Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 08/09/2016

O rastro da combinação

Vem aí

O governo federal enviará ao Congresso Nacional até dezembro a proposta de reforma trabalhista, outro tema extremamente polêmico e de apreciação discutível em tempos de retração da atividade econômica.

Essa proposta deverá conter a criação do contrato de trabalho “por número de horas”, que na prática significa a contratação de empregado com jornada de trabalho inferior à fixada pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho).

Colheita

“Tem tempo para tudo, como diz no (livro bíblico) Eclesiastes. Tem tempo de plantar, tem tempo de colher. Nós estamos colhendo muita coisa que plantamos. Não é o governador que está sendo bem avaliado, é o projeto, é a forma de governar”.

Ricardo Coutinho sobre o fato de ter sido apontado pelo Ibope como o governador mais bem avaliado do Brasil.

Pauta recheada

A sessão ordinária de hoje do Supremo Tribunal Federal promete.

Em pauta, um recurso do deputado afastado (e ex-presidente da Câmara Federal) Eduardo Cunha (PMDB-RJ) arguindo a ilegalidade de seu processo de cassação; e a continuidade do julgamento sobre a execução da pena antes de esgotados todos os recursos possíveis.

Fuga

“Quem tem que ter voto presente em plenário é a cassação. Faltar é igual ao voto contra a cassação de Cunha. O importante é que a população de João Pessoa sabe que o candidato a vice de Luciano Cartaxo é aliado e amigo de Eduardo Cunha”, acentuou ontem Ronaldo Barbosa, presidente do PSB/JP, sobre a anunciada decisão do deputado Manoel Júnior (PMDB) de não participar da votação sobre a cassação de Cunha.

Não batem

Dois jornais divulgaram ontem números desencontrados sobre esse processo de cassação.

O Globo (RJ) noticiou a existência de 231 deputados declaradamente a favor da cassação de Cunha; já o levantamento do ´Estadão´ apontou apenas 191.

Com licença

5.644 candidatos às eleições deste ano já formalizaram a desistência, conforme dados divulgados pelo TSE.

Só lembrando, foram protocolados 493.951 pedidos de registro.

O detalhe

Em 2012, as desistências chegaram a 13.857 potenciais concorrentes ao pleito.

No colchão

Outro dado interessante divulgado pelo TSE: 24 candidatos a prefeito em capitais declararam que guardam (somados) R$ 4,5 milhões em dinheiro vivo.

Classificados

A conhecida Construtora Camargo Corrêa – uma das envolvidas na Operação Lava Jato – foi colocada à venda.

Trata-se de uma empresa que ao longo da última década teve faturamentos anuais bilionários.

Retrovisor

Um dos primeiros sintomas de sua fragilidade financeira foi a recente venda do controle acionário que possuía sobre a Alpargatas.

 

Presente!

O ex-combatente campinense João Clementino de Souza, 97 anos, residente na rua Olegário Maciel (Monte Santo), não deixou que o acúmulo de anos o impedisse de estar ontem, devidamente uniformizado, no desfile de Sete de Setembro.

Mais tempo

A Operação Lava Jato terá sobrevida de mais (pelo menos) um ano, conforme prorrogação autorizada pela Procuradoria Geral da República.

Lá se vão 33 fases; 70 acordos de colaboração (delação); e 170 prisões.

Por sinal

O empresário Léo Pinheiro (OAS) e o ex-senador Delcídio do Amaral (ex-PT/MS) pediram para prestar novos depoimentos ao juiz Sérgio Moro.

Pelas…

A coligação de Veneziano (Campina Pensando Grande) programou para o próximo final de semana uma carreata por diversos bairros campinenses.

… Ruas

A Coligação Pra Mudar Campina (Adriano Galdino) deverá realizar uma carreata no próximo dia 25.

Levantando…

Aos poucos, vão sendo revelados os conchavos que levaram o Senado, sob o comando do presidente do Supremo Tribunal Federal, a mudar a Constituição e a ´fatiar´ o processo de impeachment em duas votações que são naturalmente indissociáveis.

… O véu

No dia 18 de agosto (o seu impeachment foi votado no dia 31) Dilma foi informada acerca desse ´drible´ legal. E deu sinal verde. Um dia depois, o ex-presidente Lula deu também o seu aval.

Endosso

“Ela recebeu muito bem”, revelou posteriormente ao portal UOL a senadora (e ex-ministra de Dilma) Kátia Abreu (PMDB-TO).

Etapa

Com o aval de ambos, a ´mentora´ desse procedimento procurou o presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski. Teve acolhida.

Merecimento

Kátia igualmente procurou o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Outro aval: “A Dilma merece que a gente faça isso por ela”, reproduziu a senadora a frase de Renan.

Extrapolou

Com esse acordo de costuras firmado – à revelia dos senadores adversários do Governo Dilma -, Lewandowski se permitiu ´atravessar a rua´ de sua legitimidade.

Pronto para decidir

O ministro do STF encomendou previamente a Luiz Fernando Bandeira, secretário-geral da Mesa do Senado, que providenciasse todo o argumento disponível no regimento interno para oferecer um mínimo de embasamento para aceitar o pedido de votação em destaque. Assim foi feito e o mais é o que foi encenado e aprovado no plenário do Senado.

Num País minimamente sério, estaríamos hoje discutindo o impeachment do presidente do Supremo.

Como está se sentindo numa campanha sem pesquisa de intenção de votos?

Arquivo da Coluna

Arquivo 2018 Arquivo 2017 Arquivo 2016
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube