Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

sábado, 19/08/2017

Os tucanos vão às urnas

Resgate

O consagrado cronista, colunista e acadêmico Carlos Heitor Cony costuma repetir que o excesso de assuntos é um grande problema para quem tem a incumbência de relatar e comentar fatos.

Dessa maneira, só hoje compartilho com os leitores um resumo da recente participação do presidente do Tribunal de Justiça do Estado, desembargador Joás de Brito Pereira Filho, no programa ´Ideia Livre Política & Economia´, apresentado todas as terças-feiras na TV Itararé. É o que segue.

Desintegrada

“Desde quando eu tomei posse, em 1º de fevereiro deste ano, não houve nenhuma reunião da comissão interpoderes. Eu acho que já se esvaiu efetivamente essa comissão. Não há reunião, não se discute orçamento.

Desproporção

“Hoje nós temos uma média de 89% do acervo de processos na base, no 1º grau (com os juízes). E 11% no 2º grau (no TJ).

Meta

“Se nós conseguirmos a prestação jurisdicional do 1º grau, será um grande legado de nossa gestão.

Faltosos

“Eu desconheço essa ´semana TQQ´ (terça, quarta e quinta – juízes lotados no interior do Estado, que não dariam expediente na segunda e na sexta-feira). Mas é possível sim (apurar). Temos a corregedoria para fiscalizar isso.

Solar

“A transparência é plena, total, em minha gestão. Deve assim, nós somos servidores públicos.

Salários

“Nós temos uma folha pesada. Isso tem me preocupado. Aproximadamente 90% de meu duodécimo são consumidos pela folha de pessoal. E são gastos que não posso fugir deles, são permanentes.

Lacunas

“Estamos com 45 comarcas vagas na Paraíba.

Receptivo

“A critica é importantíssima, faz parte da democracia. É preciso que o gestor saiba ouvir as criticas e tirar proveito delas. Somos prestadores de serviços, e temos que cada vez mais implementar e melhorar os serviços.

Proximidade

“O Tribunal tem que estar próximo do povo. Antigamente, os desembargadores ficavam como se fosse num pedestal. O desembargador é um prestador de serviços. Temos que prestar um bom serviço. E para isso tem que haver uma aproximação da população com o Poder Judiciário.

Convivência interna

“Eu não tive transição (…) Eu procurei sempre ter uma boa convivência com os meus pares (…) A harmonia tem surgido naturalmente. Eu estou tentando me aproximar cada vez mais, e mostrando que foi uma discussão jurídica, e não contra A, B ou C” (o Supremo Tribunal Federal anulou a 1ª eleição do ano passado para a presidência do TJ-PB).

Da boca de…

“… Evidentemente que, em sendo candidato, nós teremos o apoio da grande liderança política de Ricardo Coutinho. Mas a gestão administrativa será exatamente de quem for eleito governador. Ninguém será marionete de ninguém…” (João Azevedo, pré-candidato a governador pelo PSB/PB).

 

Nas telas

Foi confirmado para o dia 28 próximo o lançamento, em Curitiba (PR), do filme ´Polícia Federal – A lei é para todos´. É o primeiro de uma trilogia sobre a Operação Lava Jato.

O lançamento nacional será no dia 7 de setembro.

De volta

O suplente de deputado Aníbal Marcolino (PSD) foi finalmente empossado ontem, na Assembleia Legislativa, substituindo ao deputado Jullys Roberto (PMDB), que se afastou por 121 dias para tratamento médico.

Silêncio reinará

Como o ´espírito corporativista´ predomina nas casas legislativas – e num primeiro momento a própria oposição articulou a vinda de Aníbal para o plenário -, nenhuma contestação interna deverá ser feita.

Tudo ficará por conta do grau de determinação do Conselho Regional de Medicina (CRM).

Chamamento

Conforme o site da revista Veja, a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) foi sondada pelos governadores Flávio Dino (PCdoB) e Wellington Dias (PT) para concorrer ao Senado pelos seus respectivos Estados, Maranhão e Piauí.

O detalhe

Por aqui, também chegou a ser especulado um convite para que Dilma tentasse chegar ao Senado escorada no eleitor paraibano.

Sábado é dia de poesia

“Minha boca saliva porque eu tenho fome…/ E essa fome é uma gula voraz que me traz cativa/ Atrás do genuíno grão da alegria/ Que destrói o tédio e restaura o sol”.

Maria Bethânia, que esta semana novamente encantou os paraibanos com o seu show em João Pessoa.

Pé na estrada

Na Paraíba, a grande maioria das crianças nasce nas maiores cidades, onde ainda existem maternidades.

Na prática, pequenas cidades têm uma subnotificação da população.

Remendo…

Ao invés de buscar dotar as cidades – ou consórcios de cidades vizinhas – do serviço de obstetrícia, vem aí mais um ´jeitinho brasileiro´, engendrado pelo governo federal.

… Na lei

Na próxima semana os senadores votarão um projeto, oriundo do Executivo, que altera a Lei de Registros Públicos para permitir que a certidão de nascimento indique como naturalidade da criança o município de residência da mãe, e não aquele em que houve o parto.

O detalhe

Conforme o texto do projeto, 41% dos municípios brasileiros não têm maternidade.

Convenções de cima a baixo

A direção do PSDB anunciou ontem as datas para a realização das convenções nacional, estaduais e municipais.

As estaduais serão feitas em 11 de novembro e as municipais, entre 1º e 15 de outubro.

A convenção nacional ocorrerá em 9 de dezembro.

O que a direção estadual do PSD achou da adesão de Aníbal Marcolino ao governo?...
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube