Jornalista há quase 30 anos, escreve a coluna Aparte desde 1991. Já trabalhou em TV, rádio e foi editor chefe do Jornal da Paraíba e colunista das TVs Cabo Branco e Paraíba. É comentarista político das rádios Campina FM, Caturité AM e editor do portal de notícias Paraibaonline.

terça-feira, 13/06/2017

Os tucanos encarnam o avestruz

Tudo outra vez

Poucos dias após a decisão do TSE de fechar os olhos ao mundo exterior e aos autos, o ministro Luiz Fux se pronunciou ontem sobre o julgamento.

“Eu não consegui me curvar à ideia de que se estava discutindo uma questão de fundo seríssima, e se estava utilizando um artifício dizendo ‘não, não, isso não estava na ação´,” lamentou Fux.

O ministro reiterou que “estou convencido de que votei da melhor forma. Se hoje o Supremo me submetesse à mesma questão, julgaria da mesma maneira”.

Fila

Em nível de 1º grau (Justiça federal, em Curitiba/PR) existem em andamento 15 negociações de delação premiada, conduzidas pelo Ministério Público Federal.

Como assim?

Nelson Júnior, presidente da Associação dos Docentes da UEPB, em entrevista dias atrás, declarou que “o governador tem razão em algumas cobranças que faz (…) E o que tiver de irregularidade ele (Ricardo Coutinho) pode contar com a Aduepb”.

 Pagando pra ver

A empresa Google fixou um prêmio de até 200 mil dólares para as pessoas que atuam na tecnologia de informação e que venham a detectar falhas no sistema operacional Android.

Banho de povo

O juiz Bartolomeu Correia Lima participou ontem, como noivo (sua companheira é Daniela Marques), do casamento coletivo realizado no Parque do Povo.

Calhamaço 

A AIJE (Ação de Investigação Judicial Eleitoral) que foi apreciada pelo TSE na semana passada (pedido de cassação da chapa Dilma/Temer) possui mais de 8.500 páginas, e tem mais 390 documentos juntados ao processo.

 Fênice

A histórica UDN (União Democrática Nacional), partido criado na década de 40 do século passado, está sendo reestruturada em nível de Brasil – e de Paraíba.

Da boca de…

“… Eu não faço nada, eu só tráfico drogas…” (senador Zezé Perella, PMDB-MG, em conversa telefônica com o senador Aécio Neves, PSDB-MG, grampeada pela Polícia Federal. Ele disse depois que estava sendo irônico).

 Endereço

O Orçamento Participativo de Campina Grande e a Coordenação de Comunicação (Codecom) passarão a funcionar, em breve, num imóvel localizado na rua Nossa Senhora de Lourdes, bairro Alto Branco.

Produtividade

Há no meio empresarial o temor de que o ´bônus de eficiência´, aprovado para os auditores da Receita Federal, seja na prática um estímulo indireto ao aumento da arrecadação.

Gostou e…

A empresa Aliança (que gerencia o Maior São João do Mundo) parece empolgada com a ´porção festiva´ de Campina Grande.

… Quer bis

Já começa a falar num evento para o segundo semestre do ano, cognominado de ´festival de bonecos´ (teatral).

Resgate 

Ministro Herman Benjamin (TSE): “A ditadura cassava e caça quem defendia a democracia. Hoje, o TSE cassa quem ataca a democracia”.

Gilmar: “Temos que ser moderados”.

Garimpo 

“Somos um país rico, mas sem pessoas honestas para administrá-lo”.

Protesto de um eleitor nas redes sociais.

Modernização

A AESA (Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba) vai lançar, em breve, novos serviços relacionados ao monitoramento dos recursos hídricos e ao volume de chuvas no Estado, entre outros serviços.

´Dia do fico´

O PSDB decidiu, através de sua cúpula, na noite de ontem, expurgar o rosário de denúncias e de evidências e redobrar a aposta do governo ´zumbi´ de Michel Temer (PMDB).

Coquetel…

Ao pensar pouco no País e muito no seu ´umbigo´, o partido embarcou em três frentes que poderão dizimá-lo eleitoralmente.

… Mortal

Proximidade de um presidente da República que caminha para zerar a popularidade; um presidente licenciado do partido que responde a processos em ´quilo´; e a iminência de votar uma reforma previdenciária não assimilada pela maioria da população.

´Dotes´

O noticiário político de ontem informava que Temer sinalizou ao PSDB que a manutenção da legenda na base propiciaria o não lançamento de candidato a presidente em 2018 pelo PMDB, bem como um olhar mais ´misericordioso´ para com o senador (licenciado) Aécio Neves (MG) no Conselho de Ética no Senado.

Cartas lançadas

Em resumo, os ´tucanos´ verbalizarão inúmeros argumentos para camuflar o essencial, que é a disposição de não perder de vista a máquina governamental operando nas eleições de 2018, agora com a certeza de que o TSE não cassa nem afasta presidente da República, mesmo que as provas sejam tão caudalosas quanto o Rio Amazonas.

Mas tudo isso corre o risco de se converter num ´abraço de afogados´. E penas molhadas não decolam.

Ao contrário do ministro Herman, o PSDB decidiu pegar no caixão de Temer...
Simple Share Buttons