Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

sexta-feira, 07/04/2017

Outro racionamento à vista

O contribuinte vai pagar

O ministro Og Fernandes, do Superior Tribunal de Justiça, determinou ao Governo da Paraíba o pagamento de indenização de R$ 350 mil a um homem vítima de disparos de arma de fogo de um detento que cumpria pena em regime semiaberto e teve a saída ilegalmente autorizada pelo diretor do presídio.

A vítima sofreu traumatismo da coluna vertebral e ficou paraplégica.

O detalhe

No Tribunal de Justiça da Paraíba, a indenização tinha sido fixada em R$ 180 mil.

Desembolso

Conforme publicou ontem o portal UOL, apenas com os 10 medicamentos mais pedidos ao SUS (Sistema Único de Saúde) por via judicial, o Ministério da Saúde gastou R$ 957,7 milhões no ano passado.

Régua

A despesa total com remédios frutos de disputas judiciais chegou a R$ 1,2 bilhão em 2016.

Expansão

A rede de lojas Assaí (controlada pelo Grupo Pão de Açúcar) anunciou que este ano vai inaugurar 28 novas lojas pelo País.

No ano passado, o faturamento dessa rede cresceu impressionantes 39,2%.

Agora é Lula

“A Lava Jato não precisa de um crime, ela acha alguém para depois tentar colocar um crime em cima de um criminoso. E para isso eles fizeram a coisa mais sem-vergonha que aconteceu nesse país, porque um juiz precisa da imprensa para execrar as pessoas, que estão sendo citadas, junto à opinião pública e depois facilitar o julgamento”.

Durante reunião do PT, dias atrás.

Na cabeça de chapa

Para o deputado federal André Amaral, ”ficou muito claro”, na recente reunião do diretório estadual do PMDB, “que teremos candidatura própria” a governador nas eleições do ano que vem.

Superficial

Quanto à mudança no comando do partido no Estado, com a substituição do senador José Maranhão, o parlamentar acentuou que a renovação do diretório – prevista para o final do ano – “é um processo orgânico” que será gradualmente construído.

Por tabela

Amaral tangenciou, em entrevista à ´Campina FM´, ao ser instado a falar sobre o apoio de parte do PMDB ao governador Ricardo Coutinho (PSB).

“O importante é lutar pela Paraíba”, derivou.

Esparadrapo

No tocante à proposta de reforma na Previdência Social, André Amaral comentou que “há muito que se emendar” no texto oriundo do Executivo.

Fala presidente!

“Eu compreendo o Renan (Calheiros, PMDB-AL), as dificuldades dele. De alguma maneira, ele sempre agiu dessa maneira; ela vai e volta.”

Michel Temer, ao comentar as farpas que o seu governo tem recebido do líder do PMDB no Senado.

 

Velinha

A Rádio Caturité de Campina Grande celebra hoje mais um aniversário, o que representa uma nova etapa no processo de identificação com os seus ouvintes e de compromisso com a cidade e o Estado.

Em breve, o som da ´emissora independente´ estará disponível em FM.

Inoportuna

É ilógica e até temerária a adoção de uma nova greve na UEPB.

Voltarei ao tema.

Resgate

Lembra do ´arremate´ de ontem: Sérgio Moro prepara novas sentenças…

´Xadrez´

Pois bem, o ex-deputado federal André Vargas (PT-PR) foi condenado ontem a quatro anos e meio de cadeia, em regime fechado, por lavagem de dinheiro, conforme sentença do juiz Sérgio Moro.

 Panos…

Em tom moderado, o deputado-presidente Gervásio Maia (PSB) respondeu ontem ao ´desabafo´ da véspera, verbalizado da tribuna da Assembleia Legislativa pelo deputado Adriano Galdino (PSB), seu antecessor no cargo.

… Quentes

“Nós vivemos num colegiado. Fazer política não é uma atividade fácil. Você enfrenta muitas dificuldades. Como parceiro de Adriano, como parceiro dos que estão no nosso projeto, consigo entender as dificuldades de cada um”, observou Maia.

Convergência

Continuando, o presidente da ALPB observou que “a política tem que ser feita na base da construção, e não na base da divisão ou discórdia. Disse a Adriano: vamos conversar, vamos construir”.

Ajustar a…

Gervásio Maia ponderou que “nós precisamos falar a mesma linguagem e ter sintonia para ajudar esse projeto (do PSB)”.

… Sintonia

“Tem muita coisa grande que precisa ser trabalhada. As pequenas a gente passa por cima (…) Encontros e desencontros existem em qualquer legenda. Não podemos alimentar coisas ruins, mas alimentar coisas boas”, finalizou.

Em cogitação

O governo federal avalia a possibilidade de decretar racionamento hídrico na bacia do rio São Francisco, informou esta semana o jornal Valor Econômico (SP).

Condições adversas

“O governo, capitaneado pela Casa Civil, já trabalha com a hipótese de edição de um decreto estabelecendo as condições para a decretação de um racionamento hídrico na bacia do rio São Francisco”, afirmou o diretor­-geral do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Luiz Eduardo Barata.

“As condições climáticas são bastante adversas na região há vários anos, tendo se agravado tanto no ano passado quanto neste ano”, acrescentou.

Adriano Galdino desistiu do desabafo?...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube