atenção a assiduidade de Galego do Leite na Câmara campinense no período em que estava de licença.

Missão inicial

“Reorganização de um partido que sempre foi competitivo, para que em 2020 tenhamos nomes com condições de disputar o pleito”.

Foi o que disse Tatiana Medeiros, nova presidente do MDB em Campina.

Mistério

Ao ser confrontada com a indagação sobre como a legenda se comportará em relação aos governos de Romero Rodrigues e João Azevedo, ela respondeu que “o MDB vai se comportar de forma justa e coerente, de acordo com os posicionamentos dos governos”.

Tentando…

Tatiana disse à Coluna que o vereador Olímpio Oliveira “é um dos principais nomes do MDB de Campina, e foi convidado para fazer parte da nova direção municipal”.

… Agregar

“Olímpio é um dos nomes para a disputa de 2020, até mesmo para a chapa majoritária”, emendou a médica.

Incógnita

A dirigente partidária também manteve o suspense acerca da possibilidade de concorrer às próximas eleições: “Falo sempre para futuras disputas de uma forma desanimada. Mas 2020 é 2020. Nada vai ser discutido em 2019”.

A voz da…

Para o ex-ministro da Fazenda Pedro Malan, “precisamos aprovar a reforma da Previdência, mas ela precisa ser robusta, porque os gastos estão subindo numa velocidade absolutamente insustentável”.

… Experiência

Mas Malan ressalvou que “assim como o Plano Real não era uma panaceia, a solução, um fim em si mesmo, a reforma da Previdência também não é”.

´Imortalidade´

O advogado Thélio Farias tomará posse no dia 4 de setembro como novo integrante da Academia de Letras de Campina Grande.

Botou…

O secretário de Desenvolvimento Econômico do Estado (e integrante da direção estadual do PDT), Gustavo Feliciano, se permitiu ontem tratar do processo eleitoral do ano que vem em Campina Grande, em entrevistas que concedeu à TV Itararé e Rádio Caturité FM.

… A colher

À sua ótica, a oposição campinense “tem muitos quadros, que unidos e unificados, sob a regência do governador João Azevedo, têm uma chance de êxito muito grande”.

Leque

Nesse rol de alternativas, ele citou os nomes do senador Veneziano (PSB); da secretária de Estado Ana Claudia Vital do Rêgo (Podemos); do deputado estadual Inácio Falcão (PCdoB); e do deputado Damião Feliciano (PDT).

Catalisador

Gustavo reforçou: “Dentro desses nomes, o que melhor conseguir aglutinar terá chances de vitória”.

Convergência

“Vamos conseguir lançar o candidato ideal para vencer. O PDT acredita, repito, que a chance maior de êxito é com uma candidatura só”, acrescentou.

Aceno à suplente

Mas Gustavo Feliciano lançou mão de um argumento novo para reforçar o nome do seu pai (Damião) como alternativa sucessória em Campina.

No caso de uma eventual eleição de Damião, Ana Cláudia seria efetivada no mandato federal.

– O deputado tem seis mandatos, trabalhou muito por Campina e é de Campina. E quem não gostaria de governar a sua cidade!? – semeou.

O PSDB/PB está se preparando para as eleições municipais?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube