Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 26/12/2016

Patos novamente na lama

Intocáveis

Em entrevista, o reeleito prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB) avisou que as secretarias de Educação e Saúde são inegociáveis, e que terão os titulares diretamente escolhidos por ele – provavelmente com a manutenção de Iolanda Barbosa (Seduc) e Luzia Pinto (Saúde).

Abandonadas

Na missa da véspera do Natal, no Vaticano, o papa Francisco recordou as crianças que “jazem nas miseráveis manjedouras de dignidade”.

Interpelação

“É um Menino que nos ´interpela´ e que nos chama a deixar as ilusões do efêmero para ir ao essencial, a renunciar às nossas insaciáveis pretensões”, enfatizou Francisco.

Vidas dilaceradas

O santo padre avançou: “Deixemo-nos interpelar pelo Menino na manjedoura, mas deixemo-nos interpelar também pelas crianças que, hoje, não são reclinadas num berço nem acariciadas pelo carinho de uma mãe e de um pai. Jazem no refúgio subterrâneo para fugir aos bombardeamentos, no passeio de uma grande cidade, no fundo de uma barca sobrecarregada de migrantes. Deixemo-nos interpelar pelas crianças que não se deixam nascer, as que choram porque ninguém lhes sacia a fome, aquelas que na mão não têm brinquedos, mas armas.”

Mercantilização

O papa sublinhou que “Jesus nasce rejeitado por alguns e na indiferença da maioria. E a mesma indiferença pode reinar também hoje, quando o Natal se torna uma festa onde os protagonistas somos nós, em vez de ser Ele; quando as luzes do comércio põem na sombra a luz de Deus; quando nos afanamos com as prendas e ficamos insensíveis a quem está marginalizado”.

Fonte de poder

Na tradicional mensagem do dia de Natal, chamada ´Urbi et Orbi´ (para a cidade de Roma e para o mundo), no domingo, Francisco “o poder deste Menino, Filho de Deus e de Maria, não é o poder deste mundo, baseado na força e na riqueza; é o poder do amor (…) Este poder do amor levou Jesus Cristo a despojar-Se da sua glória e fazer-Se homem; e o levará a dar a vida na cruz e ressurgir dentre os mortos”.

Conclamação

“É tempo que as armas se calem definitivamente”, exortou o pontífice, ao pedir “paz às mulheres e homens da amada Terra Santa, eleita e predileta de Deus. Israelenses e palestinos tenham a coragem e a determinação de escrever uma página nova da história, onde o ódio e a vingança cedam o lugar à vontade de construir, juntos, um futuro de mútua compreensão e harmonia”.

 Muita paz

Francisco prosseguiu clamando paz “para todos aqueles que, em diferentes áreas, suportam sofrimentos devido a perigos constantes e injustiças persistentes (…) Paz aos povos que sofrem por causa das ambições econômicos de poucos e da avidez insaciável do deus-dinheiro, que leva à escravidão”.

O dia delas

“Paz às crianças, neste dia especial em que Deus Se faz criança, sobretudo às privadas das alegrias da infância por causa da fome, das guerras e do egoísmo dos adultos”, continuou o papa.

Acolhimento

“Paz na terra a todas as pessoas de boa vontade, que trabalham diariamente, com discrição e paciência, em família e na sociedade para construir um mundo mais humano e mais justo, sustentadas pela convicção de que só há possibilidade de um futuro mais próspero para todos com a paz”, acentuou Francisco no final de suas palavras, para arrematar: “Um menino nasceu para nós, um filho nos foi dado”: é o “Príncipe da Paz”. Acolhamo-Lo!”

Espera

Em conversa informal durante a recente visita do governador Ricardo Coutinho (PSB) a Campina Grande, o líder da oposição na Câmara, Anderson Maia (PSB), comentou que a eleição da mesa diretora do Legislativo ainda não está definida, e que o bloco de oposição aguarda uma posição definitiva do atual presidente, vereador Pimentel Filho (PSD).

As tetas…

As áreas de saúde e educação foram alvo de quase 70% dos esquemas de corrupção e fraude desvendados em operações policiais e de fiscalização do uso de verba federal pelos municípios nos últimos 13 anos.

… Mais visadas

Os desvios descobertos pelo Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União (CGU), em parceria com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal, evidenciam como recursos destinados a essas duas áreas são especialmente visados por gestores municipais corruptos, destacou reportagem do jornal O Estado de São Paulo.

Por toda parte

Desde 2003, foram deflagradas 247 operações envolvendo desvios de verbas federais repassadas aos municípios.

Houve fraude no uso de verbas federais – comprovada – em pelo menos 729 municípios, o que corresponde a 13% do total de cidades do País.

O detalhe

O prejuízo causado pela corrupção no período foi estimado em ao menos R$ 4 bilhões pela CGU.

Quem lidera

Alagoas lidera a lista dos Estados com mais municípios onde houve irregularidades detectadas pelas investigações federais, em termos proporcionais.

Alvos mais…

O levantamento mostra que, no geral, o principal programa afetado na área da saúde foi saneamento básico.

… Solapados

No setor de ensino, quem mais perdeu foi o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

Paraíba citada

A reportagem enfatiza em certo trecho que “os desvios de recursos públicos em alguns municípios brasileiros são recorrentes”, e cita o caso de Patos, “cidade de 100 mil habitantes na Paraíba, comandada pela família do ex-presidente da CPI da Petrobrás de 2015, deputado Hugo Motta (PMDB), que caiu em três operações em um ano”.

Afinal, para que Manoel Júnior inventou de ser vice-prefeito de JP?...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube