Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

sábado, 03/02/2018

O veto à vice

Pressa justificada

Presidente estadual do PSD, o deputado Rômulo Gouveia disse ontem na Rádio Caturité que o prefeito Luciano Cartaxo (PSD-JP) “tem razão quando busca” uma definição acerca da chapa majoritária das oposições para o pleito deste ano.

– O candidato do governo (secretário João Azevedo, da Infraestrutura) já faz campanha nos quatro cantos do Estado – enfatizou.

Adesões

Rômulo disse que a candidatura do prefeito pessoense está consolidada e que logo após o carnaval “alguns partidos anunciaram apoio a Cartaxo”.

Interlocutores

Gouveia comentou que “tenho conversado bastante” com o senador Cássio e o prefeito Romero Rodrigues acerca do processo eleitoral deste ano.

Apoio

O deputado do PSD manifestou na entrevista “o meu desejo e apreço pela candidatura à reeleição do senador Raimundo Lira (MDB), pelo trabalho que ele tem feito em prol dos municípios paraibanos”.

Gratidão &…

Aproveito o espaço da coluna APARTE deste sábado para – penhoradamente – agradecer pelo incessantemente crescente número de internautas do PARAIBAONLINE, que proporcionaram em janeiro um novo recorde de páginas acessadas num único mês, superando o patamar de 6 MILHÕES.

… Compromisso

Apesar do amplo leque de localidades que têm visitado o portal, ocorre justamente em Campina Grande e João Pessoa a grande concentração de pessoas que se identificam com esse veículo de comunicação, que busca exercitar a pluralidade de opiniões e de assuntos abordados.

Pontos…

Não custa repisar que o leque de colunistas do PARAIBAONLINE igualmente reflete essa diversidade de opinião e de temas.

… de Vista

Além de expressões destacadas de nossa cultura, igualmente transitam pelas páginas do portal personalidades que marcam a história do País, a exemplo do ex-presidente do Supremo Tribunal Federal, Carlos Ayres de Britto; o ex-ministro da Fazenda, Maílson da Nóbrega, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso; o senador e ex-ministro da Educação, Cristovam Buarque, entre tantos outros.

Turma

Esse número fantástico de acessos – com certificação do Google, o que evita qualquer tipo de questionamento quantitativo – é uma conquista de toda uma equipe que diuturnamente se dedica ao desafio de bem informar.

É com esse grupo que compartilhamos a imensa e justificável alegria.

No particular

Pessoalmente, rendo renovado agradecimento aos leitores de APARTE, cuja leitura diária tem um peso ponderável para a alavancagem da visitação ao PARAIBAONLINE.

“A gratidão é a memória do coração”, ensinou-me o filósofo grego Antístenes.

Em (pré) campanha

O prefeito Romero Rodrigues (PSDB-CG) gastou ´sola de sapato´ na noite de quinta-feira, participando da tradicional ´Festa da Luz´ na cidade de Guarabira.

Até ele

De acordo com o jornal Folha de São Paulo, o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela Operação Lava Jato em Curitiba (PR), recebe auxílio-moradia de R$ 4.378 mensais desde 2014, mesmo sendo dono de um apartamento de 256 metros quadrados na capital paranaense.

Embasamento

O benefício – legal, mas questionável eticamente – foi garantido por liminar do ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, a juízes de todo o País.

Folia

Um bloco de rua que desfila neste sábado, no Rio de Janeiro, formado por profissionais de imprensa, decidiu ´tirar uma casquinha´ no ministro Gilmar Mendes (Supremo) na letra da marchinha para 2018: “Coleguinha, deixa a redação pra lá/Quando a gente se encontrar/Nem Gilmar vai nos soltar”.

Atrás de votos

O vereador Saulo Noronha, presidente do Solidariedade em Campina, disse ontem que os quatro parlamentares locais que estão em vias de filiação ao SD vão tentar mandatos nas eleições deste ano – três para a ALPB e um para a Câmara Federal.

Fortalecimento

“Faremos uma grande bancada na Câmara, talvez a maior delas”, adiantou Noronha, sem declinar nomes.

´Operacional´

A equação é o que Saulo chamou de “nivelamento (potencial) de votos, possibilitando que todos concorram de maneira igualitária”.

O detalhe

O SD/CG será ´encorpado´ principalmente por vereadores oriundos do PSDC.

A história…

O deputado Veneziano se mostrou cético quanto a uma eventual campanha ´solo´ do MDB nas eleições deste ano, ou seja, sem costurar uma robusta coligação.

… Não se repetirá

“Não imagino que o MDB possa sair isoladamente, como assim o fez em 2014. Eu não imagino que os companheiros que integram o MDB, entre os quais eu próprio, tenham a mesma disposição de ir para uma luta sem parceiros para que composições sejam feitas. O que ocorreu em 2014 quando o PMDB sozinho elegeu o senador Maranhão, três federais e elegeu quatro estaduais não se repete”, discorreu o ´V´.

Cartas na mesa

Veneziano ressaltou que “o grande desafio de Zé Maranhão é até o dia 20 de março apresentar aos integrantes partidários uma composição que pode ser celebrada”.

Sábado é dia de poesia

“Eu não vou perder você/ Faz parte dessa história/ Revelo o segredo/ Existente na memória/ Vou aqui andando/ Caminhando pela vida/ Quero te encontrar, sonhando/ Sempre em cada esquina…” (Elba Ramalho, ontem, na abertura da programação de 2018 do Folia de Rua, em João Pessoa, cantando um antigo sucesso da banda baiana Eva).

Assertivo

Ricardo Coutinho, ao que parece, ´esquentou a língua´ na sua visita esta semana pelo causticante Sertão paraibano.

Até o fim

Ontem, ele falou à ´Arapuan FM´, por telefone, e novamente tratou de seu futuro político: “Eu estou muito bem onde estou. Estou fazendo o que eu gosto (…) Eu vou produzir mais em nove meses do que determinados senadores que passam oito anos e não fazem nada (…) O meu compromisso é garantir que este governo vá até dezembro”.

Besteirol

RC rechaçou veementemente uma eventual mudança de prioridades governamentais ao longo deste ano: “Não há nenhuma possibilidade, absolutamente nenhuma possibilidade de ninguém achar que vai mudar esse governo. Alguém pegar uma entrevista e dizer que a partir de abril vai promover mudanças. Coisa nenhuma! Quem disse isso está dizendo besteira e falando pro vento”.

Vice descartada

Se nas declarações da véspera ficou alguma dúvida que o governador se referia à sua vice Lígia Feliciano (PDT), o destino de suas palavras, ontem, ficou ainda mais evidente, apesar da não explicitação do nome: “Eu só sairia se no governo não mudasse absolutamente nada. No risco de mudar, eu não saio (…) Eu não vejo condições realmente. Se dizem (em promover mudanças) é porque pensam. Se pensam, é porque desejam. Então isso está descartado. Não haverá passagem de governo nessa situação”.

E se Cássio for o candidato a governador pelas oposições?...
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube