Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

sexta-feira, 05/08/2016

O vice que ainda falta

O ´dote´ do DEM

O deputado Efraim Filho, presidente do Democratas na Paraíba, aproveitou a convenção do partido em João Pessoa – confirmação da coligação com o PSB –, nesta quinta-feira, para anunciar que o seu partido se coligaria com o PMDB em Campina Grande, e que o candidato a vice do deputado Veneziano seria o jovem Felipe Gaudêncio.

Efraim esclareceu que sequer foi necessária – para a concretização da aliança – uma intervenção na direção municipal, uma vez que o vereador Vaninho Aragão, presidente da comissão municipal provisória, “assimilou inteiramente” a opção feita, mesmo estando na base do governo Romero Rodrigues (PSDB) desde o começo da atual gestão.

Consenso

“Tudo foi construído na base do diálogo”, enfatizou o deputado em entrevista a este colunista na Rádio Campina FM.

Vinculadas

Efraim informou que a coligação a ser liderada por Veneziano seria a mesma para as disputas majoritária e proporcional: PMDB, DEM, Pros e PTN.

Negativa

Poucos instantes após a declaração do demista, o vereador ´Galego do Leite´, presidente do PTN na cidade, desmentiu esse ´chapão´ proporcional e reafirmou que o partido não fará coligação na disputa por vagas no Legislativo.

Pendência

Felipe Gaudêncio tem tramitando na 16ª Zona Eleitoral um processo que visa reparar o que ele está alegando ser “um erro do sistema de informática” da Justiça Eleitoral quanto a data de sua filiação ao DEM.

Nada consta

No site do Tribunal Superior Eleitoral não consta o nome de Felipe como filiado ao DEM.

Sem ponto final

Até a noite de ontem não estava resolvido o impasse quanto à coligação que será integrada pelo PT, PDT e PCdoB na disputa por vagas na Câmara campinense.

´Agregados´

Até o PHS do vereador Alexandre do Sindicato abriu entendimentos para integrar o ´pacote´ acima referido, como também o Solidariedade do vereador Saulo Noronha.

O detalhe

Em tese, PHS e SD são legendas da base do prefeito Romero Rodrigues.

De peso

A convenção do PSB e aliados superlotou, na noite desta quinta-feira, o ginásio do Esporte Clube Cabo Branco, em João Pessoa.

Foi como se os socialistas desejassem demonstrar que a campanha na Capital não será ´um passeio´, como apregoam alguns aliados do prefeito Luciano Cartaxo (PSD).

De fachada

Atual vice-prefeito de JP, Nonato Bandeira (presidente do PPS/PB) disse que a cidade “precisa parar” com a “enganação” da atual administração, que se limita “a fazer obras de maquiagem”.

Mentiroso

O desistente prefeitável Wilson Santiago Filho (PTB), agora candidato a vice-prefeito de Cida Ramos (PSB), afirmou que Cartaxo verbaliza discursos que são, objetivamente, “pura balela e mentiras”, pensando que o povo de João Pessoa “é burro”.

Forasteiros

Ainda conforme o petebista, a aliança organizada pelo prefeito pessoense (PMDB, PSDB, PSC, PSD e outros partidos) é composta “por gente que não tem nada a ver com João Pessoa”.

Mutação

Em seu pronunciamento, a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT) exaltou a possibilidade de JP vir a eleger a sua 1ª prefeita, como também salientou que o Governo Ricardo Coutinho “está mudando a mentalidade política do povo paraibano”.

Ofensiva

Coube a Ricardo Coutinho fazer – como era de se esperar – o mais inflamado discurso da noite, com a observação inicial de que a convenção, em função do público presente, deveria ter sido feita no estádio ´O Almeidão´.

Paralelo

“Aqui não tem ninguém debaixo de chicote, como tem na outra convenção”, instigou inicialmente RC, para assinalar que “nós exercemos a política da diferença”.

Adjetivo

O governador rotulou como “um acordão desgraçado” a aliança construída por Cartaxo para respaldar a sua campanha à reeleição.

 

Oculto

“Cássio (Cunha Lima) não tem coragem de subir no palanque de Cartaxo”, bradou.

Em seguida, RC disse que o prefeito de JP busca esconder o seu candidato a vice-prefeito (deputado Manoel Júnior, do PMDB), “o homem da mala de Eduardo Cunha (PMDB-RJ, ex-presidente da Câmara Federal)”.

Reencontro

Última oradora da noite, a candidata Cida Ramos (que puxa uma coligação com 17 partidos) disse que a convenção deflagrava “o reencontro da cidade consigo mesma”, e a “construção de um porto seguro para futuros sonhos”.

Superação

Após uma série de críticas à gestão atual, Cida prometeu “a melhor gestão que esta cidade já teve”.

 Multidão

Também muito prestigiada foi a convenção do PSD e aliados, no Clube Astreia, na Capital.

Doze partidos estão entrelaçados nessa coligação:

PMDB, PSDB, PHS, PSC, PTN, PMN, PCdoB, PP, PRB, PSDC, SD e PSD.

Comparativo

No discurso na convenção, o ex-deputado Ruy Carneiro, presidente do PSDB/PB, qualificou Cartaxo como um homem “simples, humilde, qualidades que nosso adversário (o governador) não tem, porque ele é arrogante, prepotente, e faz a politica do passado. Aqui temos o futuro, com sensibilidade e respeito”.

Aprovação

Presidente do PMDB na Paraíba, o senador José Maranhão disse em sua fala que “o povo já aprovou a administração de Cartaxo”.

Crivo

“Se ele (prefeito) não tivesse trabalhando bem, evidentemente que o povo não estaria aqui. E se o povo não estivesse aqui, o meu partido também não estaria”, acrescentou Zé.

“Puxadinho”

Ao discursar, Manoel Júnior (candidato a vice) lembrou que “ninguém faz política sozinho. Aquele que acha que é dono de todas as coisas, e por ser o governante do Estado acha que vai fazer da prefeitura um puxadinho do Palácio da Redenção, está enganado”.

Não será ´no grito´

No seu pronunciamento, Cartaxo disse que “a nossa convenção significa muito para todos nós. É a demonstração de que ninguém vai ganhar essa eleição no grito, ou baixando o nível da campanha. Vamos trabalhar de braços dados com a população”.

Fruto

“Campanha não é guerra. Campanha é democracia e na democracia ganha quem tem voto. E eu tenho certeza que essa aliança, essa força que nós estamos demonstrando neste momento, é resultado de uma história de luta e de muito trabalho dentro da cidade de João Pessoa”, discorreu Luciano.

Avançar

Noutro trecho de seu discurso, Cartaxo ponderou que “uma cidade só avança quando entende que aquilo que nos une será sempre maior do que aquilo que nos separa”.

“Não é hora de dividir nem de perder tempo com intrigas e brigas que não levam a nada”, emendou.

Da boca de…

“… Essa chapa é independente. Nós vamos trabalhar para a cidade. Campina precisa de pessoas que a conheçam como nós a conhecemos; que conheçam os campinenses. Será uma caminhada incansável, mas sou uma pessoa que gosta de trabalhar muito. Eu nasci e fui feito para o trabalho. Quem me conhece sabe que não existe hora nem momento para que eu possa trabalhar…” (médico Jairo Sales, ao ser anunciado ontem como o candidato a vice-prefeito na chapa do prefeitável campinense Artur Bolinha – PPS).

Em aberto

Até ontem ainda se tentava uma surpresa para a vaga de vice do prefeitável Adriano Galdino (PSB-CG).

Caso essa solução não avance, o leque conta com o ex-deputado Álvaro Gaudêncio Neto (PSL), deputado Inácio Falcão (PTdoB) e o empresário Renato Cunha Lima, entre outros nomes.

Parabéns João Pessoa, o “sublime torrão” paraibano!...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube