Fechar

Fechar

Arimatéa Souza

quinta-feira, 29/03/2018

O ´marqueteiro´ de Alckmin

Visita ao Cariri

Em sua passagem ontem pela cidade de Boa Vista, Ricardo Coutinho acabou novamente falando sobre o processo eleitoral já em curso e a fatalidade do prazo (dia 7 de abril) para decidir se permanece no governo ou tenta um mandato de senador.

Acompanhe alguns trechos de suas declarações.

Blindagem

“A questão é não deixar o Estado sair do trilho. O Estado tem que continuar olhando para adiante, sonhando alto, pensando alto. A história de perder tempo com coisa pequena e o ´rame-rame´ na política ficou para trás, não dá certo. A história é outra. A Paraíba começou a fazer noutro porte (…) É esse momento que nós temos que blindar a Paraíba.

Seguir em frente

“A minha grande vontade e compromisso é fazer com que a Paraíba não sai dos trilhos. Independente de minha decisão, nenhum cargo pra mim é mais importante do que garantir as condições de avanço deste Estado.

O ´cara´

“Meu foco é considerar o perfil de alguém, como João Azevedo, para poder tocar este Estado adiante (…) João é um homem com integridade, competência, honradez e conhecimento (…) João é o melhor quadro administrativo e político que nós temos na Paraíba hoje. Eu não tenho a menor dúvida!

Pronunciamento

“Na sexta-feira (da próxima semana) vou me pronunciar acerca do meu destino, se eu posso chamar assim.

Estilo

“Eu não sou gente de permanecer com a mediocridade. Eu me sinto incomodado quando eu percebo que posso fazer as coisas. E, se não fizer, eu me sinto incomodado.

Frágil

“A oposição nunca teve, nesse período, um discurso, porque não tem história diante de um governo operoso (…) A oposição foi o ´correio da más notícias´, e o povo não é bobo”.

Lacuna

O casal Damião/Lígia Feliciano não compareceu à solenidade de inauguração da pavimentação da rodovia que liga o distrito de Boa Vista à cidade de Boa Vista, apesar de a cidade caririzeira ser uma das bases políticas da família.

“A mim não avisaram absolutamente nada”, comentou o governador.

Crise e …

Diante da (aparente) calmaria no noticiário eleitoral, na atípica semana em curso, aproveito a oportunidade para tratar de uma importante audiência pública, promovida esta semana pelo Legislativo campinense, para debater a situação do Hospital Universitário Alcides Carneiro, que padece de enormes carências em termos de servidores.

… Luz

Felizmente, a reunião serviu para o anúncio de boas novas, como será detalhado mais adiante.

Histórico

A audiência foi proposta pela vereadora-presidente Ivonete Ludgério (PSD), que tomou por base uma entrevista recente do superintendente do HUAC, Homero Guimarães.

Urgência

Ela destacou a necessidade inadiável de o hospital ser dotado de funcionalidade plena, incorporando os aprovados em recente concurso público.

Em busca

“Para se ter atendimento de qualidade são necessárias pessoas qualificadas”, enfatizou a parlamentar, grifando em seguida que “nós precisamos do Hospital funcionando muito bem. E vamos atrás de quem nos possa dar essa garantia”.

Aguda

Em sua intervenção inicial, o superintendente confirmou a “extrema carência de pessoas”.

Certificação

Ele recordou que “quando da adesão do HUAC à Ebserh (Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares), em 2015, o próprio Ministério do Planejamento identificou que nós tínhamos uma carência de 380 funcionários. De lá para cá, perdemos mais 80 servidores, por aposentadorias, exonerações e falecimentos”, perfazendo uma carência de 450 funcionários.

Defasagem

“Especificamente na área médica, deveríamos ter 215 médicos. Hoje temos apenas 98”, enfatizou Homero, observando que “isso está comprometendo a assistência aos usuários do SUS”.

 

Contratações

Nesse momento de sua fala, foi verbalizada uma boa notícia.

O superintendente informou o anúncio, por parte do governo federal, da liberação de 5 mil vagas para os HUs de todo o País.

Cota

“Só que eles (hospitais) foram divididos em grupos. E apenas poderemos contratar 274 servidores (sendo 80 médicos)”, esclareceu.

Conta-gotas

Homero Guimarães explicou que essas nomeações autorizadas “não chegarão ao mesmo tempo, serão mês a mês. Os 27 primeiros (nomeados) já foram publicados no Diário Oficial (justamente no dia da audiência), sendo 10 médicos”.

Carências

As especialidades médicas que estão sendo priorizadas pelo HUAC são reumatologia, ginecologia (ambas atualmente sem nenhum profissional), além de anestesiologistas e cirurgiões pediátricos.

Espera

Devido a essa limitação de médicos, existem 84 crianças na fila de espera para cirurgia no HUAC.

Desligamentos

O superintendente do hospital avisou que “lamentavelmente, não encontramos meios nem respaldo para manter o pessoal (262 funcionários) do processo seletivo”, que atua (precariamente) desde 2010. São pessoas competentes”.

Mutação

Em sua participação na audiência pública, a secretária de Saúde de Campina Grande, Luzia Pinto, registrou que “em mais de uma vez eu estive nesta Casa fazendo críticas ao HUAC. Mas temos que saber criticar, mas também reconhecer os avanços ocorridos nos últimos dois anos”.

Pulo

Luzia embasou em dados a sua fala: “Houve um acréscimo de 66.780 procedimentos só na parte ambulatorial” no ano passado.

Avanços

“Não consigo imaginar trabalhar a saúde pública sem o HUAC. Nós conseguimos regular 100% dos procedimentos ambulatoriais. Antes, era como se você pedisse um favor”, verbalizou a titular da SMS, acrescentando que “alguns procedimentos já trabalham acima de 100% do que foi proposto. Alguns outros, acima de 90%”.

Gratificada

“É muito gratificante ouvir esse depoimento (de Luzia). Pra mim, também foi uma grande surpresa o anúncio dessa convocação (de servidores) pelo professor Homero”, comentou a vereadora Ivonete.

Anexo…

Ao final da audiência, o superintendente do HUAC comunicou um fato que merece mobilização da classe política local.

… Corre risco

O famoso prédio do ´barracão´ (que foi utilizado pelo antigo Inamps e agora é usado pelo HUAC) é de propriedade do INSS, que informou (oficialmente) a necessidade de retomar o imóvel para locação e/ou venda, devido ao fato de o mesmo pertencer à caixa de aposentadoria da Previdência Social.

O detalhe

O aluguel que está sendo proposto é de R$ 30 mil mensais ou a alienação ao preço de R$ 1 milhão.

Aquisição

Prontamente, o vereador Álvaro Farias (PSC) sugeriu que a Câmara remetesse à bancada federal um apelo para que seja apresentada uma emenda ao Orçamento Geral da União para a entrega definitiva do imóvel ao hospital universitário.

´Advogada´

“Eu gosto de uma briga por uma boa causa”, concluiu a sessão Ivonete Ludgério, incorporando a luta em prol do único hospital público federal da cidade.

´Pitaco´ para a campanha

Em recente reunião com dirigentes nacionais do PSDB, o presidenciável Geraldo Alckmin (SP) ouviu do senador paraibano Cássio Cunha Lima uma sugestão de slogan para sua campanha: “Geraldo Alckmin, a segurança do Brasil”.
“Passa a ideia de que ele é um político responsável e seguro, além de mostrar a preocupação com a segurança pública”, explicou posteriormente CCL ao ´Estadão´.

Arremate de Cássio: “Depois de tantas eleições, já estou melhor que muito marqueteiro”.

A oposição vai assimilar a candidatura de Lucélio Cartaxo?...
Simple Share Buttons

2018 - Paraiba Online - Todos os direitos reservados.

BeeCube