Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 18/12/2017

O teto quedou-se à ´toga´

Fim do silêncio

Após vários meses de vergonhosa ´quarentena´, o ´poliprocessado´ senador Aécio Neves (PSDB-MG) concedeu uma entrevista, que foi publicada na edição deste domingo do jornal O Estado de São Paulo.

A sensação, ao ler o conteúdo, é de que Aécio ainda não dimensionou o grau de seu desgaste perante a população brasileira, ou apenas finge não aquilatar essa repulsa popular.

De todo modo, leia algumas de suas declarações a seguir.

Nada a revisar

“Não tenho do que me arrepender da minha trajetória pessoal.

Gravações

“Reconheço que errei nesse episódio (sobre a conversa gravada pelo empresário Joesley Batista, do Grupo JBS), principalmente na forma de me comunicar. Ainda que em uma conversa privada, com um linguajar pelo qual me penitencio pessoalmente. Mas os fatos vão demonstrando de forma clara que eu fui vítima de uma grande armadilha.

“Vítima”

“Fui vítima de ação controlada sem autorização do Supremo. Uma armação de alguém que estava vendendo a sua alma para ter benefício da delação. Acharam que eu poderia ser uma cereja desse bolo.

Divisor

“É preciso separar o joio do trigo. Quem lesou os cofres públicos precisa ser punido, quem é vítima das consequências políticas das suas atuações – e me vejo nesse caso – tem de dar suas explicações, mas serão absolvidos.

Reforma

“Foi muito positivo que o PSDB fechasse questão (obrigar a votar em bloco) em relação à votação da reforma da Previdência. Mas é óbvio que esse fechamento de questão precisa de alguma consequência. Alguma sanção tem de haver, senão fica parecendo jogo de cena.

Sem arrependimento

“Nós não temos de nos envergonhar, em momento algum, do apoio que demos à agenda do governo Temer. Essa foi uma decisão coletiva, não individual do presidente do partido. Muitos que hoje bradam pelo ´fora, Temer´, foram lá entregar a ele um conjunto de propostas. O item 6 era exatamente a reforma da Previdência.

Eleições 2018

“O PSDB precisa estar preparado para disputar com qualquer um, até mesmo com o Lula”.

Subida

Diante da falta de espaço físico no campus I (Bodocongó) e da necessidade de expansão de algumas atividades, a Reitoria da UFCG irá demolir gradualmente o bloco ´B´ com a finalidade de verticalizá-lo mediante novas edificações.

Vai tocar

Foram removidos os últimos entraves de natureza burocrática relacionados à antiga Rádio Borborema de Campina Grande, que passará a funcionar em FM, dentro de alguns dias, transmitindo a programação da Rede CBN de Rádio (Sistema Globo).

O detalhe

A referida emissora ficará sob o controle do Grupo São Braz e funcionará nas dependências da TV Paraíba.

MAAC

Será às 10h de hoje a sessão especial do Poder Legislativo de Campina Grande em homenagem ao transcurso dos 50 anos de existência do Museu de Arte Assis Chateaubriand, que é administrado pela Furne.

 

Afastamento

O ex-deputado federal Leonardo Gadelha (PSC) formalizou, dias atrás, o seu desligamento da presidência do INSS, devido ao fato de ter decidido concorrer a uma vaga na Câmara Federal no ano que vem.

Incompatibilidade

Ele disse ao colunista, no final de semana, que uma estrutura do tamanho do INSS – que paga anualmente algo equivalente a meio trilhão de reais em benefícios e tem cerca de 35 mil servidores – “requer dedicação exclusiva”, sendo “impossível compatibilizar as duas coisas”.

Sucessor

Para a presidência do INSS foi indicado um analista judicial do Superior Tribunal de Justiça, especializado em tecnologia da informação.

Chama-se Francisco Lopes e é lotado em Brasília.

Origem

A direção do Sitrans observou à Coluna que a decisão de limitar o acesso aos ônibus urbanos, a partir das 20 horas, exclusivamente através de cartão, não é da entidade, mas do Conselho Municipal de Transporte Público de Campina Grande.

Da boca de…

“… Acredito que essa gente (PSDB) vai perder a eleição. Até o setor financeiro está vendo que tem alguma coisa errada. A resposta para o Brasil é um projeto nacional de desenvolvimento encantador…” (presidenciável Ciro Gomes, PDT, que hoje faz palestra em Campina, à tarde, no ´Quinta da Colina´, Catolé, e à noite em João Pessoa, no Hotel Tambaú).

Teto ´furado´

Em reportagem na sua edição dominical, o jornal O Globo noticia que 71,4% dos magistrados dos Tribunais de Justiça (TJs) dos 26 estados e do Distrito Federal somaram rendimentos superiores aos R$ 33.763 pagos aos ministros do Supremo Tribunal Federal  – valor estabelecido como máximo pela Constituição Federal.

O detalhe

No caso da Paraíba, esse percentual sobe para 82%.

Milhares

A matéria, baseada em informações disponibilizadas pelo Conselho Nacional de Justiça, informa que dos mais de 16 mil juízes e desembargadores dos TJs, 11,6 mil ultrapassaram o teto.

A remuneração média desse grupo de magistrados foi de R$ 42,5 mil.

Expurgos

O levantamento não computa os benefícios a que todos os servidores dos três poderes têm direito: férias, abono permanência e 13º salário.

Uma ´andorinha´

Os dados mostram que no Amapá apenas um dos 97 magistrados não ultrapassou o limite fixado pela Constituição.

Quase todos

Em Minas Gerais, Piauí, Amazonas e Maranhão, 90% dos juízes e desembargadores também tiveram rendimentos superiores ao teto.

Nas nuvens

Outro seleto grupo de magistrados chama atenção, destaca o jornal. São 52 juízes e desembargadores que somaram remunerações que ultrapassaram R$ 100 mil em um único mês.

Uma juíza do Paraná, por exemplo, teve rendimento de R$ 235 mil em novembro.

Ricardo Coutinho já pensa sobre o candidato a vice-governador em sua chapa...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube