Fechar

logo
logo

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 15/02/2021

O Senado e a reforma

Credenciais

Ao detalhar a nova correlação de forças no Senado Federal, o jornal Valor Econômico apresenta o senador Veneziano Vital (MDB-PB) como “representante do grupo autêntico” do partido, puxado pelo ex-senador José Sarney e o senador Renan Calheiros (AL).

´Raiz´

“Apesar da passagem pelo PSB, Veneziano é um emedebista-raiz, irmão do ex-senador Vital do Rêgo, hoje ministro do Tribunal de Contas das União, e aliado de berço de Renan”, enfatiza o jornal.

Dobradinha

No final de semana, os grandes jornais do país fizeram conjecturas sobre uma ´dobradinha´ para a sucessão presidencial do ano que vem: Fernando Haddad (ou Lula) e a empresária Luíza Trajano (Magazine Luíza).

Força oculta

Os jornais também apontaram que o presidente Bolsonaro tem se esforçado nos bastidores, no sentido de que o ex-presidente Lula reconquiste os seus direitos políticos e possa disputar a sucessão presidencial no ano que vem.

O detalhe

Para o ´capitão´, Lula é o adversário preferido, porque provocaria uma polarização da disputa.

Da boca de…

“… Gesto se paga com gesto (…) Gosto de distensionar. Temos que construir uma história a partir de agora…” (deputado Raniery Paulino, MDB, sobre a aceitação em ser o vice-líder do governo na Assembleia Legislativa).

Trinômio

Na sua oração dominical de ontem, o papa Francisco indicou três palavras que devem guiar os cristãos na quaresma que está chegando: proximidade, compaixão e ternura.

Está rolando

Nos meios oposicionistas já existe o sentimento de que vem avançado o ´namoro´ do deputado federal Ruy Carneiro (PSDB) com o Partido Liberal (antigo PR).

Outro flerte

Outra liderança ´tucana´ na Paraíba que começa a emitir sinais de que deixará o ´ninho´ é a deputada federal Edna Henrique, que deverá assumir de vez o comando do Pros no Estado.

Aproximação

O jornal ´Estadão´ noticiou conversações para uma possível fusão entre o PSB e o PCdoB.

Global

A mesma publicação também noticiou que o apresentador da Rede Globo (e presidenciável) Luciano Huck perdeu o encantamento com o Democratas – que está se bandeando de vez para a base governista – e iniciando uma ´paquera´ com o PSB.

´Limpa´

Facebook e Instagram excluíram, no ano passado, 97 milhões de conteúdos por discursos de ódio.

Oficializado

A direção do Progressistas em Campina Grande comunicou à mesa diretora da Câmara que o vereador Luciano Breno será o líder da bancada no ano parlamentar de 2021, tendo Rostand Paraíba na vice-liderança.

Da boca de…

“… Não existe nenhum movimento neste momento de aproximação com a base do governo ou qualquer interesse de nos transformarmos em base do governo Bolsonaro. Jamais aceitei discutir ou negociar cargos ou espaços…” (ACM Neto, presidente nacional do Democratas).

Adiamento

Foi postergado para o último dia de fevereiro o fechamento da agência do Banco do Brasil no bairro da Liberdade, em Campina Grande.

2ª feira filosófica

“Para matar-me um soldado chega; para intimidar-me, um batalhão é pouco…” (Venâncio Neiva, magistrado e 1º governador da Paraíba).

Garimpo

O governo federal anuncia, novamente, que vai focar este ano na reforma administrativa.

Eis a opinião do novo presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (DEM-MG), sobre o tema, exposta em recente entrevista ao jornal Correio Braziliense.

Sem…

“Um ponto muito importante: não se pode ter um discurso demonizando servidores públicos ou achando que eles são os problemas do Brasil. Não são.

… Demonização

“Na verdade, os servidores públicos são a solução dos problemas do Brasil. Quem está fazendo o enfrentamento no dia a dia da pandemia, especialmente àqueles que não têm condições de pagar médicos e hospitais particulares, são os servidores do Sistema Único de Saúde (SUS).

O que se quer

“Não podemos achar que o funcionalismo é a causa do problema. É preciso ter respeito ao funcionalismo, mas, por outro lado, é preciso exigir produtividade, que o serviço público seja ambiente de competitividade, busca por resultados e jornadas de trabalho efetivas”.

Eliminar “distorções

Ainda o presidente do Senado: “A reforma busca corrigir algumas distorções que existem no sistema brasileiro, que é muito inchado em termos de serviço público, e buscar otimizar para que o servidor seja bem valorizado, mas dentro de uma estrutura em que o país não tenha, a partir de sua arrecadação, uma carga de despesas com pessoal além do possível”.

Quem será o ´vice dos sonhos´ para João Azvedo em 2022?...

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube