Fechar

logo

Fechar

Arimatéa Souza

quarta-feira, 03/04/2019

O ´namoro´ avança

Cadeiras vazias

A inexistência de quórum (número mínimo de deputados em plenário) para a votação de matérias, novamente na sessão de ontem da Assembleia Legislativa, elevou a temperatura, ao ponto de o deputado-presidente Adriano Galdino (PSB) convocar uma reunião do ´colégio de líderes´ para hoje, com a finalidade de tomar uma posição ´colegiada´ acerca dessa situação.

´Fujões´

Em tom incisivo, o deputado Ricardo Barbosa (PSB) disse que os deputados Júnior Araújo e Tião Gomes (ambos do Avante) deliberadamente se ausentaram do plenário “para não votar projetos de seus interesses pessoais”.

Faz-de-conta

“Tem deputado brincando aqui, à custa da execração pública desta Casa”, bradou Barbosa.

Desgaste

“A maneira de atuar de alguns deputados está expondo esta Casa”, enfatizou Adriano Galdino (PSB).

O detalhe

A ausência de deputados ocorreu principalmente do lado da oposição – apenas três estavam presentes, apesar de alguns terem registrado presença no início dos trabalhos.

Propagação

A foto da professora Solange Norjosa, do Departamento de Filosofia da UEPB, que ilustrou a cobertura do PARAIBAONLINE na 2ª feira quando do assalto à central de aulas do campus I da instituição, foi reproduzida ontem pelo jornal O Globo (RJ).

Na ´contramão´

A mesma publicação divulga que “enquanto na maior parte do país a taxa de assassinatos cresce regularmente ou vive numa gangorra, um grupo de estados vem apresentando tendência de queda ao longo dos últimos anos”.

Causas

Segue a matéria: “Reforço do policiamento em locais identificados como mais violentos, investimentos em inteligência e integração das polícias, além de ações de longo prazo são algumas das medidas apontadas por especialistas em segurança pública para explicar o sucesso dessas regiões”.

Listados

Conforme o jornal, com base em dados do Fórum Brasileiro de Segurança Pública e das secretarias estaduais de Segurança Pública, as nove unidades da federação com bom desempenho são as seguintes: Alagoas, Distrito Federal, Espírito Santo, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Piauí e São Paulo.

Relativismo

A reportagem salienta que “a sensação de segurança nas ruas também nem sempre é sentida, uma vez que um mesmo estado pode reduzir o número de assassinatos e aumentar a quantidade de crimes patrimoniais, como roubos de residências e assaltos à mão armada”.

Mapeamento

Ao tratar especificamente da situação paraibana, o ´Globo´ frisa que em alguns estados foram tomadas medidas que levaram ao aumento da apreensão de armas, como a aprovação de uma lei dando bônus a policiais por isso. Lá também houve, entre outras coisas, um levantamento para saber os tipos de crimes mais cometidos e onde eles ocorriam, o que permitiu concentrar os esforços nessas áreas”.

Gestão

“Os policiais não são devidamente remunerados como deveriam. Isso (a bonificação) incentiva o ator dessa questão da segurança a ter um trabalho mais eficiente. Esse exemplo da Paraíba é bem elucidativo de que o combate à violência não se resume à repressão. A repressão é importantíssima, mas a prevenção também. O ponto está em gestão administrativa, na inteligência, na valorização da atividade do policial. A partir do momento em que remunera adequadamente um policial, você evita que ele procure complementar sua renda”, comentou Eduardo Araújo Cavalcanti, professor de Direito Processual Penal da UFPB.

Café de gênero

A deputada estadual Pollyanna Dutra (PSB) anunciou ontem que na próxima sexta-feira, em João Pessoa, haverá um café da manhã reunindo as cinco deputadas estaduais (ela, Estela Bezerra, Dra. Paula, Camila Toscano e Cida Ramos) e as duas parlamentares paraibanas no Congresso Nacional – a senadora Daniella Ribeiro e a deputada Edna Henrique.

Enquadrou

Em decreto que ocupa quase quatro páginas da edição de ontem do Diário Oficial do Estado, o governador João Azevedo regulamentou a contratação e qualificação de OSs (organizações sociais) por parte do governo estadual.

Sem sobrevida

Uma olhada rápida no texto aponta que a partir de julho próximo a Cruz Vermelha Brasileira ficará bem longe dos três hospitais do Estado que administra atualmente.

Adiamento

Não foi instalada ontem a ´CPI dos Combustíveis´ no Legislativo campinense.

A dispersão propiciada pela visita da 1ª dama do País, Michelle Bolsonaro, e do ministro da Cidadania, Osmar Terra, contribuíram (aparentemente) para a postergação.

Aliada

Saltou à vista, em sua passagem ontem por Campina, o carisma e a identificação da 1ª dama do País com as causas que envolvem as crianças necessitadas de cuidados especiais.

Porta…

O restaurante Vila Antiga, localizado no centro de Campina Grande (rua 13 de Maio), anunciou o encerramento de suas atividades, ao cabo de 25 anos de atuação no segmento de serviços.

…Fechada

“Sempre é preciso saber quando uma etapa chega ao final, encerrando assim os ciclos, terminando os capítulos. É com o sentimento do dever cumprido que informamos o cumprimento do ciclo do Vila Antiga”, assinala o comunicado divulgado pela direção.

Convocado

Somente na edição de sábado do último do Diário Oficial do Estado – que só foi publicizada no dia de ontem – saiu a designação do deputado Hervázio Bezerra (PSB) para assumir um cargo no secretariado estadual.

Destino

O governador João Azevedo o nomeou para a Secretaria de Juventude, Esporte e Lazer, pasta que vinha sendo tocada (interinamente) pelo secretário executivo, o ex-atleta Zé Marcos.

Desencanto

Desde que não logrou êxito na disputa para presidir o Poder Legislativo no biênio 2021/2022 (dia 1º de fevereiro último) – perdendo para o atual presidente Adriano Galdino (PSB) -, Hervázio flagrantemente desacelerou a sua atuação em plenário, em evidente desestímulo.

E havia do governador a sinalização ontem consumada.

Pendência

O suplente da vez é Jutay Menezes (PRB), cuja legenda – pragmaticamente – tem tratado da nomeação dele para uma secretaria da prefeitura pessoense.

´Regra três´

Caso Jutay não permaneça na ALPB, será convocado o 2º suplente da coligação, que é Lindolfo Pires (Podemos).

A caminho

Ao tratar dessa ´dança de cadeiras´ na ALPB, o deputado Ricardo Barbosa (PSB) disse que existem entendimentos em curso para que os ex-deputados e atuais suplentes Trócolli Júnior e Anísio Maia (PT) também retornem à ´Casa de Epitácio Pessoa´.

Em evolução

Ricardo Barbosa comentou em entrevista sobre a aproximação entre o seu bloco na ALPB e o deputado Manoel Ludgério (PSD).

– Nós temos conversado com frequência. O deputado tem muita experiência, competência e respeito, e merece mais ainda de todos nós. A gente espera que possa se consolidar de forma oficial, para que possamos em breve tempo anunciar o concurso do seu talento legislativo no nosso agrupamento político – situou o líder governista.

Como anda a apuração sobre o incêndio na subestação da Cagepa em Campina?...
Share this page to Telegram

Arquivo da Coluna

Arquivo 2019 Arquivo 2018 Arquivo 2017

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube