Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

sexta-feira, 21/06/2019

“O show de besteiras”

A voz da experiência

O Plano Real completa no próximo mês 25 aos de existência. Um de seus ´pais´, o ex-ministro da Fazenda Pedro Malan (Governo FHC), concedeu dias atrás uma longa entrevista ao jornal O Globo tratando da conjuntura econômica atual.

Vale a pena reproduzir alguns trechos. É o que segue.

Vai demorar

“Estamos numa crise que estará conosco durante muito tempo. Crescemos, na média, 0,6% ao ano nos últimos oito anos. O resto do mundo em desenvolvimento nesses mesmos oito anos cresceu 4,8%, 4,9%, pelo menos. Essa situação agora é a mais séria da nossa história recente.

Conta que…

“Nenhum cálculo atuarial resiste a uma conta como essa: 11% de contribuição e se aposentar com 49, 50 anos. A média é 55. Quem chega aos 55 hoje vai viver até os 80, ganhando um salário que é um múltiplo de sua contribuição.

… Não fecha

“As pessoas não se dão conta de que nosso sistema é de repartição. Quem está pagando os aposentados de hoje é quem está na força de trabalho. A população cresce a 0,7% ao ano e a de aposentados, a 3,5%.

Prognóstico

“No fim dos anos 2040, só a faixa etária com mais de 60 anos vai crescer. Essa aposentadoria terá de ser paga por essa população que está trabalhando e que está diminuindo. É uma bomba de efeito retardado.

Velozmente

“Em 2018, o rombo da Previdência (INSS) foi de R$ 194 bilhões. O país está envelhecendo rapidamente e é um dos poucos do mundo a não exigir idade mínima.

Exceções

“Na América Latina, somente o Brasil e o Equador não exigem idade mínima para a aposentadoria. Na Europa, só a Hungria. A maioria dos países adotou pisos de 60 anos para cima. Na União Europeia, até o ano que vem, apenas sete países terão idade mínima inferior a 65 anos.

“Pedreira”

“O fato é que, de vez em quando, o governo dá sinais de um comprometimento que deixa um pouco a desejar para a gravidade do momento. O problema fiscal é de curto, médio e longo prazos. É uma enorme pedreira pela frente, não é só uma pedra no meio do caminho.

Apenas…

“A reforma (da Previdência), por si só, não é uma panaceia, não vai mudar todos os cenários de formação de expectativas sobre os investimentos. Mas, sem ela, as expectativas serão revistas para baixo.

… Um item

“A reforma é imprescindível, assim como era o Real, mas ele não era um fim em si mesmo. A agenda do Brasil é muito mais ampla.

Vulnerabilidade

“Nosso problema fundamental chama-se educação, formação de gente, nos vários níveis. Felizmente, a consciência disso tem aumentado. No ensino médio, que é uma carnificina no Brasil, quase 40% dos alunos entre 15 e 17 anos que deveriam estar no ensino médio não estão. Estamos falando de alguns milhões de pessoas. É um desperdício monumental”.

Subscrições

Em correspondência enviada à Coluna, o vereador campinense Márcio Melo disse que a emenda – que trata sobre a fixação de uma tarifa mínima para o serviço de transporte particular por aplicativo na cidade – foi endossada pela bancada governista, “e não pode ser atribuída apenas a um vereador”.

“Inclusive com a chancela da presidente da Casa (Ivonete Ludgério, PSD)”.

O detalhe

Márcio Melo enviou a cópia da emenda com os nomes dos vereadores da base governista que a subscreveram.

Veto

O prefeito Romero Rodrigues antecipou-se à sua deliberação formal e anunciou que vetará essa emenda.

Fala ´Capitão´

“Eu também não tenho apego ao meu cargo. O ministro é livre para tomar as decisões que bem entender. O Sérgio Moro é patrimônio nacional e, se depender de mim, não sai (…) O Sergio Moro é patrimônio, podem procurar outro alvo porque esse já era. Ele fica.”

Presidente Jair Bolsonaro, sobre a frase de Moro no Senado, anteontem, de quem não tem apego ao cargo.

Da boca de…

“… Não adianta fazer uma defesa da UFPB quando temos uma em nosso Estado que agoniza (UEPB)…” (deputado Raniery Paulino, MDB, sobre o fato de a bancada governista na ALPB criticar o corte de verbas federais na educação, mas não se sensibilizar com a falta de verbas na UEPB).

Tem tempo

De acordo com a prefeitável Ana Cláudia Vital do Rêgo (Podemos), as oposições dificilmente tomarão decisões sobre a sucessão campinense ainda este ano.

Como é?

Conforme o jornal Correio Braziliense, o presidente de um banco público foi pego “aos amassos” com uma funcionária dentro do carro no estacionamento da sede da instituição em Brasília.

´Estorno´

Ainda de acordo com o jornal, o motorista que flagrou o “rala e rola” foi demitido.

Mas um vídeo com cenas picantes está rolando entre os funcionários da instituição.

Batendo…

Poucos dias após ser defenestrado do governo, o general Santos Cruz (ex-ministro da Secretaria de Governo) concedeu uma entrevista à nova edição da revista Época.

Dois trechos já foram publicizados. Confira.

… Cabeça

“Tem de aproveitar essa oportunidade para tirar a fumaça da frente para o público enxergar as coisas boas, e não uma fofocagem desgraçada. Se você fizer uma análise das bobagens que se têm vivido, é um negócio impressionante. É um show de besteiras. Isso tira o foco daquilo que é importante. Tem muita besteira”.

Dar um basta

Ainda o general: “Tem muita coisa importante que acaba não aparecendo porque todo dia tem uma bobagem ou outra para distrair a população, tirando a atenção das coisas importantes. Tem de parar de criar coisas artificiais que tiram o foco. Todo mundo tem de tomar consciência de que é preciso parar com bobagem”.

Bancada ´indócil´ na Câmara campinense...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube