Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 03/07/2017

O País que não encara o espelho

Outro gol contra

No final de semana, foi divulgada uma informação preocupante (e inesperada) para boa parte (22 milhões de pessoas) da classe trabalhadora: o governo federal cogita acabar com o pagamento do abono salarial.
Esse benefício é anualmente pago aos trabalhadores inscritos no PIS/Pasep há pelo menos cinco anos e que têm rendimento médio mensal de até dois salários mínimos.

Custa R$ 17 bilhões neste ano.

 

Oscilações

Os índices preliminares de rateio do ICMS entre as prefeituras paraibanas, para o ano que vem, apontam variações mínimas: para maior, no caso de Campina, e menor, em termos de João Pessoa.

Sertão

Há uma pequena redução no percentual de Patos e para Sousa praticamente ficou inalterado.

Situando

Esses índices são fixados com base na receita que cada cidade produz; nas populações municipais; e ainda um fator isonômico.

E ainda podem ser contestados junto à Secretaria da Receita Estadual.

O detalhe

25% da arrecadação do ICMS são divididos entre as 223 prefeituras.

Vagas

A Academia de Letras de Campina Grande divulgou o edital para o preenchimento de três cadeiras que se encontram desocupadas: cadeira 16, antecessor Ronaldo Cunha Lima; cadeira 24, José Laurentino; cadeira 35, Silvino Olavo.

Da boca de …

“… Um presidente acusado pela polícia de corrupção é ruim em qualquer lugar do mundo…” (Carlos Melo, cientista político).

Plásticos

Dados do Banco Central informam que no final de 2015 (último levantamento concluído) existiam no Brasil 165 milhões de 200 mil cartões de crédito.

Calote

Dias atrás, o Banco do Brasil e o Bradesco, os dois maiores bancos do País, noticiaram o cancelamento, entre janeiro e abril deste ano, de 1 milhão e 200 mil cartões devido à inadimplência.

Promessa

Sexta-feira última, no encerramento do semestre no Supremo Tribunal Federal, a presidente Cármen Lúcia assegurou aos brasileiros que “o clamor por justiça que hoje se ouve em todos os cantos do país não será ignorado em qualquer decisão” do STF.

Sem omissões

“Não seremos ausentes aos que de nós esperam a atuação rigorosa para manter sua esperança de justiça. Não seremos avaros em nossa ação para garantir a efetividade da justiça”, avançou.

Eco

Cármen até se permitiu reverenciar os ministros que já passaram pela Corte: “As vozes dos que nos antecederam – e que velaram pela aplicação do direito com o vigor de sua toga e o brilho de seu talento – não deixem de ecoar em nossos corações”.

 

Não demorou

Poucas horas depois da sessão, o Supremo ´tisnou´ na credibilidade popular, com decisões isoladas de ministros de essência muito questionável, fazendo refluir a sensação de que cada ministro é um ´Supremo em particular´, dado o grau de autonomia para tomar decisões importantes solitariamente.

Estapafúrdio

Ao determinar que o desmoralizado senador Aécio Neves (PSDB-MG) reassumisse o mandato, o ministro Marco Aurélio de Mello produziu um despacho deplorável nos adjetivos e frágil no embasamento jurídico.

Desagravo

“(Aécio) É brasileiro nato, chefe de família, com carreira política elogiável”, escreveu o ministro, espancando os fatos recentes de amplo domínio da opinião pública.

Liberdade

Ainda no mesmo dia, o ministro Edson Fachin liberou da cadeia o suplente de deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), flagrado recebendo – literalmente – uma mala com dinheiro, fruto de propina.

Igualitário

O ministro argumentou que o caso de Loures merece ´tratamento isonômico´ com outros presos da Operação Patmos, originada pela delação do grupo JBS, que foram soltos por decisão da 1ª Turma do Supremo, a exemplo da irmã de Aécio (Andrea) e do primo do senador.

Todos…

A fotografia de momento, prezado leitor, é agonizante. Antes de tudo, é um insulto à cidadania: um presidente da República com 93% de reprovação, uma unanimidade nacional ao avesso.

… Contaminados

Ainda: um Congresso Nacional quedado pelos descrédito, no qual há um terço de seus senadores investigados pela ´Lava Jato´, e dezenas de deputados na mesma situação, sendo que 20 deles na Comissão de  Constituição e Justiça que investiga inicialmente a denúncia contra Temer.

O peso do nome

E um Supremo que julga processos, em boa medida de seus membros, aplicando aquela dicotomia do ´cara/crachá´, qual seja tomando decisões com o cuidado de observar previamente os protagonistas dos autos.

Sentimento latente

Como não invocar, uma vez mais, o inesquecível Ruy Barbosa: “De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude”.

Quantos vereadores campinenses apoiarão a reeleição do deputado Manoel Ludgério?...

Me Aguarde

Palanque

Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube