Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

segunda-feira, 27/04/2020

O olhar do filósofo sobre a crise

“Trevas” à vista

“O ministério da Justiça e a Diretoria da Polícia Federal estão sob o comando de Carlos Bolsonaro. Dias de trevas para o Brasil em breve, sobretudo sobre os que têm coragem de falar a verdade como eu. Mas se assim tiver que ser, passarei pelas trevas ao lado da verdade e de Deus”.

Postagem do deputado federal paraibano Julian Lemos (PSL), repercutida no ´Estadão´.

Binóculo

O paraibano foi adiante: “Hoje, vejo claramente sinais de uma grande repressão nesse país, dia de muita tristeza por saber que o povo não está vendo o grande mal que está diante de nós”, acrescentou.

Formando…

Estão tramitando no Congresso Nacional 28 projetos que tratam da cobertura dos planos de assistência à saúde no período da pandemia do coronavírus.

… Fila

A maioria pede a suspensão de reajustes nas mensalidades, do prazo de carência ou o impedimento de rescisão unilateral do contrato por causa de inadimplência durante a pandemia.

Linha…

A Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal publicou, ontem, uma carta aberta ao presidente da República na qual afirma existir uma ‘crise de confiança’ entre a instituição e o governo.

… Direta

Alguns trechos. “Os acontecimentos recentes criam um clima de instabilidade uma ´crise de confiança´ para a próxima diretoria da PF, tanto internamente quanto perante a sociedade.

Indesejável

“Nenhum delegado quer ver a PF questionada pela opinião pública a cada ação ou inação. Também não quer trabalhar sob clima de desconfianças internas”.

Regulamentação

É reivindicado encaminhamento ao Congresso Nacional projetos que possam prever autonomia financeira para a Polícia federal e mandato para o Diretor-Geral.

Garimpo

Neste final de semana, o jornal Folha de São Paulo publicou uma longa entrevista com o consagrado filósofo e professor Márcio Sérgio Cortella, reproduzida no PARAIBAONLINE.

Vale a pena pinçar alguns trechos para o leitor de APARTE.

Não à…

“A natureza colocou em nós dois mecanismos de proteção: medo e dor. Quando perdemos qualquer um dos dois, ficamos num estado de vulnerabilidade muito extenso. O risco maior, neste momento, é não ter medo de nada, porque isso nos deixaria desatentos.

… Indiferença

“À nossa volta estão rondando coisas com um nível de fatalidade e de desconhecimento que não pode ser desprezível. O maior perigo hoje é achar que não há perigo.

Choque de…

“Fomos desentronizados como humanidade, especialmente as camadas mais intelectualizadas, mais escolarizadas, mais marcadas por algum tipo de poder político ou econômico. Desabamos do pedestal no qual nos houvéramos colocado.

… Realidade

“De repente, chega uma circunstância inédita, em relação ao modo de ação, sem indicativo de solução rápida em um mundo de instantaneidade e simultaneidade.

Contraste

“Estamos habituados hoje a satisfazer nossos desejos de maneira quase imediata. Estamos surpresos agora com esse retardo das soluções. O tempo todo aguardamos o passo imediato da cura, da vacina, da saída, do pico da doença, como num passe de mágica.

 

Relatividade

“A ciência não é infalível, mas é menos falível que a não ciência. Ninguém pode colocar na ciência uma fé inabalável. Ela também se equivoca, tem seus descaminhos históricos, mas eles são menores que seus acertos e sua capacidade de nos orientar. O esforço coletivo hoje, no campo científico, em todo o planeta, para encontrar uma solução que preserve a vida humana é inédito.

Particularidade

“Pessoas diferentes fazem arranjos diferentes para o que entendem como seu propósito de vida, para que possam ir adiante.

Modo…

“Não tenho dúvidas de que, se um dos meus ficar doente, se alguém do meu círculo de amizades precisar de mim para cuidar dele, eu o farei, mesmo sabendo que há risco.

… De agir

“Tomarei todos os cuidados, mas o farei, porque eu ficaria envergonhado se, de alguma maneira, me acovardasse diante daquilo que, podendo fazer, não fiz. Mas insisto que não é um juízo moral imaginar que quem teme recue porque quer preservar a si ou a outros.

Ceticismo

“Não acho que a humanidade irá se converter à solidariedade. Este tipo de perspectiva é muito mais marcada por um desejo de que isso tenha seu lugar no mundo. Também não acho que ficaremos do mesmo modo, que olharemos as coisas da mesma forma.

Excepcionalidade

“Foi impactante ver as pessoas transformarem algo que deveria ser comum, como o pôr do sol espetacular, em um momento de alegria, de satisfação (…) Mas acontece que, quando vemos o arco-íris muitas vezes seguidas, ele vai deixando de ser deslumbrante para ser comum.

Diluir

“O olhar habitual sobre as coisas nos amortece um pouco. Não há dúvida de que, quando essa penumbra se dissipar, não vamos olhar do mesmo modo algumas coisas, mas não será um modo inédito de olhar.

Descrença

“Não creio numa redenção, creio que muita gente, após um susto tomado, vai olhar algumas coisas de uma perspectiva diferenciada. Mas, quando se olha a humanidade ao longo da história, percebe-se que nunca demos sinais de que aquilo que nos traumatiza, quando termina, nos redime. As lições são aprendidas por uma parte, mas há uma outra parte que só quer voltar ao normal.

E a polarização…

“A crise, que deixou a vida em geral entre parênteses e nos deixou perplexos com a nossa tibieza de reação e nossa indigência de proposição, pode reduzir um pouco a extensão e frequência das polarizações, mas não as inserirá em trilhas de convergência, dada a agudização que tiveram na retórica furiosa sobre responsabilidades e alternativas durante a própria crise.

… No país

“Contudo as urgências para a regeneração das estruturas e fundamentos da sobrevivência econômica nos deixarão tão atarefados que pode ser que várias das contendas inúteis sejam colocadas como aquilo que são: inúteis”.

É preciso declamar

“Que minha solidão me sirva de companhia.
que eu tenha a coragem de me enfrentar.
que eu saiba ficar com o nada
e mesmo assim me sentir
como se estivesse plena de tudo”

(escritora Clarice Lispector)

O mundo segue digital. O ser humano está de volta ´às cavernas´...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube