Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 20/08/2018

O TSE e a ´ficha limpa´

Pente fino

O TSE registrou 8.067 candidaturas para a Câmara dos Deputados. Desse total, apenas 31,6% são mulheres e 41% se declaram como pretos ou pardos.

Além disso, o TSE registra 38 indígenas candidatos a deputado federal.

No total, 27.249 candidatos vão disputar as vagas para oito cargos eletivos em 2018.

Mais um

Os candidatos ao governo da Paraíba voltam a se encontrar num debate na noite de hoje.

Será na TV Master de João Pessoa.

Coletiva

Durante a instalação do comitê eleitoral central de sua campanha, no final de semana, em João Pessoa, o candidato a governador João Azevedo (PSB) afirmou que “nossa vitória não será exclusivamente de pessoas. Será a vitória de um projeto, o reconhecimento de uma forma diferente de fazer política”.

Candidatura

Ao falar na ocasião, o governador Ricardo Coutinho se reportou ao ex-presidente Lula (PT): “É preciso que a gente perceba que essa é uma reivindicação do estado democrático de direito. É preciso dar ao povo o direito de eleger quem o povo queira”.

“Tragédia”

Acerca da eleição estadual, Ricardo disse que “ou a gente avança com João Azevêdo ou o caos e a tragédia se estabelecem. Os outros candidatos dialogam com uma Paraíba que não existe mais. É aquela Paraíba dirigida por algumas famílias influentes. Não é isso que o povo quer mais”.

Da boca de…

“… Os ministros Dias Toffoli, Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski (da 2ª Turma do Supremo Tribunal Federal) formam uma panelinha e mandam uma mensagem muito forte de leniência a favor da corrupção…” (Deltan Dallagnol, procurador federal que coordena a Operação Lava Jato).

Patrimônio

Reportagem publicada no jornal Valor Econômico (SP) mostra que os ativos das igrejas Católica e protestantes na Alemanha somam 345 bilhões de euros – maia de R$ 1,2 trilhão.

2ª feira filosófica

“A palavra que vai aparecendo com cada vez mais frequência, com mais intensidade e provocando preocupação, é a palavra dor. Na juventude é uma coisa esporádica. Na velhice, a dor vai se tornando mais insinuante…” (cantor e compositor Gilberto Gil).

Ruído à vista

Chegando às bancas o novo livro do escritor e jornalista Guilherme Fiuza, intitulado “Manual do Covarde – Do Palácio à cadeia sem tirar a máscara”.

A obra trata do que considera o ocaso de Lula e de seus aliados.

Palanque

“Fazemos política com união e diálogo, porque sozinho não se transforma a vida de quem mais precisa”.

Lucélio Cartaxo (PV), candidato a governador, em caminhada realizada ontem em Campina Grande.

Em bloco

De acordo com o ´Estadão´, a chamada bancada evangélica é a que proporcionalmente mais tenta a reeleição à Câmara dos Deputados neste ano.

84% dos 82 parlamentares que compõe esse grupo estão concorrendo para tentar retornar ao cargo em 2019.

Garimpo

O jornal Folha de São Paulo divulgou um levantamento mostrando os posicionamentos recentes dos ministros do TSE acerca da famosa Lei da Ficha Limpa, que voltou à tona diante do iminente julgamento do pedido de registro de candidatura do ex-presidente Lula (PT).

A seguir, um resumo dessas convicções dos membros do TSE.

Presidente

Rosa Weber: “A Lei da Ficha Limpa foi gestada no ventre moralizante da sociedade brasileira, que está a exigir dos poderes instituídos um ‘basta’.”

Ministro do STF

Luís Roberto Barroso: “Eu, diversamente, acho que a lei é boa, acho que a lei é importante e acho que a lei é sóbria. Acho que é uma lei que atende algumas demandas importantes da sociedade brasileira por valores como decência política e moralidade administrativa”.

Integralidade

Edson Fachin (ministro também do STF): “Em boa hora, a maioria do Supremo Tribunal Federal a manteve íntegra [a Lei da Ficha Limpa] em toda a dimensão”

Aplicação

Jorge Mussi (ministro oriundo do Superior Tribunal de Justiça – STJ): “A Lei da Ficha Limpa, de iniciativa popular, aprovada pelo Congresso Nacional e referendada pelo Supremo Tribunal Federal, será aplicada”.

Sem volta

Napoleão Maia Filho (ministro do STJ): “A Lei da Ficha Limpa é irreversível. É preciso expurgar as pessoas que não têm condição de desempenhar funções eletivas. Por isso, acho que é irreversível, é uma necessidade. Uma imposição do próprio dinamismo democrático”.

Obedecer a lei

Og Fernandes (que substituirá Napoleão em 30 de agosto, oriundo do STJ): “O poder Judiciário é apolítico e agimos a reboque do que o Legislativo e o Executivo determinam. Vamos cumprir o que a legislação brasileira determina”.

“De ofício”

Admar Gonzaga (da cota da OAB): “No momento em que o candidato traz para o TSE uma certidão criminal positivada, ou seja, uma prova da sua inelegibilidade, isso já tem jurisprudência de 50 anos, eu posso indeferir o registro de candidatura de ofício”.

Simbologia

Tarcísio Vieira (também da cota da OAB): “A Lei da Ficha Limpa é uma conquista inexorável da democracia. É uma lei de iniciativa popular e é importante o simbolismo de leis de iniciativa popular em matéria eleitoral, porque isso significa o despertar de um sono profundo da cidadania em torno da formação do seu futuro e dos desígnios das futuras gerações”.

 

Se tirar ´um dedo´ de Guilherme Boulos, ele vira Lula de vez...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube